Pular para o conteúdo principal

Mobiliário Urbano

atualizado em 20/09/2018 | 11:23

Observando o direcionamento de verbas públicas em projetos de requalificação de espaços abertos e a demanda por uma infraestrutura adequada para atender os mais diversificados usos, tornou-se necessária a inserção de equipamentos especializados e com funções distintas no logradouro público.

 

Belo Horizonte, atenta a essa demanda, iniciou uma série de ações visando uma gestão mais planejada e articulada do mobiliário urbano no município. Dentre as ações desenvolvidas, podemos destacar:

 

- Criação do Código de Posturas Municipal;
- Criação da Comissão de Mobiliário Urbano; e
- Padronização de modelos de mobiliário urbano para o município.

 

Conforme o Código de Posturas, a definição de mobiliário urbano "é o equipamento de uso coletivo instalado em logradouro público com o fim de atender a uma utilidade ou a um conforto públicos."

 

Atualmente, a gestão do mobiliário urbano está distribuída entre diversas pastas do executivo municipal e a gestão da Comissão de Mobiliário Urbano e é feita pela Subsecretaria de Planejamento Urbano.  

 

Varandas Urbanas (Parklets)

Os parklets são uma espécie de “mini-parques” temporários implantados pela própria população sobre vagas de estacionamento na via, com o objetivo de propor novos usos para esses espaços e potencializar sua apropriação.

Acesse aqui a página sobre as Varandas Urbanas de BH.

 

 

Módulo Comercial - Parque Linear Arrudas

Com objetivo de induzir uso comercial nos espaços públicos, ampliando as possibilidades de utilização pela população, tem como premissa a ocupação de pequeno espaço quando fechado com grande potencial de adaptação ao uso proposto e uniformização deste tipo de ocupação comercial quando já existente. Poderá ser implantado em diversos pontos do Município.

icone pdf Clique aqui e faça download da apresentação do Módulo Comercial - Parque Linear Arrudas.