Pular para o conteúdo principal

Números da Limpeza Urbana

atualizado em 20/02/2020 | 17:36

Resíduos sólidos - Médias diárias


Em Belo Horizonte, os garis da SLU recolhem, por dia, cerca de 2.800 toneladas de resíduos ou 400 caminhões repletos (considerando que cada veículo possui capacidade para sete toneladas de lixo).


Desse valor, temos:


- 122 toneladas de entulho, por dia (17 caminhões cheios, por dia) destinados para reciclagem;

- 2.200 toneladas de resíduos sólidos urbanos (domiciliar e público), por dia (313 caminhões cheios, por dia);

- 531 toneladas de resíduos da construção civil e volumosos  por dia (75 caminhões cheios, por dia) e destinados de forma ambientalmente adequada.

 

Outros números:

 

Coleta Domiciliar


• Percentual de cobertura do atendimento por coleta domiciliar na cidade formal – 100% da população;


• Percentual de atendimento por coleta porta a porta em vilas e favelas – 72% de extensão de vias dessas áreas;


• Quantidade de resíduos domiciliares coletados na cidade formal – 638 mil toneladas/ano;


• Quantidade de resíduos coletados em vilas e favelas – 40 mil toneladas/ano.

 

Varrição


- O serviço de varrição está presente em 95% das vias urbanas e em praticamente a totalidade das vias pavimentadas;


- Quilômetros de sarjeta varridos por ano: 511 mil km;


- Cestos de lixo: 26 mil cestos.

 

Limpeza de córregos


2018:


• Área beneficiada: 1.325.93 metros quadrados


• Entulho retirado: 1.180 metros cúbicos


• Lixo retirado: 1.157 metros cúbicos


• Mato retirado: 5.284 metros cúbicos

 

Capina


O serviço de capina abrange toda a cidade, pelo menos, quatro vezes ao ano, ou seja: uma determinada localidade recebe essas ações a cada três meses. São 2,5 mil km de vias capinados ao mês.

 

Resíduos da construção


No ano de 2018, as Estações de Reciclagem de Entulho da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) processaram 16 mil toneladas de agregado reciclado.

Durante o ano de 2018, foram 133 mil toneladas de resíduos entregues às Unidades de Recebimento de Pequenos Volumes (URPVs). 

Quantidade de resíduos recolhidos em deposições clandestinas: 113 mil toneladas por ano.

Em 2017, eram 880 pontos críticos espalhados pela capital. Já em 2019, um levantamento da SLU apontou uma redução de 33% nesse número, alcançando agora a marca de 590 locais.