Pular para o conteúdo principal

Observatório do Milênio e OP juntos em prol dos ODM

atualizado em 09/07/2019 | 15:25

 

Reunião ODS

 

 

 

No dia 12 de abril de 2011, na sede da Administração Regional Oeste, realizou-se a primeira oficina “Belo Horizonte e os Objetivos do Milênio”. A oficina integra a programação da primeira parte do projeto “Observe BH”, que tem como finalidade levar a discussão sobre o Pacto do Milênio para grupos organizados da cidade, na perspectiva de unificar forças em prol do cumprimento das metas deste projeto.

 

A oficina, que contou com a participação de diversos representantes do Orçamento Participativo na Regional Oeste, baseou suas atividades na metodologia construtivista, de que todas as pessoas são capazes de produzir e compartilhar conhecimentos. Os resultados foram imediatos. Após a oficina, a Coordenação do projeto, que funciona na Secretaria Municipal Adjunta de Planejamento da Prefeitura de Belo Horizonte, recebeu um e-mail do Sr. José Zanetti (representante da Comforça-Oeste), com importantes contribuições.

 

O Sr. Zanetti propõe uma ação de educação popular “em relação ao combate à dengue e à leishmaniose, apesar da massiva campanha desenvolvida diariamente pela mídia, e dos mutirões de limpeza periodicamente efetuados ao longo das linhas férreas, em lotes vagos, residências, etc. os problemas persistem e aumentam”. Segundo ele, “o grande desafio está em desenvolver um trabalho integrado e complementar entre as Secretarias Municipais da Saúde, da Educação e do Meio Ambiente com a Superintendência de Limpeza Urbana. Com isto poderia ser executado um programa de educação popular capaz de despertar e motivar nos cidadãos o interesse pelo exercício da cidadania. Desde reivindicar direitos, mas também cumprir deveres de defesa da vida e de um ambiente sadio e limpo para todos os cidadãos” finalizou.

 

As oficinas continuam até o final de junho, quando todas as Comforças de Belo Horizonte já terão refletido sobre o Pacto do Milênio. No segundo semestre, as capacitações se estenderão para comunidades e conselhos municipais de direito.