Pular para o conteúdo principal

INFORMAÇÕES SOBRE ACIDENTES DE TRÂNSITO COM VÍTIMAS NO MUNICÍPIO DE BELO HORIZONTE

atualizado em 19/09/2019 | 11:32

Os relatórios abaixo apresentam indicadores históricos de segurança de trânsito, dados de acidentes de trânsito, de vítimas fatais e não fatais, de veículos/condutores.

 

ANO 2018 - Os números de acidentes, o total de vítimas fatais e não fatais e os atropelamentos apresentaram queda em relação a 2017, o que reforça o cenário de redução nos últimos dez anos. Em relação a 2017, a queda no total de acidentes (4,79%), o total de vítimas (4,33%) e as vítimas fatais (6,61%) mostram uma tendência anual que, quando se avalia os últimos 10 anos, esses números chegam a uma redução de 60,76% de vítimas fatais. Os atropelamentos também expressam esse cenário positivo de queda, de 8,50%, em relação a 2017, e 52,05%, nos últimos 10 anos. É importante avaliar que nos últimos dez anos a frota de veículos cresceu 67,23% e a queda de vítimas fatais e atropelamentos superou 50%. 

A redução indica que o trabalho de diversos órgãos governamentais e organizações privadas ao longo desses anos vem semeando uma cultura em defesa da vida. A Prefeitura de Belo Horizonte , por meio da BHTRANS, realiza programas permanentes de educação para jovens e crianças, investe em segurança como a priorização dos pedestres nas travessias , aumento da fiscalização eletrônica. Porém, mesmo com o cenário de queda nos números de acidentes, ainda há muito trabalho a fazer. É preciso ir além para que os números de 2018, como 113 vítimas fatais em acidentes e 1.475 atropelamentos, continuem caindo e cheguem ao cenário ideal: nenhuma vítima no ano.

 

Clique para baixar o relatório com os dados de 2018.

_________
 

Clique para baixar os relatórios dos anos anteriores:


ANO 2017

ANO 2016

ANO 2015

ANO 2014

ANO 2013

 


POLÍTICA DE SEGURANÇA NO TRÂNSITO DE BELO HORIZONTE

 

O objetivo da política de segurança a ser desenvolvida até 2030 é a redução em 50% no índice de mortos por 100 mil habitantes, tendo por base o ano de 2014, resultado este que deve incorporar também a redução específica nos índices de vítimas mais vulneráveis da via que são os pedestres e os motociclistas. Os resultados obtidos pelo município nos últimos anos indicam que ele terá êxito neste objetivo, mas a batalha é árdua e, dia a dia, devem ser tomadas medidas tendo como foco essa missão.

 
CLIQUE AQUI PARA BAIXAR A POLÍTICA DE SEGURANÇA NO TRÂNSITO DE BELO HORIZONTE