Pular para o conteúdo principal

Lixeiros trabalhando
Divulgação/PBH

SLU intensifica prevenção e plantões para o período chuvoso

criado em 03/11/2022 - atualizado em 03/11/2022 | 16:46

A Superintendência de Limpeza Urbana está preparada para enfrentar os desafios do período chuvoso, com a intensificação de ações preventivas e a formação de equipes específicas para atuar na limpeza urbana em caso de necessidade. Além dos garis que atuam regularmente durante a semana e que estão prontos para atuar no caso de chuvas fortes, a SLU mantém equipes de plantões nos domingos e feriados.

 

O objetivo é garantir respostas rápidas em situações em que a cidade é impactada por chuvas, proporcionando a limpeza com rapidez e contribuindo para a desobstrução de vias. Neste ano, de 22 de setembro a 30 de outubro, os garis da SLU já retiraram de diversos pontos da cidade, 206 toneladas de resíduos provenientes da chuva, como galhos, terra e lama.

 

As equipes de plantão da SLU são escaladas conforme a previsão de chuvas, enviada pela Defesa Civil. O plantão pode ser classificado como de baixo, médio ou alto impacto, podendo mobilizar três, seis ou nove equipes, cada uma composta por sete garis e um motorista. Caso não haja chuvas no dia do plantão, os plantonistas realizam limpezas preventivas, nas áreas de maior risco na cidade.

 

Ao longo do ano, a SLU também realiza um trabalho contínuo de prevenção, com o monitoramento de áreas sensíveis aos impactos das chuvas, campanhas educativas e limpeza de córregos.

 

Somente em 2022, até o mês de setembro, a SLU já retirou 9.136 toneladas de resíduos dos córregos, em uma área de 4.351.919 metros quadrados. O trabalho visa impedir o assoreamento dos cursos d’água e evitar obstruções ao longo da rede de drenagem. O serviço inclui a capina e roçada, retirada de entulho, lixo e mato.

 

A SLU também realiza campanhas educativas nas áreas de maior risco. Em 2022, foram abordados 20.158 domicílios. Nos últimos três anos, mais de 70 mil abordagens foram realizadas. Os moradores recebem orientações de como acondicionar e descartar seus resíduos, além de informações sobre o serviço de coleta domiciliar.

 

De acordo com a chefe do Departamento de Serviços de Limpeza Urbana da SLU, Erika Santos Resende, as campanhas educativas são fundamentais para conscientizar a população de sua importância na manutenção da limpeza. “É preciso que a população saiba que jogar lixo nas vias e em córregos traz grandes transtornos para a cidade, como o entupimento de bocas de lobo, galerias pluviais e enchentes”, explica.

 

Para ela, o cidadão pode colaborar para diminuir os impactos causados pela chuva, destinando de forma adequada o lixo. “Para os resíduos domiciliares, basta o cidadão realizar o acondicionamento correto e observar os dias e horários do serviço. Para o descarte dos recicláveis, como papel, metal, plástico isopor e vidro, a sugestão é aderir ao serviço de coleta seletiva. Já para o entulho, poda ou outros resíduos volumosos, a opção é a Unidade de recebimento de Pequenos Volumes (URPVs)”, explica.

 

De acordo com ela, as URPVs recebem gratuitamente os resíduos que não são recolhidos pela coleta convencional, como entulho de construção e demolição, madeira, pneus, podas de árvores e jardins, móveis velhos, entre outros. Cada cidadão pode destinar até 1m³ por dia. Atualmente Belo Horizonte conta com 34 URPVs espalhadas por todas as regionais. Confira os endereços das URPVs.