Pular para o conteúdo principal

Parque Bandeirante Silva Ortiz

criado em 23/02/2018 - atualizado em 14/11/2019 | 09:26

images (5).jpg
 

Localizado no bairro Estoril, entre as ruas Paulo Piedade Campos e José Cláudio Rezende, ao lado do antigo campus do Centro Universitário UNA Buritis, o Parque Bandeirante Silva Ortiz é um espaço de lazer e descanso na região Oeste de Belo Horizonte. Com brinquedos para as crianças, equipamentos de ginástica para os adeptos de esportes e áreas com bancos que propiciam convivência e sociabilidade, o parque é uma boa opção para quem quer fugir do estresse do dia a dia e relaxar.


Seu nome, decretado no dia 15 de setembro de 2003, a partir da Lei Municipal 8.639, é uma homenagem a João Leite da Silva Ortiz, importante desbravador do solo brasileiro, nascido em São Paulo, um dos primeiros a entrar pelas matas e abrir caminho por Minas Gerais.


Implantado em 2002 por meio de compensação ambiental, o parque, também conhecido como Parque Ecológico do Buritis, possui uma área de aproximadamente 9.800 metros quadrados. Sua vegetação, típica de Cerrado e Mata Atlântica, ocupa cerca de 70% da área total do espaço e apresenta espécies nativas como sucupira, jacarandá-branco, jacaré, jerivá, macaúba, imbiruçu, açoita-cavalo, quaresmeira, ipê amarelo e aroeira. Já as aves que fazem parte da fauna do parque são beija-flor, pica-pau, sabiá, bem-te-vi, carretão, maritaca e alma de gato.


João Leite da Silva Ortiz


Guarda-mor das minas de Goiás, João Leite acompanhou o sogro nas expedições em terras mineiras e se instalou em uma fazenda nas proximidades das minas à qual deu o nome de Cercado. No entorno se formou um pequeno arraial chamado Curral Del Rei. O local ficou assim conhecido pelo fato de que os bois destinados ao pagamento dos impostos ao Rei de Portugal ficavam presos em um curral na Fazenda. Anos mais tarde esse lugarejo viria a se tornar Belo Horizonte.


Serviço


Horário de funcionamento: diariamente, das 7h às 17h (excepcionalmente às sexta-feiras o Parque fecha às 16h, em caráter experimental para possibilitar a extensão do funcionamento para às segundas-feiras, quando o parque deveria permanecer fechado). 
Localização: Entradas pelas ruas José Cláudio Rezende, 328, e Paulo Piedade Campos, s/nº (em frente ao número 31), bairro Estoril 
Informações: 3277-9974
Entrada gratuita


As vantagens dos parques urbanos


A presença de áreas verdes nas cidades contribui para a melhoria da qualidade de vida da população nas regiões em que estão localizadas. Em grandes centros urbanos como Belo Horizonte, os parques municipais garantem um contato com o verde e sua vegetação preservada contribui para que fenômenos decorrentes do processo de urbanização sejam amenizados. Alguns dos benefícios provocados pelos parques urbanos são:


Queda na temperatura: a vegetação dos parques funciona como um exaustor nas grandes cidades, uma vez que o processo de urbanização impermeabiliza grande parte do solo e provoca uma queda da evaporação da água e a consequente diminuição da formação de nuvens, além de um aumento da radiação solar.


Melhoria da qualidade do ar: as árvores são responsáveis por produzir o oxigênio essencial para a vida humana e, além disso, retiram do ar gás carbônico, contribuindo para o equilíbrio.


São áreas de escoamento: nas cidades, o excesso de áreas construídas e o uso de asfalto e concreto impossibilita que as águas da chuva penetrem no solo, o que gera transtornos como alagamentos e enchentes. As áreas verdes podem contribuir muito para que haja escoamento.