Pular para o conteúdo principal

Parque Municipal das Mangabeiras

criado em 25/02/2018 - atualizado em 20/05/2022 | 16:47

images (38).jpg

O estacionamento no Parque das Mangabeiras integra o sistema rotativo digital da BHTrans. Para sua comodidade, leve consigo o talão ou baixe o aplicativo “Rotativo Digital BH” (disponível para android e IOS).

 

PARQUE DAS MANGABEIRAS 


Localizado ao pé da Serra do Curral, patrimônio cultural de Belo Horizonte, o Parque das Mangabeiras, projetado pelo paisagista Roberto Burle Marx, conserva em sua área de 2,4 milhões de m2, 59 nascentes do Córrego da Serra, que integra a Bacia do Rio São Francisco.


A uma altitude de 1.000 a 1.300 metros, o clima é ameno.


Lugar para descanso, lazer e esportes, o Parque das Mangabeiras recebe cerca de 15 mil pessoas por mês. Os visitantes podem usufruir de recantos naturais, quadras de peteca, tênis e poliesportivas, pista de skate, brinquedos e atividades culturais.


No Parque das Mangabeiras, o contato com a vegetação nativa é um dos principais atrativos, sendo representada por áreas de Cerrado e de Mata Atlântica. O Cerrado ocupa as áreas de maior altitude do parque, onde os solos são mais rasos e com baixa disponibilidade de nutrientes. Árvores como o barbatimão, a candeia, a caviúna, a guabiroba, o murici e o pau-santo são comuns nas áreas de Cerrado. A Mata Atlântica está presente nos fundos de vale e encostas adjacentes, onde os solos são mais profundos e ricos em nutrientes. Dentre as árvores típicas deste ambiente podem ser citadas a copaíba, o guanandi o jacarandá, o jequitibá, o pau-jacaré e a quaresmeira.


A fauna do Parque das Mangabeiras é bastante diversificada. Merece destaque o grupo das aves, com mais de 160 espécies registradas, dentre elas o jacu e a saracura, facilmente observados no parque. Com relação aos mamíferos, cerca de 30 espécies já foram registradas, dentre estas o quati, o mico-estrela, o caxinguelê (esquilo), o ouriço-cacheiro e o tatu-galinha. Embora de visualização mais difícil, o parque é também abrigo de cerca de 20 espécies de répteis e 20 espécies de anfíbios, como a rã Hylodes uai, que tem em seu nome uma homenagem a Minas Gerias.

 

O parque possui como atrativos:

 

Ciranda de Brinquedos: Espaço de lazer para as crianças com playground, cidade de bonecas, escorregador, entre outros;


Parque Esportivo: Quadras poliesportivas, de tênis e peteca;


Pistas de Esportes Radicais: Modalidades skate, patins e BMX; 


Ilhas do Passatempo: Áreas bem arborizadas e que contam com mesinhas e bancos para apoio para a prática de piqueniques; 


Mirante da Mata: Onde é possível apreciar grande porção da vegetação do parque e ainda visualizar parte da cidade de Belo Horizonte.


Para o contato com os recursos hídricos, o parque possui o “Recanto da Cascatinha” e “Lago dos Sonhos”, formados pelas águas do Córrego da Serra ( esses espaços estão temporariamente fechados para manutenção e readequação). 
 

Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 8 às 17 horas (entrada permitida até às 16h30). 

O acesso ao Mirante da Mata, por se tratar de área distante da portaria e do setor administrativo, está autorizado até às 16h.

 

(*TEMPORARIAMENTE, O ACESSO ESTÁ RESTRITO A ALGUMAS ÁREAS. CONSULTE QUAIS PELO TELEFONE).

Temporariamente, a entrada do parque está sendo feito exclusivamente pela portaria SUL.


Portaria Sul: Av. José do Patrocínio Pontes, 580, Bairro Mangabeiras
Portaria Norte: Praça Cidade do Porto, 100, Bairro Serra (temporariamente fechada)
Portaria Caraça: Rua Caraça, 900, Bairro Serra (temporariamente fechada)




Informações: 3277-8277 
Email: mangaba@pbh.gov.br
Entrada gratuita.

 

História do Parque

images (39).jpg


O Parque Municipal das Mangabeiras integra a história de Belo Horizonte e abriga em sua área parte da Serra do Curral. Além de ser tombada como patrimônio do município desde 1991, a Serra do Curral é um dos marcos mais representativos da cidade, com expressivo significado simbólico.


No século XIX, quando se iniciou a construção da cidade pela equipe do engenheiro-chefe Aarão Reis, a área onde se localiza o Parque pertencia à Fazenda do Capão. 


Em 1941, instalou-se no local a primeira estação de tratamento de água de Belo Horizonte. A Caixa de Areia, como era conhecida na época, abastecia o bairro Serra e localizava-se próximo à atual Portaria Norte, onde funciona o Projeto Casa Menino no Parque.


No início da década de 60, a área foi cedida à empresa Ferro Belo Horizonte S/A, Ferrobel, para a exploração de minério de ferro. A mineradora ocupava os espaços onde hoje se situam o estacionamento Sul e as Praças do Britador e das Águas. No local, pode-se observar o britador construído na época.


Em 14 de outubro de 1966, por meio do decreto nº 1.466, foi criado o Parque das Mangabeiras, com a finalidade de preservar a Serra do Curral, a reserva florestal existente e criar uma nova área de recreação para a cidade. Em 1974, foi autorizada a implantação do Parque, por meio da lei nº 2.403. O projeto paisagístico foi elaborado por Roberto Burle Marx e sua equipe. 


Em 1979, a Ferrobel foi desativada.


Em 1982, no dia 13 de maio, o Parque das Mangabeiras foi inaugurado, sob a administração da Empresa Municipal de Turismo, Belotur. Em 1983, por meio do decreto nº 4.539, o espaço passou a funcionar com estrutura administrativa própria, subordinado à Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. 


Em 1989, o Parque das Mangabeiras passou a ser administrado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneamento.


Em 1991, O Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio Cultural realizou o tombamento da Serra do Curral.


Em 27 de janeiro de 1999, por meio da lei estadual nº 13.190, uma área do Paredão da Serra do Curral foi incorporada à reserva do Parque das Mangabeiras. O espaço inicia-se na portaria sul, estendendo-se ao longo da av. José do Patrocínio Pontes até a Praça Estado de Israel.


Em janeiro de 2005, o Parque das Mangabeiras passou a ser administrado pela Fundação de Parques Municipais, criada para administrar e manter os parques municipais.

Roteiros de Visitação

images (40).jpg


As visitas ao Parque Municipal das Mangabeiras estão organizadas em três roteiros: Roteiro da Mata, Roteiro do Sol e Roteiro das Águas.  Todos eles têm como ponto de partida a Praça das Águas. Atualmente, o Roteiro do Sol está em funcionamento. Nos demais, algumas áreas estão sendo revitalizadas e, por isso, não permitem acesso do público.


Praça das Águas


Projetada pelo paisagista Roberto Burle Marx, a Praça das Águas possui um espelho d’água com fontes, carpas coloridas, jardins, espaço aberto para exposições temporárias, teatro de arena com capacidade para 1200 pessoas, lanchonete, banheiros, telefones públicos e bebedouro.


É na Praça das Águas que se localiza a sede administrativa do Parque, Quiosque de Informações e a Central de Segurança.

 

Roteiro do Sol


Ilhas do Passatempo


Espaço para contemplação bastante arborizado com mesas de jogos, onde podem ser vistos micos-estrela e diversas aves. Localiza-se próximo à Praça das Águas e ao Teatro de Arena. O acesso pode ser feito direto pela Praça das Águas e Teatro de Arena, através de pequenas escadas e trilhas.


Pista de Skate


Inaugurada no dia 30 de maio de 2009, a pista concretiza a primeira obra do projeto Cidade Radical, de autoria da Coordenadoria Municipal da Juventude. Possui uma área de 900m² e obstáculos como: banks, double set, quarter, corrimão, delta, pirâmide, escada, palco e rampa 45º. Com medidas oficiais, a pista é palco de importantes eventos nacionais e internacionais relacionados ao esporte.


Praça do Britador


Referência histórica do Parque das Mangabeiras, na Praça do Britador encontra-se a estrutura do antigo britador utilizado na exploração de minério de ferro. Localiza-se ao lado do Parque Esportivo. É o primeiro ponto de parada para quem vem da Praça das Águas com destino à Portaria Norte. O acesso é feito por via calçada e está a 200 metros da Praça das Águas e a 1600 metros da Portaria Norte.


Parque Esportivo


Formado por um conjunto de seis quadras poliesportivas, dez quadras de peteca e duas quadras de tênis, localiza-se entre a Ciranda dos Brinquedos e a Praça do Britador. Está a aproximadamente 150 metros da Praça das Águas e a 1600 metros da Portaria Norte. As quadras são alugadas e para utilizá-las é necessário agendamento prévio (confira aqui os valores). No local encontra-se também um conjunto de vestiários e bebedouros.


Ciranda dos Brinquedos


Composta pela Cidade das Bonecas, um conjunto de pequenas casas com uma igrejinha em concreto e dois playgrounds. Está localizada próximo ao Parque Esportivo, a 550 metros da Praça da Águas e a 1200 metros da Portaria Norte. É o primeiro ponto de parada para quem chega pela Portaria Norte. O acesso pode ser feito por vias calçadas até a Parada do Sol.

 

 

Visita virtual

Não pode vir ao Parque das Mangabeiras ? Não tem problema. Você também pode conhecer este espaço de forma virtual, no Portal Minas Gerais. Confira!

 

*Material cedido pela Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais

 

Taxas e Serviços (consulte a portaria mais recente com atualização dos valores)