Pular para o conteúdo principal

Mulher palestra para quinze pessoas sentadas em uma sala.
Foto: Divulgação PBH

Secretaria de Planejamento promove curso de Coaching e Liderança de Equipes

02/07/2019 | 19:58 | atualizado em 02/07/2019 | 19:58

A Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão promoveu, nos dias 17 e 24 de junho e 1º de julho, o primeiro curso presencial com foco no desenvolvimento de competências gerenciais. Com o tema “Coaching, Liderança e Gestão de Equipes”, a qualificação abordou ferramentas que potencializam o alcance de resultados e a eficiência no gerenciamento de pessoas.

 

A iniciativa faz parte de um grupo de ações disponíveis na plataforma Trilhas de Aprendizagem, que visa o aperfeiçoamento dos servidores públicos municipais. Segundo a gerente de Desenvolvimento do Servidor, Lígia Rache, o objetivo do curso é promover o desenvolvimento de competências gerenciais, a partir do mapeamento feito na administração municipal. “Além disso, estamos buscando estimular o autodesenvolvimento dos servidores públicos adequando as competências requeridas aos objetivos da Prefeitura”, destacou.

 

O curso inaugural foi dividido em dois módulos ministrados pelas servidoras municipais Daniela Salomão e Adriana Borges, ambas aprovadas na Seleção Interna de Instrutores da Prefeitura.

 

 

Coaching

Daniela, que é procuradora-geral do Município, tratou sobre a temática Coaching, destacando os conceitos dessa metodologia para dentro da Gestão Pública. “O Coaching ajuda a aperfeiçoar os resultados, criar lideranças e ter uma mudança na comunicação com seus aliados. É importante saber como fazer perguntas que levem o servidor a uma reflexão e a autorresponsabilidade. Para isso, trazemos ferramentas que auxiliam a decisão dos gestores, como o plano de ação, no qual os objetivos são identificados e quais são as formas de se alcançar estas metas”, explicou Daniela.

 

O encontro também trabalhou conceitos sobre “Matriz de Crença”, com enfoque em visão de mundo e percepções sobre a realidade. “Com esse embasamento, o gestor pode trabalhar e potencializar as aptidões de seus aliados e buscar o que eles têm de melhor. Além disso, aplicamos o conceito de Rapport, que explica que temos que ter uma conexão, uma empatia com as pessoas para extrair ao máximo seu potencial”, contou a palestrante.

 

O curso extrapolou a parte teórica e também trabalhou práticas de vivência para que os gestores apreendessem sobre a importância das ferramentas de Coaching e quais os resultados que podem ser obtidos com seus respectivos liderados.

 

Cristiane Morato da Secretaria de Fazenda foi uma das participantes e espera aplicar o que já aprendeu neste treinamento. “É extremamente interessante a temática do Coaching. Está bastante relacionado à postura pessoal do indivíduo, e isso vai refletir diretamente em sua postura profissional. Ainda é precoce para se ter uma análise geral do curso, pois teremos outros módulos, mas gostei muito da orientadora Daniela, que tem uma bagagem muito extensa. As soluções devem ser propostas de maneira conjunta. Está aí a empatia. Temos que reconhecer nossas limitações e buscar melhorias como pessoa para podermos melhorar como gestores", considerou.

 

 

Gerenciamento de equipes

Em outro módulo do curso, Adriana Borges, analista de Recursos Humanos do Hospital Odilon Behrens, trabalhou conceitos relacionados ao gerenciamento de equipes. “Focamos em metodologias relacionadas à aquisição de competência, à liderança e à gestão de pessoas e de comunicação. Várias frentes para que esses gestores trabalhem de forma mais eficaz com a equipe. Neste processo, é importante o entendimento, primeiramente, de si próprio e esse foi um dos pontos tratados’, contou a instrutora.

 

Na programação, Adriana pontuou assuntos relacionados à preparação do cenário da nova liderança, o reconhecimento da liderança e seu poder de influência, bem como o perfil do líder, seu papel e postura. Também foram abordados temas como liderança situacional, motivação ou mobilização de pessoas e a importância do feedback como oportunidade de autoconhecimento. “Competências fundamentais nesse novo cenário de liderança”, ressaltou a analista. Ela contou que também foram propostas dinâmicas para interação do grupo de gestores, vídeos, estudos de caso, debates e exercícios práticos.

 

De acordo com Luis Carlos, servidor da Prodabel, o curso o auxiliará no processo de diálogo com a equipe e na gestão de relacionamento interpessoal. “As aulas foram bastante interessantes, pois além de nos proporcionar trocas de experiências, têm trazido muito conhecimento gerencial. Aprendemos técnicas para trabalhar e nos comunicarmos melhor em equipe e sermos mais proativos na função”, disse o servidor.

 

Para Evanilde Santos, que coordena o Centro de Referência Especializado da Assistência Social de Venda Nova, o momento foi desafiador. “Fui provocada a olhar para dentro de mim, me avaliar enquanto gestora e isso não é fácil. Entretanto, essa provocação da autoavaliação me proporcionou também dividir experiência com outros colegas gestores, bem como ouvi-los. Foi enriquecedor, pois a turma era bem mista, com colegas de diversos setores da Prefeitura. Foi possível reavaliar minhas ações durante a execução do meu trabalho frente às equipes do equipamento do qual sou responsável”, declarou Evanilde.

 

 

Agenda

Os cursos são gratuitos e existem turmas programadas até dezembro. Neste primeiro momento, participam das capacitações gerentes e coordenadores municipais. Estão ainda disponíveis, para este público, os cursos sobre Comunicação Assertiva e Feedback; Planejamento Estratégico; e Conflito e Tomada de Decisão. A programação completa pode ser acessada neste link. Todos os palestrantes são servidores, com expertise nas áreas de abordagem, e foram escolhidos por meio da Seleção Interna de Instrutores da Prefeitura.