Pular para o conteúdo principal

Controle do Tabagismo

atualizado em 26/02/2018 | 14:51

Tabagismo O tabagismo é considerado pela Organização Mundial de Saúde como a maior causa evitável de doença e morte no mundo, pois é fator de risco para 6 das 8 principais causas de morte. Anualmente, morrem cerca de 6 milhões de fumantes no mundo, cerca de 200 mil no Brasil.
 

O fumo do tabaco apresenta-se sob várias formas, como cigarro, cachimbo, charuto, cigarro de palha, rapé, fumo de rolo, bidis, cigarros de Bali, narguilé e outros. Contém aproximadamente 5 mil substâncias tóxicas que são responsáveis, direta ou indiretamente, por cerca de 55 doenças. As mais frequentes são o câncer (de diversos locais do corpo), as doenças do coração e vasos sanguíneos (infarto do miocárdio, acidentes vasculares cerebrais) e as dos pulmões (enfisema pulmonar e bronquite crônica).
 

A exposição de não-fumantes à poluição do ambiente causada pelo fumo (tabagismo passivo) aumenta o risco câncer de pulmão, infarto do miocárdio e outras doenças. As crianças que convivem com fumantes têm maior risco de apresentar infecções respiratórias e asma brônquica. A gestante que fuma tem um risco aumentado de complicações da gravidez, como abortos, sangramentos, partos prematuros, etc. O tabagismo passivo mata 600 mil pessoas por ano no mundo, sendo mais de ¼ em crianças.

 

Programa Nacional de Controle do Tabagismo

Tem como objetivo reduzir a prevalência de fumantes e a consequente morbimortalidade relacionada ao consumo de derivados do tabaco. O programa segue um modelo lógico no qual ações educativas, de comunicação, de atenção à saúde, junto com o apoio a adoção ou cumprimento de medidas legislativas e econômicas, se potencializam para prevenir a iniciação do tabagismo, principalmente entre adolescentes e jovens; para promover a cessação de fumar; e para proteger a população da exposição à fumaça ambiental do tabaco e reduzindo assim o dano individual, social e ambiental dos produtos derivados do tabaco.

 

Programa Municipal de Controle do Tabagismo

Foi iniciado em 2001. Em 2004 foram capacitados os primeiros profissionais na Abordagem Intensiva aos Fumantes e em 2006, quando o Instituto Nacional de Câncer (INCA) iniciou a distribuição dos insumos para o programa (manuais e medicamentos), foram iniciados os primeiros grupos de tratamento.
 

Todos os anos, o município realiza diversas ações para promover a redução do tabagismo, como campanhas de conscientização, capacitações aos profissionais dos centros de saúde para promover a ampliação da oferta de abordagem breve e intensiva aos fumantes. A metodologia dos cursos oferecidos pela SMSA segue a proposta do INCA do Ministério da Saúde.
 

Atualmente, as capacitações têm sido intensificadas e as abordagens são realizadas por profissionais dos Centros de Saúde, Núcleos de Apoio à Saúde da Família e das Academias da Cidade, podendo ser médicos, psicólogos, enfermeiros, educadores físicos e outros.
 

Os profissionais são orientados a perguntar aos usuários, durante o atendimento, se são fumantes, ex-fumantes ou não fumantes. Se forem fumantes, o profissional orienta e incentiva o paciente a parar de fumar, através de abordagens breves. São intervenções que duram de 3 a 10 minutos e demandam uma capacitação mínima dos profissionais, baixo custo e muito abrangentes.
 

Para aqueles fumantes que não conseguem parar através da abordagem breve, é indicada uma avaliação clínica e acompanhamento intensivo através de Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) em grupo ou individual. O acompanhamento é feito através de quatro encontros semanais. O plano de cuidado do usuário inserido no programa do SUS indicará ou não a necessidade de medicamentos de apoio.
 

O atendimento em grupo é a modalidade preferencial de acompanhamento e atende em torno de 15 fumantes e dura no mínimo seis meses. O objetivo é oferecer esse atendimento em todos os Centros de Saúde. Entretanto, a disponibilidade de agenda do Centro de Saúde depende também do planejamento da unidade diante das demais necessidades da população atendida.
 

Material para download Neste espaço encontram-se alguns impressos da SMSA sobre o Programa de Controle do Tabagismo. Os materiais abaixo estão destinados aos profissionais da saúde que realizam as abordagens nos Centros de Saúde.

 

Material para download

Neste espaço encontram-se alguns impressos da SMSA sobre o Programa de Controle do Tabagismo. Os materiais abaixo estão destinados aos profissionais da saúde que realizam as abordagens nos Centros de Saúde.


Consenso INCA 2001
Ficha de entrevista do fumante
Avaliação clínica do fumante
Planilha de prestação de contas (em revisão)
Nota técnica bupropina
Lei ambiental Livre Decreto
Tratamento do Tabagismo na SMSA

Os materiais abaixo podem ser utilizados pelos trabalhadores da saúde, assim como pela população.
 


Promoção a Saúde


album-seriado-mini.jpg cartilha-promocao-a-saude-mini.jpg banner-experimentacao.jpg
cartilha-abordagem-mini.jpg folder-informacao.jpg