Pular para o conteúdo principal

Trilha da Agroecologia

criado em 25/03/2019 - atualizado em 25/01/2022 | 16:42

Horta de couves com um agricultor e casas ao fundo

 

A TRILHA DA AGROECOLOGIA é uma das formações ofertadas pelo Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional (CRESAN). Ocorre semestralmente desde 2018, compondo o Programa Valorização da Gastronomia Articulada à Agroecologia. O curso é  gratuito e trata sobre os princípios, fundamentos e práticas da agroecologia. Tem como objetivo a formação de agentes e multiplicadores da agroecologia, na perspectiva da construção de uma cidade sustentável.


A cada semestre são ofertadas duas turmas, totalizando 150 vagas, com encontros semanais. As aulas são em formato híbrido, com atividades online e presenciais.

 

O CRESAN é um equipamento da Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional (SUSAN), localizado no Mercado Popular da Lagoinha - Avenida Presidente Antônio Carlos, 821 – Lagoinha.

 

 


INSCRIÇÕES 2022 - 1º SEMESTRE
Período de inscrições: 25/1 a 8/2

Para inscrever-se na Trilha da Agroecologia basta preencher o formulário, e seguir as orientações, com atenção para as informações em relação aos critérios e vagas, cronograma, e especialmente aos processos de seleção e matrícula.

 

 

Estrutura da Trilha

O plano pedagógico é estruturado com metodologias dialógicas e participativas, com aulas/encontros teóricos e práticos, que buscam promover o debate e a troca de conhecimentos entre cursistas e formadores/as ao longo dos módulos.  A Trilha conta com formadores/as técnicos/as da PBH e outras instituições, especialistas e mestres do saber popular. Tem por objetivo promover a qualificação e formação de agentes multiplicadores e promotores dos princípios, fundamentos e práticas da agroecologia. Na perspectiva da construção de uma cidade sustentável, espera-se que os participantes do curso tenham um  aprofundamento em temas relacionados a agricultura ecológica e urbana, tanto nos aspectos técnicos de manejo, como nas questões conceituais e filosóficas, relacionados ao conhecimento das diversas dimensões da agroecologia: ambiental, econômica, social e política.

 

A Trilha da Agroecologia conta com carga horária de 60 horas, dividida em 18 encontros-aulas (com duração de 2h30 cada) e organizada em 5 eixos temáticos e 1 eixo transversal de vivência agroecológica. Em 2022, o curso será desenvolvido na modalidade híbrida (com aulas presenciais e online). As aulas presenciais acontecerão no CRESAN (Avenida Presidente Antônio Carlos, 821, Lagoinha) e em outros espaços da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Nessa edição, a Trilha da Agroecologia contará com o Eixo Transversal Vivências e Experiências Agroecológicas, no qual os/as cursistas farão uma imersão em atividades diversas para articular teoria e prática.

 

Confira abaixo a distribuição das aulas/encontros:

 

2 Turmas:

*Terças-feiras, das 19h às 21h30
*Quartas-feiras, das 14h30 às 17h

 


Estrutura da Trilha

 

 
Eixo temático I - Introdução à Agroecologia

Módulo 1. Introdução a Agroecologia 

Módulo 2. Manejo Agroecológico de Agroecossistemas I – equilíbrio do sistema

Módulo 3. Manejo Agroecológico de Agroecossistemas II – fertilidade do sistema

Eixo temático II - Manejo agroecológico da fertilidade e saúde das plantas

Módulo 4. Fertilidade do solo, biofertilizantes e microorganismos eficientes

Módulo 5. Sistemas Agroflorestais

Módulo 6. Manejo Agroecológico de Insetos Invasores e Desequilíbrio das Plantas

Eixo temático III  -  Conservação Ambiental (Agro)biodiversidade

Módulo 7. Agrobiodiversidade e Sementes

Módulo 8. Gestão de Resíduos e Agroecologia

Módulo 9. Bioconstrução e Saneamento Ambiental

Módulo 10. Manejo Agroecológico das Águas

Eixo temático IV -  Saúde e Agroecologia

Módulo 11. Perspectiva Agroecológica da Saúde

Módulo 12. Plantas Alimentícias Tradicionais e Não Convencionais

Módulo 13. Gastronomia Agroecológica

Módulo 14. Plantas Medicinais e Agroecologia

Eixo temático V - Agroecologia Urbana e Metropolitana

Módulo 15. Políticas Públicas em Agroecologia e Unidades Produtivas Urbanas 

Módulo 16. Jardins e Quintais Produtivos

Módulo 17. Redes e Mercados Agroecológicos

Módulo 18. Apresentação de Trabalho Final e Avaliação do Curso

Eixo Transversal

Vivências e experiências agroecológicas

Participação em vivências, experiências e atividades agroecológicas em Belo Horizonte e Colar Metropolitano (mutirões, formações, palestras e outras experiências.


Trabalho final: tema livre; registro (imagens, fotos e por escrito) das vivências relacionando com os temas abordados nas aulas/encontros presenciais e online.

 

OBSERVAÇÕES:

*São condições para aprovação e, conseqüentemente, certificação no curso da Trilha da Agroecologia:

  • Freqüência em 70% (setenta por cento) das aulas/encontro;
  • Participação obrigatória nas 2 (duas) aulas/encontros  dos Módulos 2 e 3: “Manejo Agroecológico de Agroecossistemas” e na aula/encontro do Módulo 4 “Compostagem, Minhocário e Biofertilizantes”;
  • Cumprimento integral da carga horária reservada às “Vivências e Experiências Agroecológicas”;
  • Elaboração de Trabalho Final (tema livre) com registro (imagens, fotos e por escrito) das vivências relacionando com os temas abordados nas aulas/encontros presenciais e online.

 

*As atividades presenciais acontecerão nos seguintes endereços:

  • Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional – Mercado Popular da Lagoinha (CRESAN) – Avenida Presidente Antônio Carlos, 821, Lagoinha, Belo Horizonte, Minas Gerais;
  • Biofábrica de Joaninhas e Crisopídeos - Rua Caraça, 900, Serra, Belo Horizonte, Minas Gerais;
  • Centro Municipal de Agroecologia e Educação Ambiental para Resíduos Orgânicos (CEMAR) - Rua Nilo Antônio Gazire, 147, Estoril, Belo Horizonte, Minas Gerais;
  • Ervanário São Francisco de Assis - Rua Santa Terezinha - Santo Antônio (Roça Grande), Sabará, Minas Gerais;

 

*O deslocamento para as atividades presenciais  e vivências transversais são de responsabilidade do cursista.

 

 

 

CRITÉRIOS E VAGAS 

Foram estabelecidos critérios classificatórios a fim de priorizar o atendimento a públicos específicos, como servidores/as, profissionais da educação, produtores/as de alimentos e outros potenciais multiplicadores/as da formação. Os critérios e a porcentagem de vagas garantidas para cada público seguem descritos abaixo.

 


DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS:

 

Público 
% de vagas
Nº de vagas

Organizações, fóruns e coletivos da sociedade civil que atuam com agroecologia em Belo Horizonte e Região/Colar Metropolitana

10%

15 vagas

Agricultoras(es) de BH e Região/Colar Metropolitano

20% 

30 vagas

Profissionais da Educação de BH (educadores, pesquisadores, coordenadores, supervisores, etc...) 

20% 

30 vagas

Servidoras (es) Públicos de de Belo Horizonte de quaisquer esferas

20% 

30 vagas

Ampla Concorrência -  cidadãs e cidadãos residentes em Belo Horizonte

30% 

45 vagas

Total

100%

150 vagas

CRONOGRAMA

 

CRONOGRAMA
Data
Atividade

25/1 a 8/2

Período de inscrição

11/2

Divulgação da Lista de Candidatos/as Selecionados/as e da Lista de Espera para Trilha da Agroecologia no site da PBH

11/2 a 15/2

Prazo para candidatos/as selecionados/as (1ª chamada) preencher Formulário de Matrícula e enviar a documentação exigida

18/2

Divulgação da Lista de 2ª chamada no site

18/2 a 22/2

Prazo para convocados/as da 2ª preencher Formulário de Matrícula e enviar a documentação exigida

24/2

Divulgação da Lista de 3ª chamada no site da PBH

24/2 a 4/5

Prazo para convocados/as da 3ª chamada preencher Formulário de Matrícula e enviar a documentação exigida

8/3

Início das aulas da Trilha da Agroecologia

 

 

SELEÇÃO

O preenchimento das vagas obedecerá a ordem de inscrição, a partir dos critérios classificatórios e o respectivo percentual, até o limite de vagas estabelecido para a matrícula de cada categoria.

 

Exclusivamente para a 1ª chamada de selecionados/as, caso o número de inscrições não alcance o número de vagas reservadas em qualquer uma das categorias, as vagas não preenchidas por algum público  serão remanejadas para aquela categoria cujas inscrições excederem o percentual reservado para a categoria, respeitando a seguinte ordem de prioridade:

1º) Agricultores/as de BH e Colar Metropolitano;

2º) Integrantes de organizações, fóruns e coletivos da sociedade civil que atuam com agroecologia em BH e Colar Metropolitano;

3º) Profissionais da Educação de Belo Horizonte (educadores, pesquisadores, coordenadores, supervisores, etc...);

4º) Servidores Públicos de quaisquer esferas com sede em Belo Horizonte;

5º) Cidadãos e cidadãs que residem em Belo Horizonte não contemplados/as nas categorias acima.

 

Caso o número de inscrições ultrapasse o número de 150 vagas ofertadas para cada edição, uma Lista de Espera será elaborada respeitando os critérios apresentados acima.

 

É de responsabilidade exclusiva do/a candidato/a acompanhar a publicação das Listas de Chamadas para matrícula que serão publicadas no site da PBH conforme calendário informado acima.

 

IMPORTANTE - O site da PBH será o canal oficial de comunicação, divulgação e convocação dos/as selecionados/as.

 

Caso não seja efetivada a matrícula com o envio correto de toda a documentação exigida nas datas indicadas no Calendário acima, o/a candidato/a será desclassificado/a, abrindo a vaga para os/as candidatos da Lista de Espera.

 

2ª e 3ª chamadas, através do site da PBH, se houverem vagas remanescentes, seguirão os mesmos procedimentos descritos acima.


Em caso de dúvidas, contatar cresan.trilhas@pbh.gov.br

 

MATRÍCULA

Os(as) candidatos(as) selecionados(as) devem digitalizar toda documentação exigida (descrita abaixo) e encaminhar por meio de Formulário de Matrícula disponibilizado no Portal da Prefeitura na data de publicação das Listas de Chamada.   

 

Documentação exigida:

a) Documento com foto;

b) Comprovante de endereço;

c) Autodeclaração de atuação nas atividades nas categorias:

- Agricultores/as de BH e Colar Metropolitano;

- Integrantes de organizações, fóruns e coletivos da sociedade civil.

d) Comprovante de atuação nas atividades nas categorias:

- Profissionais da Educação de Belo Horizonte (educadores, pesquisadores, coordenadores, supervisores, etc.);

- Servidores Públicos de quaisquer esferas de Belo Horizonte

 

Nota: Caso não tenha como digitalizar os documentos, pode ser foto de celular, desde que estejam nítidas as informações.

 

ATENÇÃO:

Caso não seja efetivada a matrícula com o envio da documentação exigida nas datas indicadas no cronograma, o(a) candidato(a) será desclassificado(a), abrindo vaga para os(as) convocados(as) para a segunda e terceira chamadas.
 

A convocação da segunda ou terceira chamada de inscritos em lista de espera, seguirão os mesmos procedimentos da primeira chamada para a efetivação de matrícula, conforme datas do cronograma oficial, se houver vagas remanescentes.
 

As vagas remanescentes que não foram preenchidas por % de público, serão distribuídas proporcionalmente para as demais categorias.

NOTAS
* Na autodeclaração de atuação deve constar: Nome e CNPJ da Organização, fórum e/ou coletivo da sociedade civil; área de atuação e breve histórico com práticas agroecológicas.
Para Agricultoras(es) de Belo Horizonte e Região/Colar Metropolitano: Nome, CPF/ CNPJ e um breve histórico de experiências com agricultura urbana e agroecologia.
** O comprovante de atuação profissional pode ser crachá funcional, contracheque (podendo cobrir os rendimentos) ou outro documento que comprove o cargo funcional.  
*** A categoria ampla concorrência deve encaminhar apenas os documentos descritos em ‘a’ e 'b'.
Caso não tenha como digitalizar os documentos, também serão aceitas fotos de celular, desde que as informações estejam nítidas.

 

 

 


Contato

Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional - Mercado Popular da Lagoinha

Av. Presidente Antônio Carlos, 821 - Lagoinha. Belo Horizonte - MG

cresan.trilhas@pbh.gov.br