Pular para o conteúdo principal

Foto de Tamanduá em cima da árvore.
Foto: Suziane Fonseca/PBH

Dia Mundial do Tamanduá é comemorado com atividade gratuita

01/12/2017 | 17:01 | atualizado em 26/12/2017 | 09:57

No domingo, dia 3 de dezembro, a Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (FPMZB) oferece uma série de atividades para comemorar o Dia Mundial do Tamanduá. A data oficial, criada há menos de cinco anos para relembrar a importância desses animais que são tão diferentes e tão parecidos ao mesmo tempo, é o dia 29 de novembro.

 

Com o objetivo de sensibilizar as pessoas sobre os desafios para a preservação da espécie e contar curiosidades sobre o animal, a FPMZB oferece aos visitantes um bate-papo e uma visita guiada aos bastidores do recinto do tamanduá bandeira no Jardim Zoológico de BH. A conversa conta com a parceria do Grupo de Estudos de Animais Silvestres (GEAS) da UFMG, que promove discussões de temas relativos à biologia com ênfase no comportamento, manejo, nutrição e aspectos médico-cirúrgicos do tratamento de animais silvestres.

 

Existem três espécies de tamanduás que vivem exclusivamente no Brasil. Destas, o Jardim Zoológico da FPMZB possui 11 indivíduos, representando duas espécies. São três indivíduos do Tamanduá-Mirim (Tamandua tetradactyla) e oito do Tamanduá Bandeira (Myrmecophaga tridactyla), que corre risco de extinção. A terceira espécie é o Tamanduaí (Cyclopes didactylus), que tem peso aproximado de 254 gramas e é considerado o menor entre eles.

 

Atualmente, a FPMZB participa de campanhas educativas junto com a Sociedade de Zoológicos do Brasil (SZB), ONG’s, Universidades e projetos variados de pesquisa científica envolvendo todos os tamanduás da Fundação.

 

Os tamanduás são animais solitários (exceto no período reprodutivo e durante o cuidado parental) e possuem hábitos noturnos ou diurnos que variam de acordo com a espécie. O tamanduá-mirim relaciona seus picos de atividade com a disponibilidade dos seus recursos alimentares e seu tipo de presa, enquanto o tamanduá bandeira tem essa variação de acordo com a região em que habita, mudando seus costumes de acordo com a temperatura e a umidade do local. Diferente dos demais, o tamanduaí tem hábitos estritamente noturnos e descansa durante todo o dia para iniciar suas atividades no início da noite.

 

Com suas particularidades físicas fica fácil distinguir uns dos outros, pois a origem do nome do tamanduá bandeira vem justamente da semelhança de sua cauda com uma bandeira. Além disso, ele é o maior da espécie, chegando a pesar até 31kg. O tamanduá-mirim tem uma coloração amarelada com manchas pretas que se assemelham a um colete. O menor da espécie, também conhecido como tamanduá-anão, possui uma faixa amarronzada na região dorsal e na região ventral e sua pelagem é amarelo dourado.

 

 

Dia Mundial do Tamanduá

Data: 3 de dezembro de 2017

Hora: 10h às 15h30

Local: Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (FPMZB - avenida Otacílio Negrão de Lima, 8000 - Pampulha), no quiosque em frente ao recinto da zebra.

A visita aos bastidores do recinto do tamanduá bandeira ocorrerá das 10h às 12h e de 13h30 às 15h30.

Atividade gratuita. A entrada no Jardim Zoológico é cobrada conforme portaria vigente*.

 

*aos domingos, R$8,00 por pessoa (sendo a meia entrada sobre esse valor prevista para crianças e jovens entre 5 e 20 anos de idade, idosos com idade igual ou superior a 60 anos, pessoa com deficiência e, quando necessário, seu acompanhante, além de estudantes devidamente comprovados conforme regras legais para tal).

** O acesso de veículos é cobrado à parte (R$10 motocicletas e R$20 carros, mais o valor por pessoa a bordo).