Pular para o conteúdo principal

Residências em Saúde

atualizado em 29/11/2019 | 10:27
PROGRAMA DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE SMSA/PBH

Em 2015, teve início na Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte – SMSA/PBH o Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade – PRMFC. O PRMFC constitui modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, sob a forma de curso de especialização, caracterizada por treinamento em serviço, com carga horária de 60 horas semanais e com duração de dois anos. Programa caracterizado como definitivo pela Comissão Nacional de Residência Médica – CNRM/MEC.
O programa visa promover o desenvolvimento de competências que articulem ensino, serviço, gestão e controle social. Para atingir esse objetivo, a proposta é que os residentes da SMSA/PBH tenham estágios (treinamento em serviço) em cenários de prática da Atenção Básica, Secundária e Terciária, a fim de aprimorar o conhecimento e formar profissionais capacitados para atuarem na Rede SUS-BH.

Compõem o cenário de estágio do PRMFC/SMSA:
– Unidades Básicas de Saúde da REDE SUS-BH (Unidades Docentes – Assistenciais);
– Renomados hospitais com larga tradição no binômio ensino-serviço;
– Além de outros equipamentos de saúde que integram uma das maiores redes assistenciais de nosso país.

A organização do PRMFC da SMSA/PBH pretende oportunizar uma vivência diversificada dos residentes em múltiplos cenários de atuação assistencial que contribuam para alcance das competências esperadas do profissional médico especialista em medicina de família e comunidade, em conformidade com o Currículo Baseado em Competências disponibilizado pela Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade – SBMFC.
O Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade SMSA/PBH baseia-se em diretrizes e princípios, reformulados e aplicados nos melhores projetos de educação médica de pós-graduação de formação integral, centrados na aquisição de competências sustentadas nas evidências científicas, metodologias ativas, na valorização da experiência e das boas práticas, bem como na cultura, ética e valores ao usuário centrado no compromisso com a sociedade. Deste modo, o residente é incentivado a assumir um papel cada vez mais ativo. Ter iniciativa criadora e científica, pensamento crítico-reflexivo, capacidade para auto avaliação, trabalho em equipe, senso de profissionalismo e sensibilidade na assistência.

DAS VAGAS:
A SMSA, por meio da Gerência de Educação em Saúde, disponibiliza 05 (cinco) vagas para o Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade anualmente.  Para ingressar no PRMFC é preciso que o candidato seja graduado em medicina e aprovado em processo seletivo coordenado pela Comissão de Residência Médica – COREME da SMSA/PBH, conforme legislação da Comissão Nacional de Residência Médica – CNRM. Este processo acontece em parceria com a Associação de apoio a Residência Médica – AREMG e Comissão Estadual de Residência Médica de Minas Gerais – CEREM/MG. Ressalta-se que o Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade da SMSA/PBH está vinculado à Comissão de Residência Médica – COREME que é o órgão que coordena e zela pelo cumprimento do Programa na SMSA/PBH.

DA REMUNERAÇÃO:
O Residente receberá mensalmente, durante todo o Programa de Residência, a bolsa de residência médica, de acordo com o valor estabelecido pelo Ministério da Saúde – MS, além do auxílio alimentação, custeado pela Secretaria Municipal de Saúde.

DAS ATIVIDADES TEÓRICAS:
As atividades teóricas regulares do Programa de Residência acontecem em dois dias da semana:
– R1: às terças e às sextas-feiras no período da tarde;
– R2: às quartas e às sextas-feiras no período da tarde.

Os encontros teóricos das terças e quartas-feiras à tarde são realizados com os residentes do Programa de Residência Multiprofissional da Atenção Básica/Saúde da Família da SMSA-BH. Nesses encontros são discutidos, de forma interdisciplinar, diferentes temas da Atenção Básica. A abordagem prioriza a coordenação do cuidado construído a várias mãos a partir das boas práticas de saúde e do trabalho em equipe. Nesses encontros contamos com a presença dos preceptores e de profissionais da rede de saúde de Belo Horizonte.
As atividades teóricas das sextas-feiras são voltadas para os médicos residentes e contam com a presença dos preceptores e convidados. São discutidos temas e casos clínicos da atenção básica e o seu manejo pelo médico de família e comunidade.


DAS ATIVIDADES PRÁTICAS:
Nas atividades práticas cada residente integra uma equipe de saúde da família e, sob a orientação do preceptor, realiza as atividades de atenção às pessoas na perspectiva da integralidade. A opção do Programa de residência da SMSA-BH foi de manter a proporção de um residente por preceptor, de forma a permitir maior possibilidade de discussão das diferentes demandas e necessidades de saúde presentes no território.  Outra definição foi a de vincular o residente a uma equipe durante os dois anos de residência de forma a permitir a longitudinalidade/continuidade na atenção à saúde.
Outros campos programados para o residente são a Saúde da Criança, Saúde da Mulher, Saúde do Idoso, Gestão, Ortopedia e Clínica Cirúrgica, Cirurgia Ambulatorial e o estágio opcional, atualmente em Dermatologia. Os locais escolhidos para o estágio nesses campos são o Hospital Odilon Berens (clínica cirúrgica, ortopedia, clínica do adulto, obstetrícia, saúde da criança), ambulatórios próprios da rede BH (saúde da criança, saúde da mulher, saúde mental, dermatologia e pequenas cirurgias), Instituto Jenny de Andrade Faria (atenção ao idoso) e Gerência de Atenção Primária – GEAPS (estágio de gestão).

PRECEPTORIA:
Contamos com uma equipe de preceptores muito entusiasmada e dedicada ao programa. Os nossos preceptores estão atualmente lotados nos Centros de Saúde Cachoeirinha, Dom Bosco, Mariano de Abreu e Bonsucesso.

DEPOIMENTOS:

“ Quando formei em medicina, não tive a oportunidade de fazer residência logo após a faculdade. Consegui um contrato na Prefeitura de Belo Horizonte para a Estratégia de Saúde da Família – ESF, onde, por um ano, aprendi muito, mas não me sentia qualificada o suficiente para tamanha responsabilidade que tinha com meus pacientes. Queria poder fazer mais por eles, ajudar mais em suas angústias, dores e sofrimentos. E foi o que me motivou a fazer a residência em Medicina de Família e Comunidade, para ser um profissional com ampla visão clínica, vasto e variado repertório de pacientes; poder realizar uma medicina centrada na pessoa, acompanhar integralmente e longitudinalmente o paciente, sua família e sua comunidade por meio de competências preventivas e terapêuticas. A residência tem sido uma verdadeira escola, novas portas se abrindo e um aprendizado sem fim. Sou muito grata pelas oportunidades que tive e com a escolha que fiz. ”
Residente do Centro de Saúde Cachoeirinha

 

“ Nossa função como preceptores é dar ao residente uma visão multidisciplinar e focal da realidade da Atenção básica. Buscamos fazer a imersão desse residente dentro das rotinas das equipes de saúde da família, sendo a residência o melhor aperfeiçoamento clínico em serviço conhecido. O residente torna-se membro dessa equipe e corresponsável pelo trabalho dentro da comunidade em que essa está inserida. Dividimos problemas, discutimos condutas e crescemos juntos. Em nosso programa, buscamos mostrar ao residente a realidade de uma equipe de saúde da família dentro de uma rica e integrada rede é que a Prefeitura de Belo Horizonte. Para mim e para a equipe em que trabalho, a chegada da residência fez nossa equipe crescer muito. Amadurecemos juntos.
Gosto muito de ser preceptor e acredito na Atenção Primária como uma alavanca de saúde dentro da nossa comunidade e o residente é uma peça importante dentro desse processo. Por isso jovem médico, se você gosta de Atenção Primária como eu, convido você a conhecer nosso programa: seus coordenadores, preceptores, suas unidades e seus campos de estágio. Acredito ser de grande valia no seu processo de crescimento na Saúde da Família. Para mim, a residência deve ser a base de todo aperfeiçoamento clinico que um jovem médico necessita.
Saúde da Família – Juntos somos mais fortes, juntos somos mais humanos. ”

Preceptor do Centro de Saúde Dom Bosco

 

“A Medicina de Família e Comunidade é a especialidade da Integralidade. Seu foco está na totalidade do ser humano e dos serviços a ele oferecidos. Poder dar atenção às pessoas, considerando e abordando sua família e a sua comunidade é algo complexo, desafiador e de uma beleza impressionante. E mais do que isso: é fonte de alegria e realização profissional.  A Residência Médica é o espaço privilegiado para a construção de competências para o Médico de Família e Comunidade, uma vez que é o aprendizado em serviço, com extensa carga horária para atividades teóricas e práticas, além de permitir a integração com a equipe de saúde e a realização de atividades multiprofissionais e interdisciplinares. A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte resolveu investir no Programa de Residência em Medicina de Família e Comunidade.  Sua rede de serviços de Atenção Básica é conhecida nacional e internacionalmente. É um campo privilegiado para a formação dos Médicos de Família e Comunidade, uma vez que conta com ótimos profissionais e serviços reconhecidos pela sua cobertura e qualidade.
   
Vale a pena conhecer e integrar o Programa de Residência de Medicina de Família e Comunidade da Secretaria de Saúde de Belo Horizonte. Aos interessados e apaixonados pela Medicina de Família e Comunidade fica o nosso convite para que venham participar conosco da construção de uma atenção à saúde mais humana e ética”.

Aristides José Vieira Carvalho
Coordenador do Programa de Residência

 

 

COREME
A secretaria da COREME/SMSA está localizada à Rua Frederico Bracher Júnior, 103 – 3º andar – sala 301 – Bairro Carlos Prates – Belo Horizonte – MG.
E-mails: coremesmsa@pbh.gov.br | residenciaemsaude@pbh.gov.br

INFORMAÇÕES:
E-mails – coremesmsa@pbh.gov.br | residenciaemsaude@pbh.gov.br
Telefones – (31) 3277-8514 | (31) 3277-8516

LINKS:
Residência Médica – Comissão Nacional de Residência Médica
Associação de Apoio a Residência Médica de Minas Gerais (AREMG)
Comissões Estaduais de Residência Médica (CEREM)

 

RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL

Residência Multiprofissional e em área profissional da saúde são iniciativas dos Ministérios da Saúde e da Educação, criadas a partir da promulgação da Lei nº 11.129 de 2005 e orientadas pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde – SUS a partir das necessidades e realidades locais e regionais.

Entende-se por Residência uma modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, sob a forma de curso de especialização, caracterizado por ensino em serviço, com carga horária de 60 horas semanais e duração mínima de dois anos, com recebimento de bolsa, abrangendo diversas profissões da saúde.

A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte/SMSA/SUS-BH, através da Gerência de Educação em Saúde/GEDSA, responsável pela coordenação e execução das ações educacionais das Residências em Saúde – Médica e Multiprofissional; oferece 01 (um) Programa de Residência Multiprofissional em Saúde com ênfase em Atenção Básica/Saúde da Família, aprovado na Portaria Conjunta n°1 de 14 de janeiro de 2015 do Ministério da Educação e Ministério da Saúde.

Este Programa tem por objetivo formar e capacitar profissionais de saúde, no contexto da Rede de Serviços do SUS/BH; e está organicamente articulado à dinâmica da Rede de Saúde da Prefeitura de Belo Horizonte, o que possibilita integrar os processos desta Residência às ações de educação permanente em saúde da SMSA/SUS-BH, como também desenvolver competências que articulem ensino, serviço, gestão e controle social.

Para ingressar neste Programa, é preciso que o candidato seja graduado e aprovado em processo seletivo, coordenado pela Comissão de Residência Multiprofissional (COREMU).

Atualmente são ofertadas pela SMSA/SUS-BH, 10 (dez) vagas distribuídas para as seguintes categorias profissionais:

• Assistente Social- 01 vaga.
• Enfermeiro- 01 vaga.
• Fonoaudiólogo- 01 vaga.
• Odontólogo- 01 vaga.
• Psicólogo- 01 vaga.
• Terapeuta Ocupacional- 01 vaga.
• Nutricionista- 01 vaga.
• Educador Físico- 01 vaga.
• Farmacêutico- 01 vaga.
• Fisioterapeuta- 01 vaga.

Outras 10 vagas (01 de cada categoria profissional listada) são ofertadas em parceria com o Programa de Atenção Básica/Saúde da Família do Hospital Metropolitano Odilon Behrens.

Remuneração

O Profissional de Saúde Residente receberá mensalmente, durante todo o Programa de Residência Multiprofissional, uma bolsa de trabalho, de acordo com o estabelecido pelo Ministério da Saúde (Programa Nacional de Bolsas para Residências Multiprofissionais e em Área Profissional da Saúde).

 

COREMU

O Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família da SMSA/PBH está vinculado à Comissão de Residência Multiprofissional em Saúde– COREMU que é o órgão que coordena e zela pelo cumprimento do Programa de Residência Multiprofissional da SMSA/PBH.

Regimento Interno COREMU 27 08 2019 GEDSA SMSA PBH

A secretaria da COREMU está localizada à Rua Frederico Bracher Júnior, 103, 3º andar, sala 305 – Padre Eustáquio - Belo Horizonte - MG.

Email: residenciaemsaude@pbh.gov.br.

Para mais informações sobre residências multiprofissionais acesse o Portal da Residência Multiprofissional - MEC, clique aqui.

PARCERIAS EXTERNAS

A Gerência de Educação em Saúde, através da COREMU E COREME da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, na perspectiva da integração ensino-serviço-comunidade, destaca-se como porta de entrada das residências em saúde parceiras na REDE SUS/PBH, atendendo à legislação municipal e federal.

A SMSA/SUS-BH, por meio da GEDSA, mantém parcerias em residências em saúde com o Hospital Municipal Odilon Behrens, Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação Hospitalar de Minas Gerais, Hospital Universitário São José, Grupo Santa Casa-BH, Hospital Vera Cruz, Hospital Sofia Feldman, Hospital da Baleia, Hospital Felício Rocho, Hospital Risoleta Neves.

Através da parceira SMSA/HMOB são ofertadas vagas para os programas de Residências em Saúde, descritos abaixo:


Programas de Residência Multiprofissional:

  • Atenção Básica/Saúde da Família- aprovado no Edital 17/2011.
  • Saúde da Criança- aprovado no Edital n° 24/2009.
  • Saúde da Mulher- aprovado no Edital n° 17/2011.
  • Saúde Mental- aprovado no Edital 17/2011.
  • Saúde do Idoso- aprovado no Edital 17/2011.
  • Urgência e Trauma- aprovado no Edital n° 24/2009 e 17/2011.


Programa de Residência Médica:

Parceria via COREME/HBO, contato: coremuhob@gmail.com 

  • Medicina de Família e Comunidade;
  • Ginecologia e Obstetrícia;
  • Psiquiatria;
  • Geriatria.

No que se refere aos programas de Residências em Saúde de outras entidades que utilizam a Rede SMSA/SUS-BH, a parceria se dá a partir da celebração de convênios que visam à disponibilização de cenários de práticas para formação profissional.

Destaca-se que a equipe da GEDSA/SMSA/PBH tem discutido a participação destas residências na Rede SMSA/SUS-BH, na perspectiva de aprimorar as parcerias institucionais locais e regionais, fortalecendo a formação e qualificação de recursos humanos para o Sistema Único de Saúde.


Da documentação

Para disponibilização de vagas nos equipamentos de saúde da SMSA/BH as instituições e hospitais de ensino que tiverem proposta de convênio aprovada, deverão realizar o preenchimento do “Formulário para estágios de Residência Médica/Multiprofissional da SMSA – SUS-BH” e encaminhar para a GEDSA e Distrito Sanitário de referência.

Para acessar este formulário, clique aqui.

Após autorização e disponibilização das vagas, as instituições/hospitais de ensino deverão providenciar a assinatura do “Termo de Compromisso das Residências em Saúde” em três vias. Estas vias deverão ser entregues para os seguintes responsáveis:

  • uma via para o/a gerente do serviço;
  • uma via para o/a residente;
  • uma via para a coordenação do programa.


Para acessar o do Termo de Compromisso, clique aqui.


Dos prazos

As solicitações para renovação das vagas já pactuadas devem ser enviadas semestralmente a GEDSA, através do email: residenciaemsaude@pbh.gov.br, devem respeitar o prazo mínimo de 20 (vinte) dias úteis antecedentes a data prevista para início das atividades.

As solicitações para abertura de novas vagas seguem o mesmo fluxo descrito acima e obedecendo ao prazo mínimo de 40 (quarenta) dias úteis antecedentes a data prevista para início das atividades.

As solicitações para renovação e abertura de novas vagas serão recebidas conforme os prazos preestabelecidos pela Gerência de Educação em Saúde – GEDSA.

Situações excepcionais serão analisadas pela Equipe de Residência em Saúde da Gerência de Educação em Saúde – GEDSA.

Informações sobre os Programas de Residências em Saúde da SMSA, através do e-mail: residenciaemsaude@pbh.gov.br ou pelos telefones: (31) 3277-9281 | (31) 3277-8516.