Pular para o conteúdo principal

Homem com bata colorida desfila no Mercado Central.
Foto: Divulgação PBH

Mood - Festival traz moda para o Mercado Central

26/11/2019 | 16:30 | atualizado em 26/11/2019 | 16:30

A Moda e a Cidade foi o tema da ação que aconteceu no Mercado Central, no sábado, dia 23 de novembro, para encerrar o Mood - Festival de Moda de Belo Horizonte, evento realizado pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Belotur e MUMO - Museu da Moda.

 

A intervenção inovadora reuniu moda, arte e inclusão, e teve a participação dos alunos dos cursos de moda das faculdades Fumec, UNA e UFMG, assinando looks exclusivos e atemporais; além da apresentação performática do coletivo Remexe, marca de moda do Centro Cultural Lá da Favelinha / Instituto Amado, sediado no aglomerado da Serra.

 

O evento contou com a presença de Claudio Beato, secretário de Desenvolvimento Municipal de Belo Horizonte, de Cristiane Serpa, subsecretária de Assuntos e Investimentos Estratégicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da PBH; de Genilson Ribeiro Zeferino, secretário municipal de Segurança e Prevenção; além de Fausto Isaac, vice-presidente do CDL-BH, José Agostinho de Oliveira Quadros, diretor financeiro, e Evandro de Oliveira Alves, diretor secretário do Mercado Central de BH.

 

 

Evento inclusivo  

Em clima festivo, estiveram em evidência as criações de 33 artistas visuais do BHOOM Fashion Art. Eles são os responsáveis pelas estampas das camisetas elaboradas a partir de uma interpretação livre e poética de imagens da cidade.

 

As referências para o trabalho foram os ícones de Belo Horizonte relacionados à arquitetura, gastronomia e moda sobre 33 looks de adultos e cinco infantis, todos montados pelo estilista Renato Loureiro, diretor criativo do desfile de encerramento do Mood. Foram cerca de 80 ações sendo pela cidade.

 

 "Nosso intuito era movimentar o setor e trazer uma energia boa para encerrarmos o ano com um grande abraço da moda na cidade. E conseguimos criar esse clima reunindo várias frentes em um evento descontraído e democrático. A interação foi muito boa. As pessoas ficaram felizes", explica Loureiro.  

 

A seleção de modelos foi diversificada, formada por pessoas de vários segmentos e etnias da sociedade belo-horizontina. Eles participaram da ação desfilando as camisetas customizadas pelos artistas do BHOOM, transmitindo uma atmosfera de festa e encerramento do ano com otimismo e alegria.

 

“Não se trata de um desfile de moda convencional. É um evento inclusivo, colorido e descontraído, totalmente aberto ao público, um grande abraço na cidade, já que o objetivo do Mood é esparramar a moda por Belo Horizonte”, explica o estilista.

 

Para o professor Tarcisio D'Almeida, vice-coordenador do curso de design de moda da Faculdade de Belas Artes da UFMG, a realização do  Mood Festival de Moda de Belo Horizonte é imprescindível para que a cidade e o Estado possam impactar nacionalmente.

 

"Com isso, os três elos da cadeia: o criativo, o empresarial e o educacional ganham em profissionalismo ao demonstrar à sociedade a força da criação autoral da moda pensada, criada e desenvolvida em Minas Gerais", acrescentou.


Últimas Notícias

Casal segura papel digitado à mão. Contrato de aluguel social já é uma realidade em Belo Horizonte

A primeira família assinou o contrato de aluguel no dia 14/11, na Urbel. A atual etapa do projeto contempla 202 idosos.

06/12/2019 | 11:41
Técnica do posto de saúde oferece vidro a mãe com bebê Regional Noroeste inaugura Unidade Coletora de Leite Materno e incentiva doação

O Centro de Saúde Bom Jesus busca alertar a sociedade para a importância do aleitamento materno.

02/12/2019 | 12:45