Pular para o conteúdo principal

Museu Histórico Abílio Barreto - MHAB

atualizado em 10/01/2021 | 23:49

 

Em atendimento ao DECRETO MUNICIPAL Nº 17.523, DE 7 DE JANEIRO DE 2021, os museus públicos municipais estão temporariamente fechados para visitação presencial, a partir de 11 de janeiro de 2021, como parte das medidas de controle da disseminação da Covid-19. 

 


 

Fachada do Museu Abílio Barreto

Foto: Ricardo Laf/PBH

 

Inaugurado em 1943, o Museu Histórico Abílio Barreto - MHAB, como museu da cidade, dedica-se à história, à pesquisa, à produção e à difusão do conhecimento sobre Belo Horizonte. Contribui também para fortalecer os laços de pertencimento identitário e estabelecer diálogo permanente para a construção coletiva das memórias locais.


Situado no bairro Cidade Jardim, seu conjunto arquitetônico compreende o casarão secular, sede da antiga Fazenda do Leitão, construído em 1883, o edifício-sede, inaugurado em dezembro de 1998, o palco ao ar livre e os jardins concebidos como local de educação e lazer. Na área externa, estão em exposição permanente os acervos de grande porte, como o bonde elétrico, a locomotiva a vapor, o coche, carro de boi, entre outros.


O Museu oferece aos visitantes exposições de longa, média e curta duração que retratam diferentes aspectos da história de Belo Horizonte, atividades de educação para o Patrimônio e atividades de difusão cultural, reafirmando seu papel como lugar de disseminação e valorização da produção cultural local.

 

Horário de funcionamento:

 

Horário de visitação: quarta-feira a domingo, das 11h às 18h


Entrada gratuita

 

Endereço:

Avenida Prudente de Morais, 202, bairro - Cidade Jardim.- CEP: 30.380-002 Belo Horizonte/MG

Como chegar
 

Contatos:

(31) 3277-8573 - 3277-8572

mhab.fmc@pbh.gov.br

Facebook

 

Programação:  

 

Exposição “Complexa Cidade” 

O Museu Histórico Abílio Barreto (MHAB) inaugura o circuito Habitar a Rua da exposição COMPLEXA CIDADE, complementando o circuito Habitar a Casa, inaugurado em 2019. São apresentadas imagens e vestígios materiais que desempenham o papel de mediar o conhecimento da cidade. Temas recorrentes à lógica da vida urbana - personagens, rua, ocupações do espaço, mobilidade, trabalho, ócio, centralidades, ritos e poética urbana - são abordados por meio de imagens fotográficas e fílmicas projetadas sobre a superfície da Casarão, sempre em diálogo com objetos do acervo do MHAB.

 

MHAB/MAP - Exposição "Gráfico Grafia"

Destacando o acervo do Museu de Arte da Pampulha e sua missão de fomentar a produção artística contemporânea, a exposição “Gráfico Grafia” apresenta uma seleção de obras gráficas do museu, ao lado de importantes itens do Museu Histórico Abílio Barreto e de produções de artistas convidados. Em seu conjunto, a exposição irradia grafismos compostos com recursos das artes visuais e do design, e propõe uma reflexão acerca das linguagens e manifestações gráficas contemporâneas e suas influências no tecido urbano e social de Belo Horizonte.