Pular para o conteúdo principal

Secretários municipais de Planejamento, Orçamento e Gestão e Saúde e Subcretário de Saúde reunidos em coletiva de imprensa
Foto: Adão de Souza

Prefeitura volta a autorizar o consumo de bebidas alcoólicas entre 11h e 22h

05/02/2021 | 18:16 | atualizado em 06/02/2021 | 11:52

O nível de alerta geral no amarelo, com tendência de queda nos indicadores de ocupação de UTIs, permite que a Prefeitura de Belo Horizonte avance com as medidas de flexibilização. A manutenção da taxa de transmissão (Rt) abaixo de 1,0 tem refletido na queda de ocupação de UTIs (acompanhe os dados nos boletins epidemiológicos e assistenciais) e, com isso, será autorizado o consumo de bebidas alcóolicas em bares e restaurantes durante todo o período de funcionamento (entre 11h e 22h, de segunda-feira a domingo). O decreto que autoriza a mudança será publicado no Diário Oficial do Município deste sábado, dia 6, e já começará a valer a partir desta data.

Mas, para desestimular aglomerações, os bares, os restaurantes e similares terão restrições no período de “Carnaval”. Na sexta-feira, dia 12, esses estabelecimentos poderão funcionar até às 15h e deverão reabrir somente na segunda-feira, dia 15, entre 11h e 15h. Esse horário também deverá ser seguido na terça-feira, dia 16, e na quarta-feira, dia 17. A venda nas modalidades delivery e retirada no local seguem autorizadas.

O objetivo é evitar um novo cenário crítico, como os vistos após as festas de fim de ano, que acabaram culminando no fechamento das atividades não essenciais. O horário de funcionamento das lojas de rua e das localizadas em galerias e em shoppings permanecem os mesmos, conforme decreto vigente.

 

Autorização para parques de diversão e temáticos

O decreto deste sábado, dia 6, também permitirá a volta do funcionamento de parques de diversão e temáticos, incluindo a reativação dos brinquedos do “Parque Municipal” e dos shoppings centers, a partir de 18 de fevereiro. Não haverá restrição de horário, mas os estabelecimentos deverão seguir os protocolos sanitários que serão publicados por meio de portaria da Secretaria Municipal de Saúde.

 

Festas continuam suspensas

Ainda permanecem suspensas autorizações para eventos em logradouros públicos e em propriedades particulares, bem como eventos gastronômicos e shows com público sentado. Da mesma forma, prevalece a diretriz para que os condomínios vedem a realização de eventos em áreas comuns de prédios residenciais e comerciais. Não há qualquer previsão legal para realização de festas em clubes, em casas de festas ou outros espaços e eventos que estão com os alvarás suspensos.

Os agentes públicos municipais (em regime de trabalho presencial ou remoto) trabalharão normalmente nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro – período anteriormente previsto para as comemorações de Carnaval. No caso do setor privado, não havendo feriado municipal, é estabelecido eventual descanso nos respectivos acordos coletivos de trabalho. O comércio já sinalizou que irá funcionar normalmente.

 

Redução de indicadores

O secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, reforça que a redução no RT e nas taxas de ocupação dos leitos de UTI Covid e enfermaria Covid, alcançados no município nos últimos dias, é reflexo do fechamento da cidade. Entre os dias 11 de janeiro e 1º de fevereiro, apenas os serviços essenciais funcionaram na capital.

A medida provocou redução nos três indicadores de monitoramento que atingiram níveis satisfatórios possibilitando a reabertura nesta semana – o RT (0,88) e a ocupação de leitos enfermaria (48,4%) estão no verde. Já o índice de ocupação de UTIs (68,4%) está no amarelo.

“O ciclo do vírus é de 5 a 14 dias. Portanto, o impacto da reabertura só poderá ser sentido nos indicadores a partir da segunda-feira de carnaval, ou seja, quando completam 15 da reabertura”, completou.

 

Novo grupo de trabalhadores da saúde será vacinado contra a Covid-19

A Prefeitura de Belo Horizonte vai ampliar a partir de segunda-feira, dia 8, a vacinação contra Covid-19 do grupo de profissionais da área da saúde. O anúncio foi feito em entrevista coletiva nesta sexta-feira, dia 5, com a participação do secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, e do subsecretário de Promoção e Vigilância à Saúde, Fabiano Pimenta.

Receberão a vacina os trabalhadores que atuam em laboratórios, clínicas oncológicas e hematológicas, serviços de hemodiálise, clínicas de imagem, serviços da atenção secundária, atenção domiciliar e de especialidades do SUS-BH, equipamentos da saúde mental e hospital dia. A expectativa é vacinar cerca de 8 mil pessoas neste grupo.

 

Vacinação para idosos a partir de 89 anos

Também na próxima segunda, tem início o cadastramento dos idosos a partir de 89 anos, moradores de Belo Horizonte, que irão receber o imunizante. O cadastro deve ser feito no portal da Prefeitura ou pelo telefone 156 (disponível de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e nos fins de semana e feriados das 7h às 20h, na opção 2). O pedido pode ser feito pela própria pessoa – com 89 anos completos até 28 de fevereiro de 2021 –, um parente ou um responsável.  A previsão é vacinar cerca de 10 mil idosos.

Depois do cadastro, a equipe da Prefeitura fará contato por telefone para agendar data e local de vacinação, que pode ser no próprio domicílio – com equipes volantes da Secretaria Municipal de Saúde – ou em um posto de vacinação indicado. A imunização começará tão logo os cadastros e agendamentos forem confirmados. Os critérios estabelecidos serão atestados durante a visita da equipe ou no posto de vacinação, para a confirmação de que todos os idosos estejam dentro do grupo estabelecido.