Pular para o conteúdo principal

Assistência Farmacêutica

atualizado em 26/02/2018 | 14:40

A Assistência Farmacêutica, conforme definida pela política nacional, compreende “o conjunto de ações voltadas à promoção, proteção e recuperação da saúde, tanto individual como coletivo, tendo o medicamento como insumo essencial e visando o acesso e ao seu uso racional. Este conjunto envolve a pesquisa, o desenvolvimento e a produção de medicamentos e insumos, bem como a sua seleção, programação, aquisição, distribuição, dispensação, garantia da qualidade dos produtos e serviços, acompanhamento e avaliação de sua utilização. A perspectiva é a obtenção de resultados concretos e da melhoria da qualidade de vida da população.
 

Em Belo Horizonte a Assistência Farmacêutica está hierarquicamente organizada em uma Gerência de Assistência Farmacêutica no nível central, em nove farmácias regionais e em 183 farmácias de unidades de saúde no nível local. Inclue diversos níveis de atenção e serviços: Centros de Saúde, Unidades de Pronto Atendimento, conjunto das unidades de referência em Saúde Mental, Unidades de Referência Secundária, Unidades Dispensadoras de Medicamentos Antirretrovirais, Centro de Testagem e Aconselhamento, Centro de Treinamento e Referência em Doenças Infecciosas e Parasitárias Orestes Diniz.
 

A Assistência Farmacêutica no município tem avançado significativamente ao longo dos anos com a implantação de diversas ações com o objetivo de qualificar este serviço especialmente no que tange às atividades técnico-gerenciais. Estas atividades se encontram consolidadas na rede, sendo descritas em manuais e Procedimentos Operacionais Padrão (POP) para os diversos níveis de atenção e com processo de monitoramento e avaliação implantados.
 

A Assistência Farmacêutica busca contribuir para o cuidado da saúde individual e coletiva da população, oferecendo um serviço de qualidade aos usuários e promovendo o acesso e o uso racional do medicamento.