Pular para o conteúdo principal

Quadra de escola com crianças e bombeiros

Urbel conclui projeto de conscientização sobre risco geológico para alunos

09/11/2018 | 18:07 | atualizado em 09/11/2018 | 18:12

A Urbel promoveu, no dia 7/11, o evento de encerramento do "Projeto Cultura da Prevenção e Redução do Risco", na sede do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, com a presença de 250 crianças e adolescentes, com idade entre 8 e 15 anos, moradoras de vilas e favelas da capital. O trabalho de conscientização sobre o risco geológico foi realizado, ao longo deste ano, pelos técnicos da Diretoria de Áreas de Risco e Assistência Técnica da Empresa, com diversas ações destinadas aos alunos da Escola Integrada, e o apoio de professores, diretores e coordenadores das instituições de ensino. A programação contou com palestras, cartilhas, vídeos, jogos interativos, mapas, maquetes, oficinas, vistorias em campo e visita a obras de contenção para promover a cultura de prevenção do risco e desastres nas comunidades.
 

Na conclusão do projeto, os estudantes tiveram a oportunidade de aprender se divertindo, por meio de oficinas que ensinaram como agir em situação de emergência, jogo de perguntas e respostas e Gincana do Bombeiro Mirim. Fernanda Silva, aluna da Escola Municipal Dora Tomich Laender (região de Venda Nova) aproveitou todas as atividades. "Eu estou gostando de tudo desde o início. Aqui já participei de todas as oficinas e foi muito legal mesmo. E durante todo o ano só perdi um dia de atividade, porque estava doente. Teve aula com maquete, jogos e ainda fomos em vários lugares que tinham risco para entender melhor o assunto. Adorei", disse.
 

A estudante Thaís dos Santos, da Escola Municipal Humberto Almeida, no bairro Ribeiro de Abreu (regional Norte), defendeu a continuidade do projeto. "Achei bem interessante, porque aprendemos muitas coisas sobre o impacto que a gente causa na natureza e também os perigos que podemos evitar. É importante que outras pessoas tenham essa oportunidade", avaliou.
 

A diretora de Áreas de Risco e Assistência Técnica da Urbel, Isabel Volponi, afirma que grande parte das situações de risco pode realmente ser evitada. "Devemos prestar atenção em ações que não devem ser praticadas, como cortar barrancos indevidamente, jogar lixo nas encostas e se colocar em risco durante uma inundação, por exemplo. Conscientizar esses adolescentes e crianças que moram em comunidades que convivem com essa realidade é fundamental, pois percebemos que eles absorvem os conteúdos e levam isso pra dentro das escolas e das suas casas. É um trabalho de formiguinha, mas a longo prazo será muito significativo", concluiu.
 

Para fechar o evento com chave de ouro, cada um dos alunos participantes ganhou um livro de presente como estímulo à leitura, resultado de doações de instituições de ensino, parentes, amigos e colegas da Urbel que contribuíram com o importante gesto de solidariedade e incentivo.