Pular para o conteúdo principal

Parque Real

criado em 21/01/2019 - atualizado em 25/01/2022 | 10:47

 

ATENÇÃO!

Por recomendação da Secretaria Municipal de Saúde, para acessar o Parque Real é necessário apresentar documento de identidade com foto e comprovante de imunização contra a febre amarela, com data mínima de 10 dias anteriores à visita. 

 

Caso o visitante não esteja com o comprovante, deverá preencher uma declaração, disponibilizada pelo parque, de que já se encontra imunizado (vacinado há, pelo menos, 10 dias). Menores de 9 meses, por não poderem ser imunizados contra a doença, não podem acessar o parque. 

 

LEMBRE-SE

Os macacos NÃO TRANSMITEM a febre amarela. Nos trabalhos de prevenção da doença eles são grandes aliados, pois, quando contaminados, indicam que naquele local pode haver focos do mosquito transmissor, auxiliando os trabalhos de zoonoses. MALTRATAR ANIMAIS, DOMÉSTICOS OU SILVESTRES, É CRIME PREVISTO EM LEI!
 

 

Muito verde, espaços para prática de esportes, brinquedos, jardins e até um mirante. Esse é o Parque Real, localizado no bairro Paulo VI, regional nordeste, com 73 mil metros quadrados de área. Inaugurado em 22 de janeiro de 2019, o local conta, ainda, com uma importante bacia de detenção de água pluvial – totalmente cercada - que tem o objetivo de garantir a segurança dos moradores do entorno drenando a água nos períodos chuvosos. Essa bacia também presta um importante serviço ambiental, promovendo a melhoria do microclima da região e abrigando importantes espécies da fauna.

A construção do Parque – que fica em uma região com algumas áreas de preservação permanente – é resultado de uma condicionante ambiental para implantação de um condomínio na região e seguiu todas as diretrizes e padrões determinados pela Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica. Parte da nova área verde encontra-se sobre uma antiga pedreira da região, que foi aterrada. Com a inauguração do Parque Real, a regional nordeste passou a contar com 16 parques. O Real está próximo aos bairros Jardim Vitória, Vista do Sol, Acaiaca, Capitão Eduardo, Conjunto Paulo VI e Beira Linha.

Além de oferecer acessibilidade a pessoas de baixa mobilidade, o Parque Real também conta com sinalização no novo padrão adotado pela Fundação (mais resistente a vandalismo) e um mirante que fica a aproximadamente 770 metros de altitude. Os visitantes também encontram no local pista de skate street, quadras de areia, brinquedos, aparelhos de ginástica (Academia a Céu Aberto), quadra poliesportiva e pista de caminhada, além de ponto de apoio com banheiros (inclusive acessíveis), bebedouros e salas de apoio administrativo. O paisagismo do local, definido pela Fundação, conta com mais de 70 espécies, entre ornamentais e arbóreas e grama esmeralda como forração em áreas que vão servir para repouso, brincadeiras e até piqueniques. O terreno onde está o Parque possui algumas minas d´água e, por isso, a Fundação continua realizando estudos técnicos sobre o espaço a fim de traçar estratégias de manejo de fauna, flora e recursos hídricos. 

A entrada de animais domésticos é permitida no Parque Real, desde que estejam usando guia/coleira durante toda a permanência no local (a regra vale inclusive para animais mais dóceis e de raças pequenas). Recomenda-se a vermifugação, vacinação e também a aplicação de carrapaticida em todos os pets que freqüentarem o espaço. E não custa lembrar: o tutor do animal é responsável pelo recolhimento das fezes, que devem ser depositadas nas lixeiras disponíveis no local.  

 

A entrada de bicicletas no Parque não é permitida.

 

Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 8h às 18h
Endereço: Rua Três Mil e Setenta e Quatro, 201 - Bairro Paulo VI

Entrada gratuita

 

Confira o funcionamento dos Parques Municipais de BH

 

real 1

 

real 2

 

real 3

 

Real 5