Pular para o conteúdo principal

Centro Integrado de Atendimento à Mulher (CIAM)

atualizado em 04/10/2019 | 16:38

Inaugurado em novembro de 2018 pela Prefeitura de Belo Horizonte, no território da Lagoinha, o Centro Integrado de Atendimento à Mulher - CIAM é um equipamento que atua no atendimento a mulheres em situação de vulnerabilidade social, com trajetória de vidas nas ruas, em uso prejudicial de álcool e outras drogas e em situação de violência doméstica.

 

Mulheres sentadas em um bate papo


 
Coordenado pela Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção, por meio de sua Diretoria de Prevenção Social à Criminalidade, o Centro tem capacidade para atender de 25 a 30 mulheres por dia e oferece no local, espaço para higiene pessoal, refeições e atividades coletivas, atuando na promoção de direitos por meio das diferentes políticas públicas municipais.

 

Mulheres recebem tratamento dos cabelos


 
As mulheres chegam à unidade por demanda espontânea ou pela busca ativa realizada pelas equipes do Consultório de Rua e do Serviço Especializado em Abordagem Social. Após acolhimento, aquelas que apresentam demandas de saúde são encaminhadas para acompanhamento nos Centros de Saúde de referência e para outras unidades que se fizerem necessárias.

 

Mulheres participam de confraternização


 
Propício para convivência e socialização, o Centro Integrado de Atendimento à Mulher também oferece atividades socioeducativas, oficinas e organizações de coletivos de mulheres que promovem a criação ou restabelecimento de vínculos familiares.  São realizadas ainda atividades de prevenção e promoção da saúde, a partir da estratégia de redução de danos, garantindo a proteção social integral. 

 

Mulher faz as unhas


 
 A equipe que atua no CIAM é composta apenas por mulheres. Além da assistente social, o espaço conta com educadora social, psicóloga, professora da Educação de Jovens e Adultos, auxiliar de limpeza e auxiliar de portaria. O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 13h às 18h, na rua Itapecerica, 632, Lagoinha.

 

Mulher recebe atendimento no Centro