Pular para o conteúdo principal

Conselho Superior

atualizado em 13/08/2018 | 11:48

Instituído pela Lei nº 11.065/2017, que estabeleceu a reforma administrativa do Município de Belo Horizonte, o Conselho Superior da Procuradoria-Geral do Município (PGM) é presidido pelo procurador-geral Tomáz de Aquino Resende e integrado, além do presidente e do procurador-geral adjunto, Marlus Keller Rianni, pelos procuradores Renato José Barbosa Dias, Eduardo Magalhães Vilela, James Henrique Souza Peixoto, Marcelo Veiga Franco e Alexandre Augusto Silva Pereira. Os conselheiros suplentes são os procuradores Rodrigo Rabelo de Faria, Adriana Maria de Barros Fattini, Roberto José de Paiva e Farley Tarcísio Ladeia Barbosa.
 

Os conselheiros titulares e suplentes são eleitos por maioria simples de votos dos procuradores em atividade, em eleição direta e secreta, para mandato de dois anos. Entre outras atribuições, é de competência do Conselho Superior da PGM elaborar e aprovar o regimento interno do órgão, aprovar a comissão organizadora dos concursos de ingresso na carreira de Procurador Municipal e autorizar a aplicação dos recursos do Fundo da Procuradoria.
 

O conselho se reúne ordinariamente, conforme estabelecido em seu regimento interno, e, extraordinariamente, sempre que convocado pelo presidente ou por, pelo menos, metade de seus membros. As reuniões são instaladas com a presença da maioria absoluta dos integrantes, e as suas decisões serão tomadas sob a forma de deliberação por maioria simples, salvo nos casos expressos em lei ou regulamento. 

Doze homens posam para a foto. Todos estão de pé e usam terno.