Pular para o conteúdo principal

Hepatites Virais

atualizado em 19/03/2018 | 10:29

As hepatites virais podem ser doenças graves que acometem o fígado, um dos órgãos mais importantes do corpo humano. Os cinco principais tipos (A, B, C, D e E) são causados por vírus que podem passar de uma pessoa para outra. As hepatites geralmente não apresentam sintomas. Quando aparecem podem provocar cansaço, tontura ou ânsia de vômito. Muitas vezes, a pele e os olhos ficam amarelados, a urina escura e as fezes mais claras. Em alguns casos, como nas hepatites B, C ou D, a pessoa pode levar anos para perceber que está doente.

A hepatite B é uma doença sexualmente transmissível – DST. E assim como a hepatite C, pode ser também transmitida pelo sangue. A recomendação geral é a de que pessoas que transaram sem camisinha, ou compartilharam agulhas e seringas, ou receberam transfusão de sangue antes de 1993, ou tenham mais de 40 anos de idade devem procurar um centro de saúde e realizar os testes para hepatites B e C (HBsAg e anti-HCV). O diagnóstico e o tratamento precoces podem evitar a evolução para cirrose ou câncer de fígado.

Para saber se há a necessidade de realizar exames que detectem as hepatites, observe se você já se expôs a algumas dessas situações:

  • Contágio fecal-oral: condições precárias de saneamento básico e água, de higiene pessoal e dos alimentos (vírus A e E);
  • Transmissão sanguínea: se praticou sexo desprotegido ou compartilhou seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos que furam ou cortam (vírus B, C e D);
  • Transmissão sanguínea: da mãe para o filho durante a gravidez, o parto e a amamentação (vírus B, C e D);
  • O uso de drogas está relacionado à transmissão das hepatites e outras doenças.
     

Prevenção

  • As hepatites B e C são doenças transmitidas pelo contato sexual ou contato com sangue. Como se prevenir: use preservativos e tome as 3 doses da vacina de hepatite B (previne para B e D);
  • Vacine as crianças para hepatite A e não compartilhe material de uso pessoal (alicates de cutícula, lâminas de barbear, escova de dente etc.);
  • Para hepatite C não existe vacina;
  • Não compartilhe material para preparo ou uso de drogas;
  • Somente realize procedimentos como tatuagens ou piercings, em locais autorizados. É necessário que o material utilizado seja esterilizado ou descartável.


Os 152 centros de saúde de Belo Horizonte atuam na distribuição de informações para ações de prevenção de IST, distribuição de preservativo sexual masculino com livre acesso do público através de dispensadores "self service", preservativo sexual feminino e bem como a realização da testagem para HIV, sífilis e hepatites B e C.

A vacina da hepatite B está disponível em todos os centros de saúde.
 

ATENÇÃO: SÃO NECESSÁRIAS TRÊS DOSES PARA COMPLETAR A VACINAÇÃO!

sfsdfsd
Informações úteis

Testagem para HIV, sífilis e hepatites virais
Procure o Centro de Saúde próximo de sua casa ou um Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). 

Profilaxia Pós-Exposição (PEP) Acidente com material biológico
Procure uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas.

Tratamento de HIV/AIDS, sífilis e hepatites virais
Se realizou o teste em um dos serviços do SUS BH, a própria unidade marcará sua consulta. Se você realizou o teste em um laboratório particular, procure o Centro de Saúde próximo de sua casa para marcar sua consulta em um dos Serviços de Atenção Especializada (SAE) da rede SUS BH.

 

folder_hepatiteb.jpg cartaz_hepatiteb.jpg