Pular para o conteúdo principal

Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte

atualizado em 09/02/2021 | 15:46

Inaugurado em junho de 2014, o Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH) é um espaço estratégico de tomada de decisões. Vinculado à Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção, o COP-BH reúne 13 instituições públicas (sendo sete municipais, cinco estaduais e uma federal) e uma da iniciativa privada, em sua Sala de Controle Integrado (SCI), onde os esforços são direcionados para fazer de Belo Horizonte uma cidade capaz de adaptar-se a mudanças, superar obstáculos e resistir à pressão de situações adversas.

 

Funcionando 24 horas por dia, nos sete dias da semana, o Centro de Operações busca proporcionar serviços públicos cada vez mais eficientes à população ao atuar no cotidiano da cidade, em grandes eventos, catástrofes e crises, fazendo a gestão integrada e inteligente de problemas públicos de segurança, fiscalização, mobilidade, serviços urbanos, defesa civil, emergências em saúde, dentre outros.

 

A visualização de mais de 2.145 câmeras, distribuídas por toda a cidade - pertencentes à Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte (GCMBH), à Empresa de Transportes e Trânsito (BHTRANS), à Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) e à Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), dentre outros parceiros - permitem o compartilhamento de informações importantes para garantir da fluidez do trânsito e a segurança da capital. 

 

As câmeras são utilizadas no monitoramento dos espaços públicos e no compartilhamento de informações importantes para redução da desordem urbana (como a coibição da deposição clandestina de resíduos, fiscalização das posturas municipais, combate a pichações de monumentos e a demais atos de vandalismos). As imagens captadas permitem ainda detectar ocorrências de incêndios, quedas de árvores e alagamentos. No aspecto da segurança pública da capital, os equipamentos são utilizados no acompanhamos ocorrências de furto de cabos, acidentes de trânsito, assaltos e no caso de violências contra as mulheres.

 

Instituições participantes

 

O trabalho integrado das instituições possibilita uma tomada de decisão mais rápida e acertada, permitindo gerenciar múltiplas situações complexas ao mesmo tempo, com uma significativa redução do tempo de resposta. Estão presentes no COP-BH representantes das seguintes instituições:

 

Municipais

 

  • Empresa de Transportes e Trânsito (BHTRANS)
  • Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte (GCMBH)
  • Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil (SUPDEC)
  • Subsecretaria de Fiscalização (SUFIS)
  • Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)
  • Superintendência de Limpeza Urbana (SLU)
  • Superintendência de Desenvolvimento da Capital (SUDECAP) 

 

Estaduais

 

  • Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) com o BPTran e o Centro de Coordenação Operacional da PMMG
  • Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG)
  • Companhia de Gás de Minas Gerais (GASMIG)
  • Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA)
  • Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG)

 

Federal

  • Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU)

 

Privada

  • Brazilian Traffic Network (BTN).

Eventualmente, há também a presença de representantes da Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur), da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania (SMASAC), da Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (URBEL), do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DER/MG) e da Polícia Civil.