Pular para o conteúdo principal

Cerca de oito alunos jogam pingue-pongue em pátio de escola municipal.
Foto: Divulgação PBH

Recreio escolar de escola municipal tem atividades lúdicas

21/03/2018 | 15:59 | atualizado em 02/04/2018 | 09:22
Olhos atentos ao relógio e um brilho especial no olhar. A sirene toca para anunciar mais um recreio escolar e logo o movimento começa. As quadras ficam cheias, assim como todos os outros espaços de convivência. Em cada canto, diversas atividades esportivas encantam e mexem com a adrenalina dos alunos.  Os monitores apanham as bolas, raquetes, damas e os demais materiais que vão utilizar. Tudo é muito organizado e cada minuto é precioso. Esse é o cenário do recreio escolar dos alunos do turno da manhã da Escola Municipal Henriqueta Lisboa, bairro Dom Joaquim, região Nordeste de Belo Horizonte.

Fruto da inciativa das professoras Nelma Alves de Souza e Erenita Moreira Carvalho, a ideia de potencializar o horário do recreio com a prática de atividades esportivas e lúdicas foi muito bem recebida pela direção da Escola Henriqueta Lisboa e transformou-se no projeto Recreio Ativo. Coordenado pelos professores de Educação Física, Ubiratan Mendonça e Pollyanna Pessoa Dias, o trabalho se renova, a cada ano, pelo esforço de toda a equipe, pelos excelentes resultados e grande entusiasmo e envolvimento dos alunos. Hoje, o Recreio Ativo já integra o Projeto Político Pedagógico da escola. 

“O horário do recreio integra o processo ensino-aprendizagem do aluno e por isso ele precisa ser um tempo produtivo, que efetivamente contribua com o aprendizado e a formação integral dos nossos alunos”, ressalta a diretora da unidade, Regiane Venina de Carvalho. Para ela, o Recreio Ativo veio para ficar: “Não conseguimos mais imaginar o recreio da Escola Henriqueta Lisboa sem esse projeto”.

Um dos coordenadores do projeto, Ubiratan Mendonça explica que a inciativa nasceu justamente desse desejo de transformar o recreio escolar em momentos de interação, de entretenimento e de novos aprendizados para os alunos. “Por meio da prática de diversas atividades esportivas, conseguimos atrair os alunos e trabalhar o cultivo de valores como o respeito, a disciplina e a solidariedade. Sinto-me muito feliz, pois os resultados alcançados são os melhores possíveis”, disse o professor de Educação Física que atua há 26 anos na unidade educacional.


 
Atividades desenvolvidas e funcionamento 

Entre as modalidades esportivas executadas estão o futsal, voleibol, futebol “voleipong”, basquetebol e vôlei de areia. Os jogos de salão também fazem parte do cronograma, como a dama e o xadrez. As atividades acontecem no intervalo do recreio, de segunda a sexta-feira, e são acompanhadas bem de perto pelos coordenadores do projeto, os professores Ubiratan Mendonça e Pollyanna Dias. 

O Recreio Ativo conta ainda com o apoio de 32 monitores, eleitos entre os alunos das turmas do 9º ano do ensino fundamental, sempre no início de cada ano letivo. Desse total, dois atuam também como coordenadores. Eles são responsáveis pela entrega e recolhimento dos materiais utilizados nas atividades, pelo acompanhamento da divisão dos grupos, conforme a faixa etária, cumprimento dos combinados quanto ao rodízio dos espaços e regulamentos adotados.



Experiências e cultivo de valores

Camila Stefany Santos, 13 anos, é uma das alunas que acumula a função de monitora e coordenadora no projeto. Para ela, a experiência está sendo muito proveitosa. “Sempre gostei muito de esporte e essa experiência no Recreio Ativo está sendo muito importante para mim. É muita responsabilidade assumir a função de monitora e coordenadora, mas vale a pena, pois o projeto é muito legal. As atividades são muito organizadas e nos ajudam a interagir uns com os outros. É impressionante como todos os alunos gostam desse projeto”, disse Camila.  

Gustavo Henrique Santos Basílio, 15, monitor da equipe de Vôlei, também demonstra um carinho especial com o Recreio Ativo. “Esse é o melhor projeto que já vivenciei até hoje. As atividades esportivas desenvolvidas e a convivência com os colegas e professores só trazem benefícios. Elas nos ajudam a aliviar a tensão diária, melhora a nossa concentração e disciplina em sala de aula, além de nos proporcionar novas amizades”, ressalta Gustavo.

O trabalho em equipe, a disciplina, o respeito aos colegas e o cumprimento das regras são valores cada vez mais absorvidos pelos alunos que participam do Recreio Ativo. Segundo a professora Pollyanna Pessoa Dias, o trabalho realizado tem contribuído positivamente na redução dos problemas disciplinares na escola. “O Recreio Ativo vai muito além da prática de atividades esportivas, ele cumpre uma importante função social que, além de educar, estimula o convívio para além da escola”, enfatiza Pollyanna.

A solidariedade também é um dos valores estimulados pelas ações do projeto. Pedro Henrique Lisboa Avelar, 12, estudante do 8º ano do ensino fundamental na Escola Municipal Henriqueta Lisboa, é um dos alunos que conhece bem a importância do cultivo desse valor. Ele não é monitor no projeto, pois ainda está cursando o 8º ano, mas já tomou para si a função de ajudar. Ele acompanha, durante todas as atividades no recreio, um dos colegas de turma que precisa de uma atenção especial. “Eu me sinto feliz e útil por ter condições de fazer alguma coisa por um dos meus colegas. Temos que ser solidários e respeitar as diferenças do outro”. 
 
 

21/03/2018. Projeto Recreio Ativo - E.M. Henriqueta Lisboa. Fotos: Mara Damasceno/PBH