Pular para o conteúdo principal

Escola Integrada

Crianças do Programa Escola Integrada
Foto: Arquivo/PBH
atualizado em 25/04/2019 | 14:28

O Programa Escola Integrada está presente na totalidade das escolas da Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte. Durante o tempo que passam no contraturno escolar, os estudantes realizam atividades diversas que contribuem efetivamente no seu desenvolvimento pessoal, social, moral e cultural.

 

As atividades desenvolvidas nas oficinas atendem às seguintes áreas: acompanhamento pedagógico; arte e cultura; educação socioambiental; educação e diversidade; direitos humanos e cidadania; cidade, patrimônio cultural e educação; educomunicação e uso de mídias; esporte e lazer; prevenção e promoção à saúde e investigação no campo das ciências; leituras na Educação Integral.

 

Em seu funcionamento, a Escola Integrada dialoga com conhecimentos, equipamentos e serviços disponíveis na comunidade. Os estudantes percorrem o bairro, a cidade, praticam esportes, participam de competições e torneios, visitam museus, salas de cinemas, teatros e têm acesso a diferentes manifestações esportivas, culturais e de lazer oferecidas pela cidade. O programa pressupõe, ainda, a articulação de ações intersetoriais entre diferentes esferas governamentais, com a incorporação das boas práticas educacionais e sociais existentes em Belo Horizonte.

 

Em 2018 o programa atendeu a 178 escolas municipais de Ensino Fundamental, e 57.260 estudantes, sendo que destes, 1.690 eram estudantes da EJA e 1.290 estudantes com deficiência.

 

Escola Integrada na Educação de Jovens e Adultos

A ampliação das oportunidades de aprendizagens para estudantes da Educação de Jovens e Adultos, sob a perspectiva da Educação Integral, considera a formação integral dos sujeitos, a articulação de saberes, a ampliação da jornada escolar e da articulação de projetos integradores que dialoguem com as especificidades dos discentes.

 

As atividades são desenvolvidas por meio da oferta de oficinas organizadas a partir dos princípios da Educação Integral que dialogam com as propostas político-pedagógicas das escolas municipais e integram as áreas de conhecimento: acompanhamento pedagógico, arte e cultura, cidade patrimônio cultural e educação, direitos humanos e cidadania, educação e diversidade, educação socioambiental, educomunicação e uso de mídias, esporte e lazer, leituras na educação integral, prevenção e promoção à saúde e investigação no campo das ciências e Saber Mais.

 

Entende-se que, ao estabelecer um diálogo diferenciado com os estudantes oportunizando outras experiências, contribuiremos para fomentar a ressignificação das relações estabelecidas dentro da escola, promovendo a ampliação do universo cultural, ampliando possibilidades de ação no mundo/no mundo do trabalho e também, na redução da evasão escolar.

 

As oficinas acontecem ao longo da semana: antes ou depois das aulas da EJA; nas sextas-feiras e/ou sábados; em organizações diferenciadas a partir da proposta pedagógica das escolas.

 

Locais que podem ser utilizados para a realização das oficinas: Nos espaços da escola (biblioteca, quadra, sala de informática, auditório e outros) e nos locais parceiros.