Pular para o conteúdo principal

Secretaria Municipal de Educação

.

 

Fique por dentro: informes sobre a Educação Municipal
fique por dentro

 

Prezados(as) profissionais da Educação, estudantes e famílias da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte,

O momento pelo qual estamos passando deve ser encarado com serenidade e bom senso. Trata-se de um período desafiador, que exige que nos organizemos em torno de alguns objetivos comuns: priorizar a vida, continuar aprendendo e estimulando novas aprendizagens e cultivar laços de afeto.

Nesse sentido, criamos este espaço onde vocês encontrarão informações, orientações, pensamentos e reflexões que dizem respeito à organização da Educação Municipal no contexto do isolamento social decorrente da pandemia da COVID-19.

Comunicados da RME-BH


Secretária Ângela Dalben faz comunicado a toda a RME-BH

 

A Secretária Municipal de Educação, professora Ângela Dalben, dirigiu-se a todos(as) os(as) profissionais da Educação, estudantes e famílias da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte em comunicado amplamente divulgado pela Rede. Nele, a Secretária fala sobre o momento delicado e novo que todos nós estamos vivenciando e dos desafios que ele nos apresenta. Além disso, Ângela aponta qual é a visão da Secretaria Municipal de Educação frente a esse cenário. Confira o comunicado na íntegra. 

Encontros com a Secretária

Secretária Ângela Dalben debate o direito à Educação Infantil de qualidade em tempos de pandemia 

A secretária Municipal de Educação, professora Ângela Dalben, foi uma das convidadas para o XII Encontro Ampliado do Fórum Mineiro de Educação Infantil, para debater o tema “Direitos das crianças à Educação Infantil de qualidade: é possível propor um retorno às atividades neste contexto de pandemia no Brasil?”. O debate foi com Maria Malta Campos, pesquisadora/consultora da Fundação Carlos Chagas, e contou com a mediação de Lívia Fraga Vieira, professora da FaE/UFMG. A transmissão foi realizada pelo Canal DIRED UFLA, no dia 07 de julho de 2020. Confira!

 



Secretária Ângela fala sobre contextos possíveis na RME-BH frente aos impactos da COVID-19

 

A Secretária Municipal de Educação, professora Ângela Dalben, apresentou no dia 10/06/2020 o webinário “Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte e contextos possíveis frente aos impactos da COVID-19”, que foi transmitido pelo canal do Youtube da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte. Confira!

 


Ângela Dalben na V Semana Acadêmica Virtual Letras e Pedagogia da Newton

 

A Secretária Municipal Ângela Dalben foi convidada para a V Semana Acadêmica Virtual de Letras e Pedagogia, organizada pelo Centro Universitário Newton Paiva. No evento, a secretária abordou os desafios enfrentados pela área educacional em tempos de isolamento social e destacou a importância da valorização do educador e as competências exigidas em tempos de transformação. A palestra foi realizada no dia 20/05. Confira o vídeo do evento.

 


Ângela Dalben comenta pontos importantes em entrevista à Revista Época

 

Em entrevista à Revista Época, a professora e atual secretária de educação do município, Ângela Dalben, esclarece porque a rede municipal de Belo Horizonte não adotou o regime remoto de ensino e comenta sobre o desafio de construir um ano letivo edificante para os alunos. A secretária também retoma o assunto das fortes chuvas que atingiram a cidade no início do ano e dá sua opinião sobre o projeto de lei “Escola sem partido”. Clique e confira a matéria completa.

 


Ângela Dalben fala sobre a escola e as famílias no contexto da COVID-19 em Webinar FUMEC

 

A Secretária Municipal Ângela Dalben foi convidada especial do Webinar FUMEC, para discutir as relações entre escola e família, no contexto do isolamento provocado pela Covid-19. O webinário foi realizado no dia 13/05. Confira o vídeo do evento.

 


Secretária Ângela Dalben fala sobre Educação Integral em tempos de crise

 

A Secretária Municipal de Educação, professora Ângela Dalben, participou do debate online realizado pelo Centro de Referências em Educação Integral. Em sua fala, a professora abordou como a Rede está enfrentando este momento, destacando os cuidados e a preocupação com as crianças, adolescentes, famílias e profissionais. A Secretária também ressaltou a importância de cuidar da nutrição dos estudantes e pontuou a relevância da ação de distribuição de cestas básicas para as famílias.
 
O debate aconteceu em 07 de maio. Confira o vídeo do evento.

 


Podcast - Sala de Professor recebe a secretária Ângela Dalben


A professora Ângela Dalben, secretária Municipal de Educação de Belo Horizonte, foi convidada especial no 4º episódio do podcast Sala de Professor. Na ocasião, a secretária falou sobre as ações da Rede Municipal de Educação no contexto de pandemia da Covid-19, além de comentar sobre pontos importantes em relação à educação pública brasileira, tais como: indicadores de qualidade, fragmentação do ensino e o papel da escola na vida das pessoas. O episódio foi ao ar no dia 20 de abril e você pode conferi-lo na íntegra!

 


Secretária Ângela Dalben grava vídeo para toda a RME-BH no dia da Páscoa

 

No dia 12/04/2020, motivada pelo dia de comemoração da Páscoa, a professora Ângela Dalben, dirigiu-se a todos(as) que compõem a Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte. Em um vídeo tocante, a Secretária falou sobre diversos pontos importantes com relação ao atual contexto de isolamento social, decorrente da pandemia da COVID-19. Um pedido especial se destacou, que foi o convite à reflexão, a um olhar atento e cuidadoso sobre nós mesmos e sobre o outro. Confira parte da mensagem da secretária:

"Nós, profissionais da educação, somos, antes de mais nada, observadores do desenvolvimento humano. Entendemos a importância do sentido e do significado dos conteúdos para os processos de aprendizagem. Assim, a minha mensagem de Páscoa é de reflexão. Para isso, precisamos, em primeiro lugar, refletir sobre nós mesmos, sobre o que estamos sentindo, experimentando, sobre os nossos medos, ansiedades, emoções, aprendizados variados. Precisamos entender a nós mesmos para entendermos o outro e acumular conhecimentos, aprendizagens, sistematizar e refletir sobre tudo isto que estamos passando. Essas reflexões permitirão conhecermo-nos mais e entendermos mais quem somos, que educadores somos, que pessoas queremos ser depois disso tudo. E o que nós, como sujeitos desse novo mundo, desejamos aprender e ensinar?” 

 

Confira o vídeo na íntegra.

Educadores(as)

Professores

 

Prezados(as) educadores(as),


O cenário atual apresenta desafios que, para serem superados, exigirão de estratégias que nos auxiliem a lidar com os sentimentos trazidos pela situação de isolamento. Para isso, precisamos estar conectados com o que nos proporcione bem-estar e equilíbrio e que nos ajude a passar por esse momento de adversidade. Conhecendo suas potencialidades e pensando em estabelecer uma rede colaborativa, disponibilizaremos, aqui, dicas, sugestões e reflexões para inspirar e fortalecer nossa prática pedagógica. Além disso, esse ambiente configura-se como mais um canal de diálogo entre a Smed e cada um(a) de vocês, nossos(as) parceiros(as) essenciais.


Programas, projetos e ações para inspirar a prática pedagógica

Educação Infantil: 13 planos de atividade para explorar o faz de conta a distância

 


O site Educação e Território traz informações e dicas de como integrar a natureza ao aprendizado infantil.  A matéria mostra como os quatro elementos naturais podem influenciar diretamente no comportamento e desenvolvimento da criança. Confira!

 


Como estimular a linguagem das crianças através de paródias?


O site “Tempo Junto” mostra como a prática de produzir paródias com as crianças pode influenciar positivamente no aprendizado de linguagens. De uma maneira imersiva e leve, essa forma de brincar com as letras das músicas pode fazer com que as crianças fiquem  mais envolvidas no processo de aprendizagem. 

 


Manual de Libras para Ciências 


A  ausência de  termos específicos de ciências na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) impulsionou a criação de um manual pela Universidade Federal do Piauí. O manual de libras tem o intuito de facilitar o trabalho do profissional intérprete ao traduzir o conteúdo das disciplinas de Ciências e Biologia para o aluno surdo nas escolas. O material é 100% gratuito e busca contribuir para a melhoria do ensino e a aprendizagem dos estudantes surdos.
 


Ensino remoto: como potencializar suas aulas com o Google Forms 


O ensino remoto é uma alternativa para o período de isolamento social. Avaliar os alunos e aplicar exercícios, de maneira virtual, parece ser uma tarefa um pouco árdua, mas existem maneiras de simplificar essas práticas, uma delas é o Google Forms. Saiba mais

 


Três ferramentas para o ensino de Matemática online

 

Os professores têm procurado se aproximar dos alunos das mais diversas formas, durante o período de isolamento social provocado pela pandemia. Os vídeos através de rede sociais são só uma das maneiras que os professores encontraram para continuar a ensinar. Pensando nesse modelo de ensino a distância, o texto abaixo apresenta três métodos a serem usados por aqueles que pretendem ensinar matemática de maneira remota. Confira!

 


Meio ambiente e eu: 11 planos de aula para ajudar os alunos a pensar sobre a natureza 


Criar nas crianças uma consciência da necessidade de preservação da natureza é algo bastante necessário. Sendo assim, a reportagem vinculada ao site “Nova Escola” apresentou 11 planos de aula abordando a temática de preservação e de conscientização sobre a natureza. O texto é focado em estudantes do Ensino Fundamental. Confira!

 


Guia orienta boas práticas no período de pandemia

 

Enquanto a propagação do vírus não arrefece, é bom atender às orientações das organizações de saúde e trabalhar para mitigar os efeitos da crise, sobretudo nas áreas sociais. Pensando nisso, algumas Secretarias de Educação de Estados do Brasil elaboraram um guia que compartilha experiências e estimula a reflexão coletiva no período de pandemia.

 


Educação Física adaptada - Vídeo traz relato sobre projeto de Bocha adaptada na EMDO

 

De 2015 a 2017, a Secretaria Municipal de Educação (SMED) foi parceira do Instituto Rodrigues Mendes, promovendo a formação de mais de 50 professores da Rede Municipal na temática da Educação Inclusiva. O vídeo é um relato da experiência realizada na EM Dom Orione, regional Pampulha.

 


Ceale disponibiliza e-book sobre uso de tecnologias digitais na alfabetização

 

O Centro de alfabetização, leitura e escrita  da UFMG (Ceale) disponibiliza, de maneira gratuita, um  e-book publicado no ano de 2018 sobre o uso de tecnologias digitais na alfabetização. O livro mostra como  o uso de jogos e atividades digitais que visam estimular a alfabetização e a melhor compreensão ortográfica por parte do estudante, juntamente com o planejamento e intervenções dos(as) educadores(as), podem contribuir para uma aprendizagem prazerosa.

Baixe aqui o e-book

 


Como implantar práticas sustentáveis na escola?

 

O que é uma escola sustentável? Como implantar práticas sustentáveis na escola? Estas são as questões norteadoras do projeto “Escola Sustentável”, apresentado pelas educadoras Neide Nogueira e Sueli Furlan. De forma clara e objetiva, elas orientam como engajar toda a comunidade escolar na criação de uma cultura de sustentabilidade que culmine na construção de uma escola sustentável. O projeto contém dicas e sugestões que vão desde as primeiras etapas para o seu planejamento, até a fase final de avaliação.

Saiba mais

 


Programa Ecoescola BH na Agenda 2030 da UNESCO

 

Ecoescola BH

O Programa Escoescola BH, desenvolvido com as escolas da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte, foi selecionado no Concurso de Boas Práticas da UNESCO, para compor a bibliografia do curso online "Os Sete Conhecimentos e a Agenda 2030", que tem como objetivo a transmissão da mensagem da UNESCO e do autor Edgar Morin para todos os países da América Latina e do Caribe.

 

As propostas selecionadas pela UNESCO estão alinhadas aos sete saberes identificados por Morin como essenciais à educação do futuro e contribuem com os objetivos da Agenda 2030 em diversas áreas do conhecimento. Nós já divulgamos a Agenda 2030 aqui no portal, COMUNICA REDE ("Educadores" → "Para refletir: leituras que inspiram a Educação")

Agora, aproveite para conhecer um pouco mais o curso online sobre a Agenda 2030 da UNESCO, que será lançado em breve, bem como o Programa Escoescola BH. E fique atento (a), pois nós divulgaremos o curso aqui no portal, COMUNICA REDE ("Educadores" → "Formações: cursos e seminários"), assim que as inscrições estiverem abertas!
 


Como organizar e gerir uma escola para os adolescentes do século XXI?


O Faz Sentido é uma iniciativa que visa apoiar redes de ensino, escolas e professores(as) para a construção de um ensino atento aos interesses e necessidades dos(as) estudantes do século XXI. Em sua plataforma virtual, disponibiliza ferramentas, orientações e soluções diversas, que auxiliam e promovem uma rede de trocas e colaboração entre as escolas do país. O conteúdo da plataforma está distribuído nas seções: Trilhas, Participação do Estudante, Referências e Mural de Experiências. 

A nossa indicação especial de leitura é o estudo Gestão Escolar, publicado na seção Referências → Temas abordados → Gestão. Neste estudo, são abordadas questões essenciais para a organização e gestão de uma escola para os(as) adolescentes do século XXI. Acesse, confira  e inspire-se com este e outros estudos, práticas, recomendações e soluções compartilhados pela plataforma! 

 


Trabalho cooperativo e clima escolar

 

A motivação dos(das) professores(as) e dos(das) alunos(as), a convivência no ambiente escolar, a estrutura e a segurança são fatores que incidem diretamente no contexto educacional. Neste sentido, a gestão do clima escolar tem se tornado um dos desafios enfrentados pelos(as) gestores(as) e pela comunidade escolar. Pensando nisso, Bárbara Dias e Bruno Cavalcante, especialistas em desenvolver e aplicar novos processos de aprendizagem, indicam algumas ações que podem transformar a convivência na escola. 

Confira o artigo.

 

Trabalho cooperativo


"Quem faz": Histórias inspiradoras sobre educação criativa

 


O ebook “Quem faz” foi desenvolvido pela plataformaQuem Faz Porvir, com o intuito de inspirar o protagonismo e práticas criativas para pensar e repensar novas formas de aprender na sala de aula. Nele, estão reunidas 11 histórias inspiradoras, de diferentes educadores(as) do país, que participaram do Desafio Aprendizagem Criativa Brasil 2019, organizado pela Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, com o apoio da Fundação Lemann e do MIT Media Lab.
Acesse.


Robótica e processos formativos: da epistemologia aos kits


Para fomentar as discussões e reflexões sobre a robótica na educação, foi organizado o livro “Robótica e processos formativos: da epistemologia aos kits”, pela professora Drª. Deise Aparecida Peralta. Esta obra reúne trabalhos de diferentes autores acerca do potencial pedagógico fomentado pela robótica, além de considerar as multiplicidades de interlocuções possíveis com a programação e o pensamento computacional, a educação inclusiva, as teorias de aprendizagem, o cinema, as artes e a ludicidade, tendo em conta diversos níveis de ensino e outros. A versão digital do livro é distribuída gratuitamente. 
Acesse.

 


O céu que nos envolve: introdução à astronomia para educadores e iniciantes

 

Se você é um dos educadores que se encanta pelo céu, nãCeu que nos envolveo deixe de ler o livro “O céu que nos envolve: introdução à astronomia para educadores e iniciantes”. Com finalidade educativa, o livro contou com o apoio financeiro do CNPq e foi escrito por astrônomos com vasta experiência em pesquisa e ensino. Trata-se de uma contribuição do Departamento de Astronomia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP para a formação de uma cultura astronômica no Brasil e, segundo os autores, tem como intuito levar a astronomia através não apenas de fronteiras espaciais, mas também de fronteiras sociais. 

O Icone PDF livro é organizado em onze capítulos para atender a interesses específicos e cada tema é aprofundado de forma particularizada.

Conta, ainda, com o Icone PDF Livro do Educador, que inclui informações e sugestões para seu uso em ambiente escolar. 

 


“Atividade inclusiva na Educação Física escolar”
 

O artigo “Atividade inclusiva na Educação Física escolar”, escrito por Marques, Silva e Silva (2008), discorre sobre a importância e o desafio da inclusão no contexto do ensino regular e propõe jogos educativos para serem desenvolvidos com a turma toda. É, assim, uma leitura para pensarmos nas aulas de Educação Física como um tempo escolar que promove a inclusão de todos os(as) alunos(as), com e sem deficiência, tendo como foco uma educação verdadeiramente inclusiva. 

Confira.

 

Formações: Cursos e seminários

 

 

Universidade Estadual de Londrina promove simpósios em letramento 

 
A UEL promove, durante os dias 10 a 14 de agosto, o III Simpósio de Multimodalidade, Multiletramentos e Tecnologias no Ensino de Línguas e o III  Simpósio Narrativas Visuais sob a Perspectiva Teórico-Prática. Os simpósios têm como objetivo discutir as possibilidades do texto e como utilizá-lo na prática pedagógica. Faça a sua inscrição.   

 

 


Quarentena Preta: 22 cursos de História e Cultura africana e afro-brasileira para estudar em casa

 

Pensando no período de confinamento, o Jornal Diáspora Negra preparou uma lista com 22 cursos de História e cultura Afro que podem ser assistidos de maneira gratuita através do Youtube.

 


Capacitação a distância gratuita para servidores

 


A diretoria executiva da Prodabel, por intermédio da Superintendência de Gestão de Pessoas, disponibilizou vários cursos com diferentes temáticas para a capacitação profissional a distância dos servidores da PBH. Os cursos ofertados são completamente gratuitos e variam de qualificação tecnológica (inovação e novas tecnologias, curso de informática básica, linguagem e desenvolvimento de softwares e aplicativos) a desenvolvimento de habilidades pessoais (Gestão de pessoas, Gestão de serviços, liderança, comunicação). Também foi disponibilizado para o público em geral acesso, no formato EAD, ao curso de  Introdução a Novas Tecnologias.  Então, confira e inscreva-se para começar a sua capacitação na PBH.

 


Escola do Governo fornece curso: primeiros passos para uso de Linguagem Simples

 

A Escola Virtual do Governo (EV.G) oferece inúmeros cursos gratuitos, basta acessar o site e se cadastrar, um desses cursos é sobre o uso de linguagem simples. Desenvolvido pela Enap, em parceria com a jornalista e pesquisadora Heloísa Fischer, este curso tem como objetivo apresentar sete diretrizes para a produção de textos informativos com linguagem simples, que sejam mais fáceis de serem lidos e compreendidos pela maior parte das pessoas.

 


Congresso propõe reflexões para um mundo pós pandemia

 

É certo que a pandemia da COVIDCongresso inovação-19 marca um momento único na história da humanidade. Como será que estaremos depois que tudo isso passar? Reflexões como esta foram a base das discussões propostas para o I Congresso Brasileiro de Inovação – Ideias Para Um Mundo Pós Pandemia, evento 100% online e gratuito.

 

Especialistas brasileiros das mais diversas áreas do conhecimento foram selecionados para refletir sobre temáticas essenciais para o atual momento histórico. Na página do Congresso,você já pode conferir sobre cada um deles, verificar as temáticas e assistir às palestras.  A certificação (também gratuita) está sujeita à apresentação de trabalho escrito, de acordo com a palestra para a qual cada participante desejar ser certificado.

Acesse. 

 


"Introdução à Divulgação Científica"

 

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) oferta o curso “Introdução à Divulgação Científica”, destinado a pessoas interessadas em aprender conceitos, conhecer ferramentas e ter orientações práticas sobre como realizar a divulgação científica. Os objetivos dessa formação são: compreender o percurso histórico da divulgação científica no Brasil e no mundo, reconhecer a importância de manter um diálogo com a sociedade e utilizar ferramentas para realizar ações de divulgação científica.

Trata-se de um curso ofertado na modalidade Educação a Distância (EAD), autoinstrucional, composto por recursos didáticos variados e com carga horária total de 30 horas.

Os interessados devem realizar sua inscrição

 


Portas abertas para inclusão - Educação física inclusiva
 

O Instituto Rodrigo Mendes oferta o curso online gratuito “Portas abertas para inclusão - Educação física inclusiva”. A formação possui sete módulos nos quais os(as) cursistas terão acesso a textos e vídeos que articulam teoria e prática sobre educação inclusiva. Apesar de focalizar a educação física, este curso aborda temas como histórico e legislação da educação inclusiva, acessibilidades e práticas inclusivas, contribuindo, assim, para a formação continuada de todos(as) os(as) educadores(as). Os(As) concluintes receberão um certificado de 40 horas.

Para saber mais, Icone video assista ao vídeo de apresentação.

Tem interesse em participar? Inscreva-se.

 


Curso Leitura em Voz Alta pelo Professor

 

O curso “Leitura em voz alta pelo professor” propõe reflexões sobre o fazer pedagógico, a partir do trabalho com textos dos tipos narrativo, poético e informativo. Nesta formação, o(a) cursista terá acesso a reflexões sobre critérios para seleção de livros, práticas de professores(as) e conversas literárias. Voltado para professores (as) alfabetizadores (as), este curso está alinhado à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e é ofertado na modalidade EaD.

 

Acesse.

 


IFRS oferta vários cursos na área da educação

 

O Instituto Federal do Rio Grande do Sul, por meio da sua plataforma de educação à distância, oferta 20 cursos na área da educação, todos gratuitos e com certificação.  Os(As) interessados(as) devem fazer um breve cadastro e, depois, selecionar o(s) curso(s) para realizarem a matrícula. Segue algumas informações de três, dos vinte cursos disponíveis na plataforma de EaD do IFRS.

 

 

Aprendizagem significativa
Conteúdos: Conceitos iniciais sobre Aprendizagem Significativa, Abordagens Teóricas e Tipos de Aprendizagem, Ensino Significativo.
Carga-horária: 30 horas

Personificação do ensino, a partir de metodologias ativas
Conteúdo: Aprendizagem por pares (peer instruction), Gamificação (gamification), Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP), Design Thinking (DT).
Carga-horária: 40 horas

Abordagens pedagógicas modernas para educação a distância
Conteúdo: Apoio ao Presencial, Híbrido e a distância; MOOC e SPOC; Aprendizagem Centrada no Professor e no Aluno; Sala de Aula Invertida.
Carga-horária: 30 horas

Acesse.

 


Introdução à Libras: curso gratuito

 

A Lei nº 10.436/2002 torna legítimo o uso da Libras como idioma das Comunidades Surdas Brasileiras, obrigando o poder público a adotar e apoiar medidas institucionais de uso e difusão dessa língua como meio de comunicação. Nesse sentido, a Escola Virtual de Governo oferta o curso de Introdução à Libras, desenvolvido com foco nos servidores e servidoras da administração pública interessados no aprendizado da comunicação com as pessoas surdas por meio da Língua Brasileira de Sinais. O curso é totalmente online, com carga horária total de 60 horas. Você pode se inscrever a qualquer momento e iniciar imediatamente.

Confira!

 

Dicas de Webinários, lives e vídeos

 

Diário de ideias e suas possibilidades no contexto de pandemia

 
O Ceale Debate do mês de agosto contará com a participação da professora Francisca Maciel, da Faculdade de Educação da UFMG, e da professora alfabetizadora Luciana Muniz, da Escola de Educação Básica da Eseba/UFU. Luciana Muniz apresentará o diário de ideias, cujo eixo central consiste em um caderno personalizado no qual cada criança registra suas experiências de forma espontânea, utilizando diferentes formas de expressão. Além de favorecer a ampliação dos processos de comunicação e das relações afetivas, o diário contribui para o desenvolvimento da leitura e da escrita. A live será transmitida pelo canal do Ceale - FaE/UFMG no Youtube, no dia 11/08 às 19h. 

 


Webinário NÓS -  Práticas Restaurativas na Educação: desafios e possibilidades no contexto de distanciamento social


O evento busca refletir e levantar um debate sobre as possibilidades de uso das práticas de Justiça Restaurativa na Educação, levando em conta o atual contexto de distanciamento social, além de mapear possíveis ações para o retorno das atividades presenciais. O webinário ocorrerá no dia 12 de agosto de 2020, das 19h às 21h, no canal do Programa NÓS, no Youtube.  

 


Multiletramentos e TIDCS em tempos de pandemia

 

Considerando o contexto atual, em que educadores e aprendizes precisam conhecer e se adaptar às novas tecnologias, o Grupo de Estudo e Pesquisa em Didáticas de Leitura, da Literatura e da Escrita (GELITE),  da Universidade Federal de Alagoas,  transmitirá pelo YouTube, no dia 20/08, uma discussão sobre multiletramentos e o uso de tecnologias digitais de informação e comunicação, com a Prof. Drª. Roxane Rojo, da UNICAMP. Acesse as informações e não perca!

 


Webinar | COVID-19 e as decisões sobre a volta às aulas do Ensino Básico na Rede Privada

 

A série de webinários da FGV sobre a educação traz um encontro que, dessa vez, será promovido pela FGV Ensino Médio e pela EPGE Escola Brasileira de Economia e Finanças. O evento reunirá  profissionais da área da educação básica da rede privada, com o objetivo de debater sobre os planos atuais de retorno às atividades letivas. As inscrições são gratuitas através do site, o prazo é até o dia 05/08 (data do evento), a transmissão começa às 18hrs.

 


O papel do AEE para estudantes com TEA

 

O  programa “Papo Reto”, do LEPED da Unicamp, convida Márcia Cristina Leandro, mestranda em Educação pela PUC Minas e professora de Atendimento Educacional Especializado (AEE), da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte. Márcia fala sobre o papel do AEE junto aos estudantes com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), na perspectiva da educação inclusiva, demonstrando a importância do diálogo entre professores do ensino fundamental e os do  AEE.

 


Diferença ou diversidade. Você sabe a diferença?

 

Na segunda edição do programa “Papo Reto”, da LEPED Unicamp, a professora Dra. Maria Isabel Sampaio Dias Baptista fala sobre dois conceitos primordiais no referencial da inclusão: diferença e diversidade. No vídeo, a professora explica a necessidade de distinguir os dois conceitos e aponta como essa distinção pode modificar a prática pedagógica.

 


Conferência: "Alfabetização e letramento: teorias e práticas"


A Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN) promoveu, no dia 31/07, uma conferência sobre a temática "Alfabetização e letramento: teorias e práticas", com a presença da professora Magda Soares. A transmissão foi feita por meio do canal da ABRALIN, no youtube. Se você perdeu, ainda dá tempo de conferir!

 


Acompanhe o programa "Educast #03: Debate sobre inovação na escola

 

Como transformar a escola? O que faz uma instituição ser reconhecida como inovadora e criativa? O podcast da Porvir traz convidados como a diretora do Instituto Inspirare, Anna Penido, e o professor Elie Ghanem, da Universidade de São Paulo, para conversar sobre a inovação no ambiente escolar e as novas maneiras de ensinar e aprender. O debate também conta com a participação da autora do Mapa da Inovação e Criatividades na Educação Básica, Helena Singer.

 


Ações de protagonismo da EMFAL são tema de rodada de conversa realizada pela SMED


A Escola Municipal Francisca Alves tem desenvolvido uma série de ações em favor do desenvolvimento do protagonismo estudantil. Nesse contexto, a estudante Andréia Miranda, do nono ano, participou de uma live (12 de junho), promovida pela Smed, para conversar sobre Anne Frank,  a adolescente alemã, de origem judaica, que foi vítima do holocausto. A Smed falou com a adolescente e com a coordenadora da escola, Lucienne de Castro. Além disso, entrevistou Renata Fantini, mãe de três alunos matriculados na escola. Através desta ação, o protagonismo foi explorado através de três óticas diferentes. Confira o vídeo completo!

 


Conexão Felipe Camarão promoverá circuito de lives


O projeto social da Associação Terramar, localizado na zona oeste de Natal/RN, é conhecido como Conexão Felipe Camarão, em referência ao nome de um bairro da região. Suas ações são pautadas na cultura de tradição oral (através dos Griôs), preservada como patrimônio imaterial local, cujos principais representantes são o Auto do Boi de Reis do Mestre Manoel Marinheiro (in memoriam), o Teatro de Bonecos de João Redondo do Mestre Chico de Daniel (in memoriam), a Musicalização do Mestre Cícero da Rabeca (in memoriam) e a Capoeira do Mestre Marcos. Durante os meses de julho e agosto de 2020, este projeto promoverá um circuito de lives intitulado “Conexão de Saberes”. As transmissões serão feitas através do canal do Youtube e da página do projeto no Facebook. Segue o calendário com temas e horários do circuito.

 

16/7 (19h) - Educação Integral, Cultura e ancestralidade, o futuro é agora?
22/7 (16h) - Educação integral, território e pandemia - E agora?
  5/8 (16h) - Memória Viva Felipe Camarão
14/8 (16h) - Sons de Felipe Camarão

 


Precisa estar conectado para usar metodologias ativas?


O grupo Pedagogia em Ação promoveu uma live no seu Instagram, dia 09/07, sobre o uso de metodologias ativas em benefício da aprendizagem. A técnica está diretamente ligada a práticas pedagógicas que buscam favorecer o protagonismo estudantil, desenvolvendo, assim, competências e habilidades interpessoais. A convidada foi a pedagoga e mestre em Políticas Públicas e Formação, da UERJ, Aline Albuquerque.

 


Décimo webinário da Fundação Getúlio Vargas debate os efeitos da pandemia para a educação infantil


A Fundação Getúlio Vargas  tem realizado uma série de webinários com o tema “Desafios da Educação Básica em Tempos de Pandemia”. O décimo programa contou com a presença de gestores públicos e especialistas, que discutiram as estratégias a serem adotadas e os desafios enfrentados na Educação Infantil. Vale a pena assistir.

 

 


Como fazer a avaliação de aprendizagem em 2020?


A central de Professores promoveu uma live no seu Instagram, no dia 25 de junho de 2020. O debate foi sobre como deve ser feita a avaliação da aprendizagem em 2020. O convidado para responder essas e outras questões foi o professor e autor de vários livros sobre avaliação de aprendizagem Cipriano Luckesi. Acesse a live e saiba como fazer a avaliação da aprendizagem em 2020!

 


Inclusão Educacional na Pandemia

 

Nesta série de webinários, intitulada “Desafios da educação básica em tempos de pandemia”, a FGV trata de diversas temáticas, como tecnologia, as práticas de ensino, materiais didáticos, a alimentação e as alternativas para acompanhamento e avaliação da aprendizagem frente ao contexto de crise. O nono episódio da série abordou a inclusão educacional nos tempos de pandemia. Profissionais discutiram as desigualdades que cercam o cenário criado pela Covid-19 e como assegurar o direito à educação a todos e todas. Este webinário foi ao ar no dia 07/07 e está disponível no youtube. Confira!
 


Projeto “Sonhar, Planejar e Alcançar” discute o fortalecimento financeiro das famílias

 

Projeto Sonhar, Planejar e Alcançar

 

O Centro de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (Cape) em articulação com a Gerencia de Coordenacao da Educação Infantil e com a Sésamo Street promoveram seu o 1° encontro para educadores, com o projeto “Sonhar, planejar e alcançar”.  Para esse webinário, a consultora de educação e impacto social da Sesame Workshop, Julia Tomchinsky, abordou as novas perspectivas do projeto em Belo Horizonte e o fortalecimento financeiro  das famílias. A live aconteceu dia 03/07 (sexta-feira), às 14h, e pode ser acessada no canal do YouTube do Projeto SPA. Educadores, não deixem de conferir.

 


Médica do Hospital Sírio Libanês apresenta  webinário sobre  educação e saúde

Mirian Dal Ben Corradi, médica do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital Sírio Libanês, apresentou o webinário Comunica Rede  “Educação e Saúde: Diálogos em tempos de Covid-19”  no dia 25/06/2020. Neste webinário a convidada discutiu e promoveu reflexões sobre os cuidados para o enfrentamento da covid-19 aos quais as escolas devem estar atentas num possível retorno nas suas atividades diárias. Assista o webinário e acesse o material utilizado pela convidada.

 


Webinário- Efeitos da pandemia no financiamento da Educação

 

 

O oitavo webinário da série “Desafios da Educação básica em tempos de pandemia”, realizada pela Fundação Getúlio Vargas, acontecerá no próximo dia 30/06, às 10h. Nesse episódio, gestores públicos e especialistas discutirão as consequências da pandemia sobre o financiamento público da educação. O cadastro para acesso ao evento é gratuito. Não perca tempo, acesse e se inscreva.

 


Episódio 08 do “Fala Aí, Professor!” debate sobre a indisciplina

 

Em mais um episódio do programa de podcasts “Fala Aí, Professor!” o tema da vez foi a indisciplina. Como contornar as diversas situações de falta de disciplina na sala de aula? A especialista Ana Aragão, professora da Universidade de Campinas (Unicamp), e o professor Rafael Alves de Oliveira, da rede estadual do Rio Grande do Sul, debatem sobre o tema e sugerem maneiras de contornar essas questões
 

 



Como planejar o retorno à sala de aula?

 

Cartaz do Webinar "Como planejar o retorno à sala de aula?"O Instituto Internacional de Planejamento da Educação (IIEP), da UNESCO Buenos Aires, realiza webinários voltados para a discussão de temáticas que afetam a educação. No dia  24 de Junho de 2020, às 14:30,  o IIEP convidará o psicopedagogo e escritor Francesco Tonucci para conversar sobre o planejamento de retorno às aulas após a pandemia. O convidado apresentará sua experiência recente com o projeto “A casa como laboratório”, baseada na escuta de meninos e meninas durante a quarentena, colocando-os em um lugar de interesse superior. Este e outros  webinários podem ser acessados através do site da UNESCO.
 

 


Projeto "Amigo Livro" aproxima jovens leitores e incentiva a leitura

 

O projeto “Amigo Livro” apresenta um livro como personagem em dimensões humanas e que, sempre que possível, visita de forma totalmente gratuita as escolas públicas. Este projeto é idealizado pela pedagoga Sâmia  Macedo Ferreira e está disponível no “Instituto Pró-Livro”. O objetivo da personificação do livro é permitir que as crianças se familiarizem com esse objeto e contribuir para a construção da identidade leitora desde a infância. Ao apresentar o livro de forma divertida e inovadora, pretende-se diminuir a distância simbólica entre a literatura e os jovens leitores. As práticas já realizadas podem ser vistas por meio do Instagram da professora Sâmia (@samiamacedoferreira), que é a organizadora e a responsável pelo primeiro personagem livro do mundo. Saiba mais sobre o projeto.


Debates sobre a Educação Infantil em tempos de pandemia

 

O Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Infância e Educação Infantil (NEPEI), o Fórum Mineiro de Educação Infantil  (FMEI) e a  Diretoria de Educação da Regional Norte da Prefeitura de Belo Horizonte farão um ciclo de debates sobre Educação Infantil em tempos de pandemia. A série de 3 vídeos abordará assuntos como saúde, o diálogo entre escola e comunidade e o direito à Educação Infantil. A produção contará com a participação de pesquisadores(as), gestores(as) e professores(as) de Belo Horizonte. Então, fique atento(a) e não perca este bate-papo super construtivo sobre os próximos passos da Educação infantil em Belo Horizonte. Saiba mais.


Fala aí, professor! Sexto episódio trata sobre a aproximação das famílias com a escola 

 

Na edição de número 6 do “Fala aí, professor!”, o debate foi em torno da relação família e escola. A questão que norteou a conversa foi “Educar é papel da escola e instruir é papel da família”, enfatizando os limites entre os deveres dos(as) responsáveis legais e dos(as) educadores(as) e outras perspectivas sobre o assunto. Foram convidadas para discutir a questão Cris Bartis, do podcast Mamilos;  a diretora Ana Elisa Siqueira, da EMEF Amorim Lima, em São Paulo e a especialista Claudia Petri, formadora do Cenpec, também em São Paulo. 

Acesse aqui.

 


Educação inclusiva durante a pandemia

 

O Instituto Rodrigo Mendes (IRM) e o Diversa lançaram a série de Educação inclusiva durante a pandemia. A partir do dia 10 de junho, serão exibidos três webinários, toda quarta-feira, às 16h, no canal do IRM no YouTube. Para ter acesso aos webinários não será necessário inscrição prévia. Todos os vídeos terão um intérprete de libras, legenda e áudio descrição. A apresentação será feita por Rodrigo Hübner Mendes (superintendente do IRM) e contará com participações semanais de convidados especialistas no assunto. 
 

Confira a programação aqui!

 


Conversa sobre Educação inclusiva

 

A dica de webinário de hoje, é o quadro Webinar, do canal do Instituto Sentidos. O professor Aristóteles Meneses convidou o Prof. Dr. José Eduardo Lanuti para um bate-papo sobre como ensinar e aprender em uma concepção inclusiva. Autor de diversos artigos sobre o assunto, Lanuti conta com sua experiência para avaliar os avanços, dificuldades e técnicas  em relação à  implantação da educação inclusiva no sistema educacional público brasileiro, além de tratar de outros pontos cruciais sobre inclusão.

Confira aqui!

 


Fala aí, professor! Podcast cinco levanta discussão sobre a inclusão na educação básica

 

O episódio retoma a discussão sobre como fazer a inclusão de estudantes na educação básica e  conta com participação da professora Claudia Mistreli, que trabalha no apoio educacional especializado (AEE), em São Paulo, e com a especialista em educação inclusiva Meire Cavalcante. A discussão é norteada por três perguntas: como adaptar as atividades? É preciso flexibilizar o currículo? Como avaliar essas crianças? Confira no link.

 


Live "Educação em tempo de quarentena", com Boaventura de Sousa Santos

 

A TV Lepete iniciou a série “Conversas Impertinentes”, que tem como objetivo abordar diferentes temáticas sobre a educação em tempo de quarentena. Um dos primeiros programas foi uma live com um dos maiores pensadores dos tempos contemporâneos, o sociólogo Boaventura de Sousa Santos.

 

A conversa girou em torno do seu último livro “A Cruel Pedagogia do Vírus” e contou com a presença de outros pesquisadores: Eglé Betânia Portela Wanzeler (UEA), Ailton Siqueira (UERN), Leonardo Peixoto (UEA), Luiz Fernando de Souza Santos (UFAM) e Samela Sateré-Mawé (estudante indígena/UEA).

 

A transmissão ocorreu no dia 27/04 e está disponível no canal da TV Lepete, no Youtube.

 

Video icon Acesse

 


Pedagogia dos Multiletramentos, por Rojane Roxo

 

Roxane Rojo é professora do Departamento de Linguística Aplicada da Unicamp. Nesta entrevista, a pesquisadora fala do conceito de letramento, tipos e níveis de letramento, letramentos (no plural), práticas de letramento e novos letramentos.

Acesse.


Webinar "Tratamento de Resíduos Orgânicos: Soluções e Exemplos da América Latina", com participação do Programa EcoEscola (BH-Smed/PBH)

 

O Instituto Wuppertal para Ambiente, Clima e Energia, em conjunto com a Waste Wise Cities Campaign (UN-Habitat) realizou, no dia 23 de abril de 2020, o webinar Tratamento de Resíduos Orgânicos: Soluções e Exemplos da América Latina. O evento discutiu soluções diferentes para o tratamento de resíduos orgânicos, considerando desde grandes plantas de compostagens municipais, até iniciativas locais de sistemas descentralizados.  A servidora Adriana Moura, do Programa EcoEscola BH-Smed/PBH, foi convidada para apresentar a experiência das escolas municipais de Belo Horizonte em relação à compostagem. 

Assista.

 

Para refletir: leituras que inspiram a educação

E-book apresenta ferramentas para desenvolver a criatividade e o pensamento crítico dos estudantes


O E-book “Desenvolvimento da Criatividade e do Pensamento Crítico dos Estudantes”  apresenta ferramentas para construir ambientes de aprendizagem nos quais os alunos  possam exercitar sua criatividade e o pensamento crítico. O material estimula a observação das situações por outro ângulo, trazendo soluções inovadoras. 

 


Em casa, a gente também brinca e aprende


O pensador Francesco Tonucci reflete sobre a casa como lugar de brincadeira e aprendizado durante a pandemia. O texto, publicado no site Portal Aprendiz, traz a reflexão promovida pelo pensador italiano  sobre como as escolas podem integrar os lares como um local de aprendizado, principalmente no período de pandemia.

 


Conheça o podcast “Cá Entre Nós”

A Rádio Unicamp é a idealizadora do projeto “Cá Entre Nós”, um podcast focado em educação, com ênfase em inclusão. A produção é do LEPED - Unicamp e conta com vários convidados.

 


Fiocruz disponibiliza livro que traz diálogos sobre acessibilidade, inclusão e distanciamento social


O Fiocruz disponibiliza, de maneira online e gratuita, o livro “Diálogos sobre acessibilidade, inclusão e distanciamento social: Territórios Existenciais na pandemia”, que reúne textos de diferentes autores sobre a temática da acessibilidade, com ênfase maior no momento de pandemia e tendo em vista os desafios  que a sociedade tem enfrentado atualmente. 

 


Criatividade: mudar a educação, transformar o mundo 


O Centro de Referências em Educação Integral disponibilizou vários livros em PDF. Um deles é a obra “Criatividade: mudar a educação, transformar o mundo”, que faz parte da coleção digital do programa Escolas Transformadoras. Abordando a ideia de como a criatividade tende a ser um valor e uma habilidade essencial na formação de pessoas capazes de transformar a sociedade e a educação, o livro é um presente para os educadores. 

 


Educação Infantil: entraves e possibilidades para o retorno às aulas

 

Projetar como será a volta dos alunos da Educação Infantil não é uma tarefa das mais fáceis, a incerteza é a palavra que paira sobre esse momento de pandemia. Pensando em analisar os desafios postos às escolas que atendem a essa faixa etária, o Centro de Referências em Educação Integral convidou Maria Thereza Marcílio, presidente da ONG Avante – Educação e Mobilização Social, para uma entrevista. A entrevistada levantou alguns pontos importantes para se pensar as possibilidades de um reabertura. Confira.

 



Obra aborda o ensino da temática indígena

 

Obra organizada por  Juliana Alves de Andrade e Tarcísio Augusto Alves da Silva, o livro “O ensino da temática indígena: subsídios para o estudo das sociodiversidades indígenas” traz reflexões sobre novas realidades e conceitos que fazem parte das características da história e da cultura dos povos indígenas no Brasil. Conheça!

 


Como manter as crianças atentas durante as aulas online? 


Manter o foco durante as aulas online é uma das maiores dificuldades relatadas por alunos, principalmente as crianças que tendem a ser mais agitadas no ambiente de casa. Pensando nisso, o Blog Escribo elencou dicas para cativar as crianças durante as aulas online.

 


Alfabetização e parceria com a família: como fazer em tempos de pandemia?


O site Nova Escola levanta um assunto bastante importante: a parceria entre a família e a escola em prol do processo de alfabetização. O texto apresentado é bastante inspirador para a educação, focado no período de isolamento social, mas que também pode servir de suporte para quando nossos contatos pessoais puderem se restabelecer.

 


Como se manter próximo das famílias em tempos de pandemia?

 

A publicação do site Nova Escola levanta um importante questionamento: como a escola pode se manter próxima dos alunos e de seus familiares durante o período de isolamento social? O texto traz dicas de como proceder durante esse momento atípico da sociedade. Confira!

 


Poéticas Públicas - Tudo se move no território da Educação

 


O livro propõe o entrelaçamento entre educação, território e poesia, além de compartilhar memórias de um projeto que começou em 2014, no centro de São Paulo, com o nome Virada Educação e que provocou aproximações entre escolas de um território.


 


EDUCAÇÃO REMOTA EMERGENCIAL: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19

 

O artigo “ EDUCAÇÃO REMOTA EMERGENCIAL: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19”, de autoria do prof. Eucidio Pimenta Arruda, propõe um estudo sobre o contexto atual e os desafios postos para a educação. Por meio de reflexões, Arruda apresenta elementos para discutir caminhos possíveis para as políticas educacionais, com o objetivo de reconhecer e fortalecer a escola como eixo central da sociedade brasileira.

 


Cidade Educadora

 

O site do Centro de Referências em Educação Integral traz um glossário explicando o conceito de “Cidade Educadora”, que está atrelado à ideia da  cidade como um território educativo onde espaços, tempos e atores são considerados agentes pedagógicos, assumindo uma intencionalidade educativa e tornando a formação dos indivíduos algo perene, para além da escola.

 


Autor discute a dimensão autoral da aula e suas implicações para a pesquisa sobre os currículos

 

O artigo "Aula, autoria e reconhecimento: implicações para a pesquisa sobre os currículos da escola básica no Brasil”, escrito  por Luciano Mendes de Faria Filho (UFMG), busca problematizar as relações que hoje se estabelecem entre os pesquisadores da área de educação e a escola básica, recuperando (ou reafirmando) a noção de autoria como uma importante dimensão do reconhecimento dos colegas da escola básica. Por meio das reflexões propostas, o autor dá relevância para a aula em sua dimensão autoral e para as implicações disso para as pesquisas sobre os currículos. 

 


Respeito à cultura jovem no ambiente escolar é tema de entrevista

 

Em entrevista à Revista Acadêmica do Instituto Vera Cruz, Paulo Carrano defende que o ambiente escolar necessita ser democrático, republicano e o mais singularista possível, para possibilitar que a cultura juvenil seja reconhecida e vivenciada em seus espaços. Vale a pena refletir sobre a questão, leia a entrevista completa!

 

 


Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável

 

Você sabia que existe um plano de ação mundial pensado para as pessoas, para o planeta e para a prosperidade? O documento “Transformando Nosso Mundo: A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável” busca fortalecer a paz universal e trabalhar para vencer o desafio global de erradicação da pobreza, em todas as suas formas e dimensões. A implementação do plano de ação da Agenda 2030 será de responsabilidade de cada um dos países interessados, cabendo a eles estabelecerem e guiarem as próprias políticas, planos e programas para o desenvolvimento sustentável.

Saiba mais.

Agenda 2030
Crédito da arte: Ken Robinson/Global Goals

 

Gestão participativa e democrática 

 

"Ser um gestor vai muito além de ser o representante maior de uma escola", assim Kátia Farias Antero faz a introdução de um artigo que traz reflexões sobre a importância da gestão participativa e democrática no ambiente escolar. Em sua investigação, Kátia analisa o trabalho de uma profissional que exerce a função de gestão, em uma escola de Educação Infantil, à luz de uma fundamentação teórica embasada em autores que discutem os princípios da gestão participativa e democrática.

Confira o artigo.

 


Novas histórias do tempo da Velha Escola 

 

“Apercebemo-nos de que o maior aliado de um professor era o outro professor. Mas, com mágoa também descobrimos que o maior inimigo de um professor “diferente” era o professor da escola do lado”, diz José Pacheco, idealizador da Escola da Ponte, em artigo para a seção “Novas Histórias do Tempo da Velha Escola”. Confira o artigo completo no site da Eco Habitare, que traz como lema a construção de comunidades sustentáveis e é a mais recente iniciativa do autor no campo da educação, fruto de anos de experiência acumulados.

 


Tudo voltará ao normal?

 

Para Helena Singer, a resposta à pergunta que dá título a esta seção é: não, nada será como antes. Para a autora, a pandemia da COVID-19 nos fez reconhecer a necessidade urgente de refletir sobre algumas questões essenciais para a construção de um mundo melhor. Que papéis cada um de nós deve assumir nesse novo momento histórico? Como fica o campo da educação diante desse cenário? Essas e outras reflexões fundamentais ao debate sobre o mundo pós pandemia são apresentadas em COVID-19: nada será como antes, artigo publicado pelo Centro de Referências em Educação Integral.

 


A freada brusca que nos tirou do lugar

 

Você já reparou que algumas atividades cotidianas, muito simples, tem ganhado cada vez mais sentido e significado na vida de muitas pessoas, neste contexto de isolamento social provocado pela pandemia da COVID-19?

 

Talvez pelo tempo que, agora, nos dedicamos a elas ou pela forma pela qual estamos aprendendo a lidar com as mesmas, o fato é que mudanças significativas vêm ocorrendo em pouco tempo. Para Fernando Leão, historiador que atua na área da educação há 30 anos, "parece que a vida deu uma freada brusca e todos tivemos que nos rearrumar frente à nova situação". Mas, afinal, o que mudou tanto, nos tirando do dito normal? Será que tudo voltará a ser como antes? Confira as reflexões do autor sobre todas essas questões neste artigo, publicado pelo portal Lunetas, do Instituto Alana.

 


Carta a jovens educadores(as)

 

O livro “Carta a jovens educadores/as” é organizado por André Gravatá, que teve a sensibilidade de reunir cartas escritas por grandes educadores e educadoras de diferentes estados brasileiros. Na palavra de André Gravatá, este livro, inspirado na obra de Rainer Maria Rilke, “Cartas a um jovem poeta”, “nasce da necessidade de provocar mais e mais jovens a se envolverem com a área da educação, por meio de vozes que apontam sentidos, encantamentos, fôlegos – e fazem isso com a coragem de quem afirma a vida, mesmo no tempo da brutalidade e do embrutecimento.”

Download gratuito.

Concursos literários e prêmios educacionais

 

 

 

Sites para inspirar a educação

Conheça a Plataforma Anísio Teixeira


A plataforma Anísio Teixeira é uma parceria conjunta da Secretaria da Educação do Estado da Bahia com o Instituto Anísio Teixeira (IAT). O projeto integra um conjunto de serviços, softwares livres e Recursos Educacionais Abertos (REA) relacionados à mediação de práticas pedagógicas e à gestão de acervos online voltados para a Educação Básica e para a formação continuada dos profissionais da Educação Básica das redes públicas. Não deixe de conferir!

 


Conheça o Instituto Pró-livro


O Instituto Pró-Livro (IPL) é uma organização da sociedade civil de interesse público, que visa transformar o Brasil em um país de leitores, estimulando pesquisas e ações de desenvolvimento da leitura. O IPL tem como principal foco o fomento à leitura e também a difusão dos livros. Acesse e conheça!  

 


Interfaces – Revista de Extensão da UFMG

A Interfaces - Revista de Extensão da UFMG - apresentaCapa Interfaces - UFMG estudos extensionistas nacionais e internacionais e é uma das ações da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal de Minas Gerais. Trata-se de um periódico digital, que tem como um dos seus objetivos fortalecer o diálogo entre a universidade e a sociedade. Cada edição contém diferentes experiências e repercussões de ações extensionistas que podem servir como inspiração para o desenvolvimento de projetos na escola.

Não deixe de conferir!

Acesse.

 


Diversa: educação inclusiva na prática

 

O DIVERSA é uma plataforma digital destinada à construção de conhecimentos e adota um conceito amplo de diversidade humana para pensar a educação inclusiva. Nela, os(as) usuários(as) podem participar de fóruns,  compartilhar experiências, conhecer sugestões de materiais pedagógicos acessíveis, ler artigos, estudos de casos, relatos de experiência e ter acesso a várias notícias e documentos nacionais e internacionais sobre a educação inclusiva.

Acesse.

 


Conheça o acervo Paulo Freire

 

Mural Paulo Freire
Foto: CEFORTEPE / Luiz Carlos Cappellano/Reprodução

 

Com o objetivo de disseminar e compartilhar a produção intelectual de Paulo Freire e outras obras sobre o pensamento freiriano em formato digital, foi criado o “Repositório Digital Centro de Referência Paulo Freire”. Nele estão reunidos, em uma única plataforma digital, textos, livros, áudios, vídeos e imagens. Todas as obras pertencem ao Instituto Paulo Freire e foram cedidas pelos proprietários, possibilitando, assim, acesso e download gratuito pelos usuários. Faça sua pesquisa e aprecie o legado que este educador deixou para o mundo.

Confira o acervo!

 


Povos indígenas do Brasil

 

O site “Povos indígenas no Brasil” é composto por vários verbetes que contém informações sobre os povos indígenas que habitam o território nacional. Nele, o(a) leitor(a) terá acesso a notícias, fotografias, tabelas, gráficos, dentre outros materiais que retratam a realidade desses povos. Trata-se de um site para curiosos(as), pesquisadores(as), estudiosos(as) e defensores(as) da diversidade étnico-racial do nosso país. 

Acesse.

 


Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita - CEALE/FaE/UFMG

 

O Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita (CEALE) é um órgão complementar da Faculdade de Educação da UFMG, criado em 1990, com o objetivo de integrar grupos interinstitucionais voltados para a área da alfabetização. O trabalho do CEALE orienta-se por dois princípios: compreender o fenômeno do ensino e da apropriação da língua escrita em suas múltiplas facetas e como integrantes de um processo histórico, político e social e intervir, nesse processo, com ações de formação de professores(as) das escolas públicas e de divulgação da produção científica sobre a temática.

No site do órgão, encontramos 3 seções muito importantes para o debate sobre alfabetização:

 

  1. "Glossário Ceale - Termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores." O acesso é simples, gratuito e online. Escolhemos dois verbetes, para iniciarmos nosso diálogo: 
    - Alfabetização por Magda Soares, confira.
    - Literária por Graça Paulino, confira.
  2. "Jornal Letra A - Jornal do Alfabetizador." Confira todas as edições.

  3. "Magda Soares Responde". Nesta seção, Magda Soares responde às dúvidas e indagações de professores(as) de todo o país. Confira.

 


 

Os diálogos entre ensino, pesquisa e extensão

 

Conheça o site da Pró-Reitoria de Extensão da UFMG. Trata-se de uma plataforma de divulgação científica que se fundamenta no princípio constitucional da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Nesse sentido, a extensão universitária é considerada um processo interdisciplinar educativo, cultural, científico e político, que promove a interação transformadora entre a universidade e outros setores da sociedade (Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras, 2010).

Acesse.

 

Aprendizagem Social, Emocional e Ética: educação para a convivência cidadã
socioemocional

 

A convivência cidadã como componente curricular deve possibilitar aos estudantes condições para que façam leituras do mundo e se posicionem criticamente nele e frente a ele, de modo a optarem, sempre,  pela convivência em paz. 


A Secretaria Municipal de Educação vem realizando projetos e ações com o objetivo de melhorar a convivência no ambiente escolar. Em fevereiro de 2020, iniciou o Programa Aprendizagem Social, Emocional e Ética, na Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte (RME-BH). As bases da Aprendizagem Social, Emocional e Ética são fundamentais na construção da convivência cidadã, oferecendo subsídios valiosos para ações presentes e futuras. O letramento emocional, nas escolas,  contribuirá para a formação de sujeitos autônomos e responsáveis no exercício da cidadania. 


De forma piloto, o Programa Aprendizagem SEE vem sendo implementado em nove escolas de Ensino Fundamental, sendo uma em cada regional, com a perspectiva de que, no futuro, estenda-se para toda a Rede. Por isso,  neste espaço, serão compartilhados conteúdos, informações, ações, reflexões e propostas de atividades que podem ser fontes de inspiração e reflexão para as educadoras e  educadores, bem como para toda comunidade escolar. 

Sejam bem-vindos(as)!

 

O Programa Aprendizagem Social, Emocional e Ética 

Livro A Justiça Restaurativa e o Ministério Público brasileiro

 

Lançamento do livro A Justiça Restaurativa e o Ministério Público BrasileiroNo dia 30/06/2020, às 18h, haverá o lançamento virtual dos volumes 6 e 7 da coleção “Ministério Público Resolutivo”, no canal do youtube da Editora D’Plácido. O volume 6,  “A Justiça Restaurativa e o Ministério Público brasileiro”, de autoria de Danielle Arlé, trata da Justiça Restaurativa como visão de justiça, além de trazer uma análise de seus conceitos, elementos e métodos e propor sua adoção por integrantes do Ministério Público brasileiro.

 

Há também uma seção dedicada à relação entre Justiça Restaurativa e Educação, com textos de Ângela Imaculada Loureiro de Freitas Dalben (Secretária Municipal de Educação de Belo Horizonte), Eliane Castro Vilassanti (Professora da Rede Municipal de Belo Horizonte), Letícia de Melo Honório (Gerente do Clima Escolar – SMED/BH), Marília de Dirceu Salles Dias (Diretora da Diretoria das Políticas Intersetoriais – SMED/BH), Fabiana Regis (Vice-Diretora da Escola Municipal Professor Hilton Rocha), Cláudia Elizabete dos Santos Augusto e Regina Andrade (Professoras da Rede Municipal de Belo Horizonte).

 

A live do lançamento virtual contará com a presença da autora, dos coordenadores da coleção, Marcelo Pedroso Goulart e Gregório Assagra, e da convidada especial Kay Pranis, prefaciante do livro ‘A Justiça Restaurativa e o Ministério Público brasileiro’.

 

Trilhas de aprendizagem: Empatia - Capacidade natural e competência

 

Na 6ª edição das Trilhas de Aprendizagem, promovidas pela Prefeitura de Belo Horizonte,  a professora Cláudia Feitosa, pós doutora em neurociências integradas e convidada da Fundação Dom Cabral e da Casa do Saber, discute a noção de empatia, segundo a neurociência.

 


Aprendizagem Social, Emocional e Ética: reforçando as conexões durante o isolamento

A pandemia de coronavírus exige que todos nós utilizemos nossa resiliência e exercitemos sabedoria, compaixão e liderança no autocuidado e no cuidado com os outros. Neste sentido, é necessário e fundamental manter as conexões e reflexões sobre a aprendizagem social, emocional e ética. Por isso, todos(as) os(as) professores(as), coordenadores(as) e gestores(as)  das escolas municipais de Belo Horizonte integrantes do Programa Aprendizagem Social, Emocional e Ética foram convidados(as) a refletir sobre os desafios significativos que o atual contexto traz ao nosso bem-estar físico, emocional e mental. Além disso, foram convidados à construção coletiva de propostas pedagógicas que apoiem estudantes e professore(a)s no retorno às aulas. O primeiro encontro, intitulado “Cultivando Resiliência e Compaixão no Ensino à Distância”, ocorreu no webinário realizado em 08/04/2020 e contou com a participação de mais de 100 pessoas. De 20 de maio a 05 de junho de 2020, serão realizados os “Webinários em Série: Uma Nova Abordagem para a Educação”. Todos os webinários são ministrados pelo educador Valentin Conde, coordenador do Programa, com apoio e coordenação da SMED. Focadas na base conceitual do Programa e atentas aos desafios que a pandemia impôs à educação, as escolas participantes dessa série de encontros estão produzindo atividades pedagógicas que irão auxiliar os(as) professores(as) no retorno às aulas. Essas atividades serão um presente das escolas participantes do Programa Aprendizagem Social, Emocional e Ética para toda a Rede Municipal e logo serão disponibilizadas aqui, na seção Aprendizagem Social, Emocional e Ética na Prática.

 


Aprendizagem Social, Emocional e Ética em Belo Horizonte

 

O Programa Aprendizagem Social, Emocional e Ética é um projeto do Centro de Ciência Contemplativa e Ética baseada na Compaixão (Center of Contemplative Science and Compassion-Based Ethics), da Universidade Emory (EUA), e tem como parceiro no Brasil o Centro do Patrimônio Cultural Tibetano Tibet House Brasil. O programa propõe uma abordagem baseada no bom senso, na experiência comum e na ciência, aportando-se na ideia de que a educação pode e, de fato, deve ser expandida para promover os valores e competências que conduzem a uma maior felicidade para os indivíduos e a sociedade a qual pertencem. O Programa Aprendizagem Social, Emocional e Ética vem sendo implantado, de forma piloto, em 9 escolas municipais de Belo Horizonte e, em fevereiro de 2020, ocorreu o primeiro encontro presencial com todos os  funcionários das escolas participantes. A segunda etapa de implantação do Programa aconteceria em abril e maio deste ano, mas foi adiada devido ao contexto de isolamento social, em decorrência da pandemia do COVID-19. Desde então, ações online vem acontecendo, para que as escolas participantes do Programa não percam a conexão com a proposta.  Saiba mais sobre o Programa Aprendizagem Social, Emocional e Ética, acessando os links: 

Centro de Ciência Contemplativa e Ética

Tibet House 

Aprendizagem See: Livro de apoio
 

Aprendizagem

 


 

Reflexões sobre a Aprendizagem Social, Emocional e Ética

Trilhas de aprendizagem: Empatia - Capacidade natural e competência

 

6ª edição das Trilhas de AprendizagemNa 6ª edição das Trilhas de Aprendizagem, promovidas pela Prefeitura de Belo Horizonte,  a professora Cláudia Feitosa, pós doutora em neurociências integradas e convidada da Fundação Dom Cabral e da Casa do Saber, discute a noção de empatia, segundo a neurociência.

 


12 de junho: Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

A pandemia da Covid-19 afetou drasticamente a renda das famílias brasileiras. Com isso, um pro12 de junhoblema social muito grave, que assombra o Brasil e afeta profundamente o processo de aprendizagem dos(as) estudantes, pode ficar ainda pior: o trabalho infantil. 12 de junho é considerado o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil e a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania e do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes (BH), participa ativamente da campanha de combate ao trabalho infantil. Realizada ao longo do mês de junho, a campanha promoverá lives que discutirão o tema em várias perspectivas. O cronograma das lives pode ser conferido aqui.

 


A Inteligência Emocional no contexto Escolar

 

O termo “Inteligência Emocional” surgiu em 1955, a partir dos estudos do psicólogo Daniel Goleman, e vem ganhando bastante relevância para o campo da educação. Segundo o pesquisador, a Inteligência Emocional deve ser compreendida dentro destes três grupos: autoconhecimento, gestão das emoções, empatia e sociabilidade. Atualmente, a importância de trabalhar com as emoções nos processos de ensino-aprendizagem já é considerada por diversos(as) pesquisadores(as) da educação. A confirmação disso é que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) traz, dentre várias competências, as competências socioemocionais. O trabalho com a Inteligência Emocional é fundamental para questões essenciais para a convivência escolar, como o pertencimento e o tratamento dos conflitos. Uma sugestão divertida para o trabalho das emoções com os(as) estudantes, compreendendo a importância delas e como afetam nossos comportamentos, pode se dar através do filme “Divertida Mente” (2015). O enredo é sobre uma garota que acaba de se mudar de cidade com a família e cinco emoções que moram dentro de sua cabeça (Alegria, Tristeza, Medo, Raiva e Nojinho) tentam conduzir sua vida nesse momento de grandes mudanças e desafios.

divertidamente


 

Aprendizagem Social, Emocional e Ética na prática

Programa Nós: "um olhar restaurativo sobre a vida e a escola"

O Programa Nós (Núcleos para Orientação e Solução de Conflitos Escolares) - Justiça Restaurativa nnosa Escola vem sendo desenvolvido, por adesão, em 168 escolas da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte, desde o ano de 2018. Em 2019, 18 escolas municipais de Educação Infantil passaram por essa formação.  O Programa visa à promoção das discussões e práticas de Justiça Restaurativa nas escolas da Rede, com foco no trabalho coletivo, cooperativo e integrativo. Lucas Jerônimo, tutor e facilitador do Programa Nós, nos fala sobre as bases conceituais do Programa e as práticas que o sustentam, em matéria exclusiva, que você pode conferir na íntegra aqui.

 


Programa de Yoga e Práticas de Cuidado de Si para educadores da RME-BH

 

O Programa de Yoga e Práticas de Cuidado de Si para educadores da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte (RME-BH) considera a Yoga uma prática educativa e terapêutica mediadora da experiência de si. O Satyananda Yoga Center, por meio da coordenação da diretora Gangadhra Saraswati, em articulação com o professor municipal Evando Reis Guimarães, também professor de Yoga, formado e com atuação na referida instituição, tem promovido ricas experiências para os educadores da RME-BH. Confira aqui uma matéria exclusiva, na qual o professor Evando nos apresenta as bases conceituais e metodológicas do Programa, além de traçar um histórico sobre o seu desenvolvimento na Rede. 

 


"Comunicação não violenta é ferramenta para evitar brigas na quarentena" 

 

A técnica da "Comunicação Não Violenta", que tem na empatia e na não culpabilização do outro os seus pilares, é uma ferramenta interessante para manter a harmonia do ambiente familiar, nesta época de convívio mais intenso. Especialistas dão dicas de como utilizar essa técnica para facilitar a convivência doméstica, neste período que é um campo fértil para brigas e discussões dentro de casa.

Confira.

 

Comunicação não violenta

Educação e saúde: cuidando de você, do outro e da comunidade
educação e saude


Educação também se faz pelo cuidado, que é um dos principais elementos para alcançar a saúde do corpo, da mente e das emoções. Na caminhada pela construção de dias melhores, a saúde tem lugar fundamental. É certo que não estamos vivendo o ritmo urgente de nossas escolas, preenchido pelo burburinho, risadas e animação de nossos estudantes. Trata-se de um novo tempo, com situações novas, que exigem que estejamos atento(as) ao cuidado com a nossa saúde. Neste espaço, você encontrará dicas de como proteger-se em tempos de pandemia, mas, também, de possibilidades sobre como continuar cuidando da sua família, da sua comunidade e, principalmente, de você. Novos desafios já estão sendo impostos a todos nós e, ao que tudo indica, serão cada vez mais exigentes. Assim, esperamos que você possa aproveitar ao máximo todas as informações, orientações e dicas que encontrar aqui. Cuide-se!
Cuidando da saúde em tempos de pandemia

 

"Covid-19: Você Sabia?": um jogo para aprender a se previnir 

 

.
Para ajudar na divulgação de informações úteis no enfrentamento da pandemia do novo Coronavirus, a Universidade Federal de Minas Gerais, por meio da Faculdade de Medicina e do departamento de Design da Escola de Arquitetura, desenvolveu o quiz “Covid-19: Você Sabia?”. De forma lúdica, crianças, jovens e adultos podem aprender mais sobre as práticas de prevenção e sobre os cuidados indispensáveis a serem tomados durante a pandemia. Conheça, aprenda e divulgue!

 


Sorriso bonito e saudável: dicas para uma perfeita higienização bucal


Para manter um sorriso bonito e saudável, é fundamental que cuidemos diariamente da higiene bucal. Escovar os dentes após cada refeição, utilizando escova de dente adequada e creme dental; manter uma alimentação saudável, com ingestão controlada de doces e visitar regularmente o dentista são práticas que não podemos deixar de realizar.  Para contribuir nos cuidados diários com a saúde bucal da população brasileira, o SUS disponibilizou a cartilha “Mantenha seu sorriso, fazendo a higienização bucal corretamente”. Em linguagem simples, a cartilha apresenta informações sobre a fisiologia da boca, as principais doenças bucais e dá orientações sobre a forma correta de realizar a higiene da boca e dos dentes, tendo em vista as diferentes faixas etárias.
 

 


Escola Paulo Freire disponibiliza animação sobre isolamento social

 

A Escola Municipal Paulo Freire, Regional Nordeste, postou em sua página no Facebook uma animação simples para explicar o quão importante é respeitar o isolamento social. Essa é uma necessária medida no combate à Covid-19.

 


UNIMED-BH elabora material lúdico sobre pandemia

 

A UNIMED-BH elaborou um livreto que contém material lúdico para explicar às crianças a situação da pandemia de forma mais leve. Além das informações relativas à Covid-19, o material contém desafios, jogos e dicas de atividades para serem realizadas em casa.

 


TV UFMG divulga animação explicando a pandemia para crianças


A TV UFMG produziu uma animação voltada para as crianças, que busca explicar a gravidade do momento, mas sem tirar dos pequenos a esperança. Com delicadas ilustrações, meninos e meninas podem compreender melhor o que é a pandemia e como podemos fazer para nos proteger. O vídeo foi produzido a partir da "Carta às meninas e aos meninos em tempos de Covid-19", criada pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação Infantil e Infâncias (Nepei), da Faculdade de Educação da UFMG, e pelo Fórum Mineiro de Educação Infantil (FMEI).

 


Secretária Municipal de Saúde cria cartilha com orientações sobre cuidado com a pessoa idosa na pandemia 

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte produziu duas cartilhas com orientações sobre o cuidado com a pessoa idosa, tendo em vista o contexto de pandemia do coronavírus.  O material também traz orientações para a população em geral e para os profissionais de saúde.
Confira as cartilhas e compartilhe. 

Cartilha 1
Cartilha 2
 



Cartilha do CEPEDES aborda saúde mental de crianças e adolescentes em tempos de pandemia

 

O Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde (CEPEDES) da Fiocruz, traz uma avaliação dos desafios impostos às famílias pela intensificação da interação/convivência entre seus membros, em virtude do distanciamento social, com destaque para o possível aumento de situações de violência doméstica em relação às crianças. O foco desta cartilha é a saúde mental de crianças e adolescentes e, além da avaliação do contexto desafiador, ela apresenta possibilidades às famílias e aos serviços de atenção à criança. Confira!

 



Cuidados com a saúde mental em tempos de distanciamento social 

 


O Centro de Estudos e Pesquisas em Emergências e Desastres em Saúde (CEPEDES) da Fiocruz, desenvolveu um material com orientações e dicas aos cidadãos sobre cuidados com a saúde mental e atenção psicossocial em tempos de distanciamento social. Acesse o link e conheça o conteúdo!

 



ONG Criança segura promove a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes de até 14 anos 

 

No Brasil de hoje, os acidentes são a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos. Segundo dados do Ministério da Saúde, todos os anos, 3,6 mil crianças morrem e outras 111 mil são internadas por motivos acidentais. Mas, estudos demonstram que 90% desses acidentes poderiam ser evitados com medidas simples de prevenção. Para ajudar a mudar essa realidade, o site da ONG Criança Segura disponibiliza diversas dicas para evitar acidentes com crianças. Proteja quem precisa e depende de você, conheça o material. 

 


 

Guia para uma Alimentação Saudável em Tempos de COVID-19

 


.A alimentação saudável é componente primordial para o bom funcionamento de corpo e da mente. Uma dieta que considera o equilíbrio dos nutrientes, aliada ao preparo cuidadoso dos alimentos, traz inúmeros benefícios para a nossa saúde e, de modo especial, fortalece o nosso sistema imunológico. Pensando nisso e considerando a pandemia que estamos vivendo, a Associação Brasileira de Nutrição (ASBRAN) elaborou o “Guia para uma Alimentação Saudável em tempos de COVID-19”. Nele, constam dicas e orientações práticas que vão da compra do alimento, passando pela higienização, armazenamento e preparo, evitando o desperdício e preservando sabores, aromas e cores. Vale a pena conferir!

 


 

Como lidar com as diferenças de temperamento do filhos no período de isolamento social: um guia para famílias 

 

Conviver juntos, 24 horas por dia, por tempo indeterminado, não é tarefa fácil. Esta realidade imposta para a maioria da população mundial, como forma de preservar vidas diante da pandemia, pode favorecer o estreitamento de laços familiares, mas, sem dúvida, apresenta desafios cotidianos gerados pela intensificação da convivência. Sem poder sair para as ruas, a rotina familiar inclui os cuidados com a higiene e a alimentação, as horas em frente à TV e ao aparelho celular e a contínua exposição às notícias nem sempre reconfortantes, que geram incertezas e insegurança. Para os que têm filhos(as), soma-se a isso o desafio de lidar com as diferenças de temperamento/personalidade de crianças e adolescentes, uns mais agitados, outros mais introspectivos; uns mais organizados, outros nem tanto. Para compreender e melhor lidar com essa diversidade psicológica, especialistas da UFMG criaram o Guia de Conselhos Práticos para Pais de Crianças em Idade Escolar em Situações de Isolamento Social. Vale a pena conferir!

Acesse o guia. 

 



Acidentes domésticos por envenenamento ou intoxicação: aprenda a prevenir

 

perigoOs acidentes por intoxicação e envenenamento constituem uma das principais causas de morte de crianças de 1 a 14 anos no país, além de causarem um expressivo número de internações hospitalares, anualmente. Em tempos de distanciamento social, em que as crianças permanecem no ambiente doméstico por muito tempo, todo o cuidado se faz necessário no armazenamento e manuseio de produtos de limpeza, medicamentos, higiene pessoal e, até mesmo, na disposição de um singelo vaso de planta.  
Confira as orientações dadas por especialistas de como prevenir  estes acidentes.

 


Professora fabrica máscara com visor transparente para facilitar a comunicação com alunos

 

A máscara facial é um acessório indispensável para a proteção contra o coronavírus, mas ela pode dificultar, por exemplo, pessoas com deficiência auditiva, que precisam fazer leitura labial para se comunicar. Pensando nisso, uma professora do Tocantins desenvolveu máscaras com visor transparente, para que seus alunos deficientes auditivos pudessem se comunicar melhor. O exemplo e a iniciativa da professora Fabiana Cordeiro podem ser aproveitados não só para os alunos deficientes auditivos, mas, também, para os alunos que estão em fase de alfabetização. No Reino Unido, a médica pediátrica Fizz Izagaren, que possui deficiência auditiva, afirmou, em uma entrevista à BBC, que profissionais que lidam com o público, como professores, podem se beneficiar da máscara transparente e, assim, facilitar a comunicação neste momento de pandemia.

 


O seu peso está adequado a sua altura? Descubra como calcular.

 

Desafie-se a conhecer mais informações sobre você! Aproveite a quarentena e descubra se seu peso corporal está adequado a sua altura, calculando o Índice de Massa Corporal (IMC). É importante alertar que a fórmula utilizada para calcular o IMC é a mesma para todas as pessoas, sendo assim ela não leva em consideração uma série de outras medidas e características suas que são importantes para avaliar a sua condição de saúde. Porém, o resultado desse cálculo é o ponto de partida para que você entenda como está o seu peso (Abaixo do peso - Normal - Excesso de peso - Obesidade) em relação a sua altura. 

Para calcular o IMC, divida o seu peso (em quilos) pela sua altura (em metros) elevada ao quadrado (altura x altura). Veja a fórmula:

 

IMC = P(peso em quilos)/A² (altura x altura, em metros)

 

Se achou um pouco complicado, quer calcular de forma prática e deseja ter acesso a outras informações, confira.

 


Faça máscaras em casa!

 

Para proteger você e sua família, o Ministério da Saúde orienta o uso de máscaras, todas as vezes que for necessário sair de casa. É possível produzir modelos simples de máscaras que funcionam como barreiras na propagação do Coronavírus. Que tal reunir sua família para fazer as máscaras caseiras utilizando materiais de fácil acesso? Confira.

 

máscaras

 


Experiências das famílias no cuidado de crianças com deficiência durante a quarentena

 

O cuidado e a proteção das crianças e dos adolescentes são ações que devem fazer parte do cotidiano de todas as famílias. O período de quarentena apresenta-se como um desafio na manutenção da saúde física e emocional de qualquer pessoa. Acreditamos que o compartilhamento de experiências pode contribuir para o enfrentamento do isolamento social de uma maneira mais leve e equilibrada. Nesse sentido, algumas famílias relataram como são os cuidados com os tratamentos e as terapias das crianças com deficiência. Essas histórias são inspiradoras e podem revelar caminhos possíveis em momentos difíceis.

Acesse.

 


Alimentação saudável: aprenda a cuidar dos idosos

 

Cuidar da alimentação é uma recomendação importante para todas as pessoas e em qualquer período da vida. Mas, durante a pandemia do COVID-19, os idosos foram identificados como um dos principais grupos que correm risco de vida. Sendo assim, se você tem mais de 60 anos e/ou cuida de pessoa idosa, é importante saber o que fazer para ter uma alimentação rica em alimentos integrais em sua forma natural, com rotina de horários e tempo para fazer as refeições, com hidratação adequada ao longo do dia e outras dicas que podem contribuir para a melhora da saúde global.

Descomplique a saúde, seguindo apenas 10 passos da alimentação saudável.

 

Acesse.

Idosos se alimentando

 

Exercitando corpo e mente: #ParaFazerEmCasa

Fica em casa

Satayanda Yoga para profissionais da educação da RME-BH

Pensando em contribuir para o cuidado dos(as) educadores(as), o Satyananda Yoga Center, por meio da coordenaYogação da diretora Gangadhra Saraswati, em articulação com o professor municipal Evando Reis Guimarães, também professor de Yoga, formado e com atuação na referida instituição, tem preparado videoaulas exclusivas com práticas de Satyananda Yoga. Estas aulas, produzidas quinzenalmente, são destinadas a todos(as) os(as) profissionais da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte (RME-BH). Preparadas com muito carinho e dedicação para contribuir com o cuidado integral exigido pelo momento atual, todas elas ficarão postadas aqui. Confira! 

 

Video icon Assista:

Aula 1 Aula 2 Aula 3 Aula 4 Aula 5

 


Brincando e exercitando corpo e mente: atividades físicas para fazer em casa


Exercitar o corpo é fundamental para todo ser humano. A prática de atividades físicas por crianças e adolescentes, especificamente, além de atender a necessidade básica do brincar, auxilia no desenvolvimento corporal, na manutenção de uma vida saudável e na aquisição de aprendizados diversos para a vida. Fortalecimento de ossos e músculos, controle de peso, redução da ansiedade, aumento da autoestima e sociabilidade estão entre alguns dos ganhos que o esporte pode proporcionar. Em tempos de pandemia, educadores físicos da rede pública de educação do Rio de Janeiro disponibilizaram sugestões de atividades possíveis de serem realizadas em casa, com uso de sucatas e materiais reutilizados. São atividades que podem ser praticadas individualmente, em dupla ou em grupo maior, por crianças, adolescentes e até por adultos. Vale conferir!

 


Vida Ativa em Casa: atividades físicas para pessoas com mais de 50 anos

 

Vida Ativa em casaA Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, por meio do Programa Vida Ativa,  elaborou uma série de videoaulas destinadas às pessoas com mais de 50 anos, com orientações para a prática esportiva em casa.  As videoaulas têm duração média de 15 minutos e são conduzidas por educadores físicos que orientam, de forma objetiva e acessível, a realização de exercícios aeróbicos leves e alongamentos. Pratique e divulgue!

 


Cozinhando em casa: receitas práticas e saudáveis para o dia dia 

 


.Cozinhar em casa, cotidianamente, tem sido uma das principais tarefas na rotina das famílias brasileiras, em tempos de isolamento social. Para contribuir com essas famílias, a Associação Brasileira de Nutrição elaborou um livro de receitas práticas e saudáveis, de fácil preparo e que valorizam aspectos regionais. O Nutribook Receitas Práticas e Saudáveis traz mais de 40 preparações para o dia a dia, com rico valor nutricional e que priorizam o aproveitamento integral dos alimentos.
Conheça e delicie-se!
 


Vamos brincar? Game criança segura: um jogo para brincar e aprender a se cuidar

 


.Acidentes constituem a principal causa de morte de crianças de 1 a 14 anos no Brasil. Todos os anos, cerca de 3,3 mil crianças dessa faixa etária morrem e outras 112 mil são hospitalizadas em decorrência de acidentes domésticos ou ocorridos em espaços públicos. Pensando nisso, a ONG Criança Segura, dentre as diversas ações de prevenção que realiza, criou o game criança segura, destinado a crianças a partir de 6 anos de idade.
A proposta do jogo é apresentar situações cotidianas de uma residência ou ocorridas em ambientes públicos, para que a criança jogadora identifique os riscos que deve evitar para não se acidentar. 
 

Acesse. 

 


Meditação para crianças

 

A diretora do Satyananda Yoga Center, Gangadhara Saraswati, elaborou um material com dez atividades meditativas

10 atividades meditativas para criançaspara que os familiares possam fazer com suas crianças nesse momento de isolamento social. São práticas simples e seguras, que todos podem fazer num pequeno espaço dentro de casa. Além de contribuir para o desenvolvimento da atenção e concentração das crianças, essas práticas estimulam a criatividade e são fontes de canalização das emoções, trazendo tranquilidade para corpo e mente. O material conta ainda com um belo projeto de ilustrações e arte gráfica. Faça aqui seu download!

 


Movimente-se praticando pilates

 

Que tal cuidar do seu bem-estar físico e mental praticando pilates? Essa atividade visa melhorar a respiração, o alinhamento postural do corpo, o tônus muscular, a concentração e o equilíbrio. É uma atividade de baixo impacto nas articulações, realizada por meio de exercícios de alongamentos que trabalham o corpo como um todo.

O pilates não possui contraindicações e pode possibilitar um momento de encontro entre as crianças, os jovens, os adultos e idosos da sua casa. Escolha um local na residência, uma música tranquila da sua preferência e chame a turma para desfrutar de momentos de cuidados e afetos em família.

Pilates UFMG

A equipe do projeto de extensão Pilates UFMG iniciou a produção de uma série de vídeos para o seu recém-lançado canal no YouTube. Os vídeos são postados periodicamente e visam auxiliar os interessados a fazerem exercícios do método Pilates em casa. Os praticantes terão acesso aos exercícios do método que tem como objetivo a correção postural, o reequilíbrio do corpo, a prevenção de lesões e o fortalecimento dos músculos, aumentando a disposição para o dia o dia. Não deixe de praticar atividades físicas na sua casa.

Confira
 

 

Notícias em Destaque