Pular para o conteúdo principal

FESTIVAL LITERÁRIO INTERNACIONAL DE BELO HORIZONTE - FLI-BH

atualizado em 22/07/2021 | 09:44

Fli BH 2021

 

Em 2021, o Festival Literário Internacional de Belo Horizonte – FLI BH acontece em uma edição totalmente digital. De 10 a 20 de agosto, são mais de 100 atrações em uma jornada literária de 11 dias no Portal Belo Horizonte. Com atividades diversas e opções para todos os públicos, a programação contempla discussões sobre a criação, a circulação, a leitura e a literatura na cidade, incluindo seu diálogo com outras linguagens artísticas.

 

O 4º FLI BH tem como tema "VIRANDO A PÁGINA: Livro e Leitura tecendo amanhãs", com curadoria das escritoras e professoras Ana Elisa Ribeiro e Madu Costa. A programação completa será divulgada em breve nas redes sociais (Instagram e Facebook)

 

VIRANDO A PÁGINA: Livro e Leitura tecendo amanhãs

 

O livro e a leitura, em todas as suas formas e tecnologias, são muito mais do que coadjuvantes nos projetos de futuro, que devem envolver melhores e mais dignas condições de vida a todos e todas. Em suas relações com a cultura, a educação, a saúde, a memória, os direitos humanos, são protagonistas num exercício de tecer amanhãs melhores, viáveis, justos e de paz. Certamente, o livro e a leitura têm lugar fundamental no desenho de um amanhã de dias melhores, lá onde pretendemos chegar bem, a fim de uma nova experiência de abraço e humanidade.
 

Maria Mazzarello Rodrigues, tecedora de amanhãs

 

A presença marcante de Maria Mazzarello Rodrigues na história cultural e intelectual de Belo Horizonte e do Brasil é celebrada na homenagem que a ela é conferida pelo 4º FLI BH. Maria Mazzarelo Rodrigues, mais conhecida como Mazza, será a primeira editora homenageada do Festival, que até então já lembrou nomes de grandes autores(as), e também a primeira pessoa viva homenageada pelo FLI BH.

 

Seu longevo, perene e incansável compromisso de ampliar e diversificar as vozes para dizer quem somos, o que pensamos e como vivemos neste país coloca autoras e autores, pesquisadoras e pesquisadores e muitas outras pessoas que trabalham para que livros sejam publicados e lidos em movimento na construção de vidas mais justas. Dito de outra maneira, virando páginas e tecendo amanhãs.

 

Convocatória para lançamento de livros

 

O FLI BH convida escritores e ilustradores independentes do Brasil e do exterior a apresentarem as suas obras no ambiente virtual do 4º Festival Literário Internacional de Belo Horizonte - FLI BH. A participação é gratuita e os interessados devem enviar uma apresentação da sua publicação no formato de vídeo até o dia 30 de julho de 2021 pelo formulário. Os trabalhos inscritos devem cumprir os critérios estabelecidos, incluindo a qualidade mínima de imagem e som. Os vídeos de "lançamentos de livros" serão compilados para veiculação no Youtube da Fundação Municipal de Cultura.

 

FORMULÁRIO

 

Festival Literário Internacional de Belo Horizonte - FLI BH

O Festival Literário Internacional de Belo Horizonte - FLI BH - nasceu em 2015, da convergência de políticas públicas de acesso ao livro, à leitura e à literatura que a Prefeitura desenvolve através da Fundação Municipal de Cultura. Realizado a cada dois anos, além de ser a culminância das ações destinadas ao acesso ao livro e a promoção da leitura na capital mineira, o festival é inteiramente dedicado à literatura oferecendo oficinas de leitura, escrita literária e ilustração, mostra de cinema, narrações de histórias, rodas de leitura, palestras, feira de livros e diversas atividades voltadas ao universo literário.


Seu propósito é trazer à cena a diversidade que a literatura expressa. Às vozes do texto literário, somam-se as vozes das ruas, dos saraus, da academia e a voz do público leitor.  


Durante os dias de festival, essas vozes ecoam em oficinas, saraus, recitais, leituras, debates e lançamento de livros. A ideia é romper com as divisões entre centro e periferia, entre guetos, grupos e classes sociais, entre o tradicional e o novo, e nos apossarmos da força que vem de diferentes territórios, com a variedade de culturas, de gêneros e de opções de expressão.


Das atividades humanas, a arte é a que mais nos lembra que precisamos de emoção para prosseguir. A literatura ocupa aqui um lugar especial por ser capaz de acolher toda a diversidade, emprestar voz aos que não podem falar, falar de igual para igual com aqueles que querem silenciar o outro. Ela possibilita a troca de experiências, o diálogo entre os saberes, a reflexão sobre as conquistas e perdas individuais e coletivas.

 

Portal Belo Horizonte.

Acompanhe informações nas mídias sociais: facebook, instagram