Pular para o conteúdo principal

Arraial de Belo Horizonte

atualizado em 22/06/2018 | 12:27

 

PROGRAMAÇÃO OFICIAL NA PRAÇA DA ESTAÇÃO

Todos os eventos são gratuitos. Não é necessária troca de ingressos, é só chegar!

22/6

19h | Show Forró Arrumado com Saulo Laranjeira e Saldanha Rolim
20h-23h | Concurso Municipal de Quadrilhas Juninas – Grupo de Acesso
23h30 | Show Marcelinho de Lima

 

23/6

18h-22h30 | Concurso Municipal de Quadrilhas Juninas – Grupo de Acesso

23h | Show Sinval Moreira
0h | Show Juliano Rosa

 

24/6

17h30-22h | Concurso Municipal de Quadrilhas Juninas – Grupo de Acesso
22h | Show Edson e Hudson

 

30/6

14h30-19h | Festival Estadual de Quadrilhas Juninas
19h | Apresentação Grupo Folclórico – Grupo Calangos
19h30-23h | Concurso Municipal de Quadrilhas Juninas – Grupo Especial
23h | Show Nolli e Brothers
0h | Show Rick e Ricardo

 

01/7

14h-17h | Festival Estadual de Quadrilhas Juninas
17h | Apresentação Quadrilha Infantil Fogo na Perna
17h30 – 21h | Concurso Municipal de Quadrilhas Juninas – Grupo Especial
21h30 | Show Bruno e Marrone

 


Se você quiser ajudar, voluntariamente, as famílias e instituições em situação de vulnerabilidade social atendidas pelo Banco de Alimentos de Belo Horizonte, leve frutas, verduras, legumes, frios e laticínios, grãos e cereais, enlatados e conservas, pães e massas, carnes e derivados, material de higiene, limpeza e utensílios culinários para estande da Subsecretaria de Segurança Alimentar e Nutricional (Susan) na Vila Gastronômica da Praça da Estação. A doação não é obrigatória para ter acesso ao evento.

Quer saber quais são as outras festas juninas espalhadas pela cidade? Confira a programação associada no site: www.arraialdebelohorizonte.gov.br

Atenção para o horário do funcionamento dos trens da CBTU Belo Horizonte durante o Arraial!

Dias 22/06 (sexta-feira), 23/06 (sábado) e 30/06 (sábado) - Horário especial de embarque na Estação Central, que fica aberta até 0h30. As demais estações operam só para o desembarque, após as 23h.

24/06 (domingo) e 01/07 (domingo) - Horário especial de embarque na Estação Central, que fica aberta até 1h30 da madrugada de segunda. Demais estações operam só para o desembarque, após as 23h.

 


Sobre o Arraial de Belo Horizonte

Em 2018, o Arraial de Belo Horizonte chega à sua 40ª edição diversificado e renovado, mas mantendo a alma e o coração de suas primeiras edições. Veja os principais marcos desse evento que se consolida como produto turístico da cidade:
 

1979 - No primeiro ano, foi chamado de “Forró de Belô” (Belô – apelido carinhoso utilizado pelos belo-horizontinos para se referirem a Belo Horizonte), uma festa que unia, na Praça da Estação, os vários grupos de quadrilha que já existiam na cidade. Lazer, turismo e o estímulo à criação de novos quadrilheiros já estavam no plano do evento.
 

1980 - A partir de 1980 o evento passou a ser realizado e coordenado pela Belotur - Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte S/A (órgão oficial de Turismo de Belo Horizonte). Nos anos seguintes, foi realizado também nas administrações regionais do município, com o objetivo de estimular e preservar a festa junina como manifestação da cultura popular.
 

1994 - Em 1994, o evento se transformou no “Arraial de Belô”, para transmitir mais claramente a essência da mineiridade. Com o projeto "São João pede Passagem", além focar na competição de dança entre as quadrilhas, o evento se transforma também em um processo pedagógico e de identidade cultural, levando a tradição junina às escolas municipais e à comunidade.
 

2004 - Em 2004 (26ª Edição do Arraial), Belo Horizonte idealizou e sediou um encontro das lideranças dos quadrilheiros juninos da Região Sudeste do Brasil, o que garantiu no Arraial de Belô a participação de quadrilhas juninas de Minas Gerais, da Bahia e do Distrito Federal. Em 2005, o Arraial de Belô foi palco do “I Festival Nacional de Quadrilhas Juninas”, que reuniu 10 estados brasileiros, inscrevendo Belo Horizonte no cenário das maiores festas juninas do Brasil.
 

2016 - Em 2016, a grande festa contou com programação das nove regionais da cidade e o encerramento ocorreu na Praça da Estação, consolidando-se como o maior evento junino já realizado na capital, com um público estimado de mais de 120 mil pessoas. Reuniu ainda mais de 30 grupos no Concurso Municipal de Quadrilhas Juninas, além de várias atrações musicais e barraquinhas de comida típica da tradicional festa junina.
 

2017 - A partir da 39ª edição, a festa passou a se chamar Arraial de Belo Horizonte, firmando estrategicamente o posicionamento do destino Belo Horizonte em nível nacional e internacional. O evento cresceu, se espalhou por toda a cidade, ganhou mais visibilidade e incorporou recursos como o aplicativo mobile para integrar a programação e as redes sociais para revisitar tradições como o “correio elegante”. Também nesta edição, o Arraial foi contemplado no Edital de Festejos Juninos lançado pelo Ministério do Turismo e pela Embratur. Com isso, a capital mineira está hoje entre os cinco maiores destinos turísticos do período, ao lado das cidades de Bragança (PA), Campina Grande (PB), Corumbá (MS) e São Luís (MA).

 

Licitações e Editais da Belotur