Pular para o conteúdo principal

Parque Municipal Professor Amílcar Vianna Martins

atualizado em 19/02/2020 | 15:37

images (4).jpg

As sombras dos pinheiros do Paraná, os brinquedos ao ar livre e a diversidade das plantas ornamentais são apenas algumas das ofertas disponíveis no Parque Professor Amílcar Vianna Martins, que fica no bairro Cruzeiro, na região Centro-Sul da capital. Desde sua implementação, em 2000, seus visitantes aproveitam o local para curtir atividades de lazer, tendo a natureza como cenário. A área de 18 mil metros quadrados também guarda uma das vistas mais privilegiadas de Belo Horizonte, consolidando ainda mais o caráter contemplativo do parque e dando aos seus frequentadores novas possibilidades de admirar a cidade.


Para tornar a atividade de observar os contornos da cidade mais agradável, um deck de 210 metros quadrados foi instalado. A visão alcança os prédios e as nuances dos bairros Anchieta, Carmo, Sion, São Pedro e Funcionários.


Apesar de ter sido instituído como parque há poucos anos, a área ainda abriga um prédio que mantém o primeiro reservatório de água da cidade, conhecido como Reservatório da Serra. O prédio, tombado pelo Patrimônio Cultural da Fundação Municipal de Cultura, foi construído em 1897, ano em Belo Horizonte foi inaugurada, e abriga uma caixa d’água no seu subsolo, com capacidade para 2 milhões de litros. O interessante é que este reservatório continua em funcionamento e abastece os bairros Serra, Anchieta e parte de Cruzeiro, São Lucas e Funcionários.


Entre a vegetação do parque destacam-se as araucárias, popularmente conhecidas como pinheiros do Paraná e as árvores frutíferas, favoritas dos passarinhos, como jabuticaba, pitanga, ameixa, acerola e pinha.


Além da característica contemplativa, com a vista da cidade e a diversidade das espécies que compõem o paisagismo do local, alguns visitantes aproveitam a tranquilidade do ambiente para ler um livro, fazer piqueniques, fotografias e até mesmo procurar inspirações para desenhos de paisagens. Algumas pessoas também arriscam a prática do “slack line”, atividade esportiva que testa força e equilíbrio por meio de uma fita, uma espécie de corda bamba, que no parque é amarrada aos troncos das árvores. 


Quem foi Amílcar Viana Martins?


Médico, pesquisador, cientista e professor universitário brasileiro, Amílcar Viana Martins nasceu em Belo Horizonte, em 9 de setembro de 1907, conquistando sua graduação pela UFMG em 1929. Em seguida, foi nomeado médico pesquisador do Instituto Ezequiel Dias.


No histórico profissional, o mineiro também se tornou capitão-médico do Exército Brasileiro, em 1943. Seguiu carreira na Força Expedicionária Brasileira, chegando a ir para a Itália em 1944, servindo como chefe da Seção Brasileira de Hospitalização nas cidades de Pisa e Livorno. Ele ainda foi condecorado com a “Cruz de Guerra”, no final da Segunda Guerra Mundial.


No início da década de 1950, assumiu a direção do Instituto Nacional de Endemias Rurais, do Instituto Oswaldo Cruz e do Departamento Nacional de Endemias Rurais. Aposentou-se compulsoriamente pelo AI-5, em 1969. Já como professor emérito da UFMG, recebeu em 1987 a condecoração de Grande Oficial da Ordem de Rio Branco. Deixou publicados 104 trabalhos científicos e faleceu em 13 de abril de 1990.

 

Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 7h às 18h
Localização: R. Cobre, 114 - Cruzeiro