Pular para o conteúdo principal

FISCALIZAÇÃO DO TRANSPORTE COLETIVO

atualizado em 23/04/2021 | 12:23

Novos agentes de bordo NOVOS AGENTES DE BORDO: Confira a relação de linhas e horários de operação:


-  A partir de 26/02/2020  Novos Agentes de Bordo

 

 



Fiscalização dos serviços de transporte por ônibus


A Constituição Federal estabelece que o gerenciamento do trânsito e do transporte público é da competência dos municípios em seus limites territoriais. A Prefeitura de Belo Horizonte constituiu a BHTRANS para ser o órgão gerenciador de transporte e trânsito de Belo Horizonte, tendo a competência de planejar, organizar, dirigir, coordenador, executar, delegar, controlar, e fiscalizar a prestação dos serviços públicos de transportes por ônibus, táxi, escolar, suplementar e fretado.
 
É de competência da BHTRANS, dentre outras:
 
- Promover, diretamente ou por meio de prepostos, a vistoria dos veículos de transporte de passageiros gerenciados pela BHTRANS;

- Desenvolver e executar políticas para operação do sistema de transporte e trânsito;

- Desenvolver e implantar estudos e projetos de transporte coletivo por ônibus convencional e BRT – Bus Rapid Transport;

- Planejar e efetuar vistorias periódicas nos veículos dos sistemas de transportes públicos por ônibus, táxi, escolar e suplementar; 

- Garantir o atendimento ao cidadão, às entidades e aos órgãos públicos e privados, aos prestadores de serviço de transporte de passageiros, dimensionando unidades de atendimento de caráter pessoal, atendimento por telefone, atendimentos através da internet ou outros meios;

- Controlar, administrar, operar e fiscalizar o trânsito e o transporte público municipal;

- Garantir o atendimento ao cidadão, às entidades e aos órgãos públicos e privados, aos prestadores de serviço de transporte de passageiros, dimensionando unidades de atendimento de caráter pessoal, atendimento por telefone, atendimentos através da internet ou outros meios; 

- Gerir os Contratos de Concessão de Transporte Coletivo por Ônibus, controlando o cumprimento das obrigações contratuais, apurando custos, receitas;

- Gerenciar as permissões, licenças e autorizações para os serviços públicos de transporte por táxi, escolar, suplementar e fretado;

- Promover discussões e definir políticas de gestão para os transportes públicos.
 
A BHTRANS:
 

- Controla a programação dos serviços municipais de transporte coletivo por ônibus convencional, BRT – Bus Rapid Transport e suplementar com acompanhamento e análise da oferta e demanda do sistema de transporte coletivo, da dinâmica.
 
- Realiza discussão junto aos consórcios operadores levando demandas dos usuários e de órgãos da Prefeitura, para alteração na organização operacional ou programação e análise das redes de transporte (tipos e características dos serviços, linhas e itinerários).
 
- Faz avaliação técnica e operacional de projetos de transporte coletivo, integração operacional entre meios de transporte, da localização e dimensionamento dos pontos de embarque e desembarque, sob os aspectos de segurança para o usuário, frequência de veículos e condições das vias e avaliação das condições físicas para implantação de abrigos nos pontos de embarque e desembarque.
 
- Por meio do Sistema de Bilhetagem Eletrônica – SBE, faz o controle da operação dos serviços de transporte por ônibus e suplementar, do pagamento de passagens, da integração temporal e da operação de política tarifária adequada, possibilitando a implementação de uma rede de transportes adequada às necessidades dos USUÁRIOS, racionalizando custos e otimizando os recursos humanos e materiais envolvidos nos SERVIÇOS.
 
- Elabora estudos de orçamentação e aplica critérios contratuais para o reajuste tarifário do serviço de transporte público por ônibus e suplementar, desenvolve e aplica metodologias de apuração e monitoração dos preços dos itens de consumo das planilhas tarifárias para os serviços Suplementar, Taxi e Escolar a fim de estabelecer parâmetros de política tarifária, acompanha a evolução tarifária em outras capitais para efeitos de estudos.

- Realiza vistorias periódicas e eventuais nos veículos em intervalos que variam de acordo com a idade, para verificação das condições de conservação, limpeza, funcionamento e padronização, com ênfase para os itens de segurança e conforto dos usuários e operadores. Além disso, desenvolve e implanta projetos relativos ao tratamento prioritário para o transporte público por ônibus, sobretudo em corredores de transporte e estações de integração.

 

 

Veja Também


destaque DECRETO Nº 17.362, DE 22 DE MAIO DE 2020. Números do Transporte Coletivo

destaque DECRETO Nº 17.362, DE 22 DE MAIO DE 2020. Boletim Mensal do Transporte Coletivo