Pular para o conteúdo principal

Alunos e professores sentados merendando em mesas debaixo de telhado
Foto: Divulgação/PBH

Reformas garantem melhores condições de estudo e trabalho na regional Leste

16/10/2018 | 16:12 | atualizado em 11/12/2018 | 18:47
Reformas estruturais estão melhorando o atendimento aos alunos e garantindo melhores condições de trabalho para os professores e funcionários das instituições de ensino da regional Leste de Belo Horizonte. As ações da Prefeitura de Belo Horizonte previstas no Plano de Obras da Educação contemplam 46 unidades escolares da regional, com investimentos de R$ 5,6 milhões em Escolas Municipais de Ensino Fundamental, de Educação Infantil e creches. 

Além de aprimorar os serviços prestados, as obras contribuem para ampliar a oferta de vagas, em especial na Educação Infantil, em que a demanda é maior, como assinala a diretora de Educação da regional Leste, Flávia Pavan. “O principal benefício dessas obras é a ampliação das vagas na Educação Infantil, em que 83% da lista de espera, para crianças de zero a três anos, foi atendida este ano. Esse é o maior percentual alcançado por uma regional na cidade”, destaca.

Os investimentos na Educação da regional Leste foram distribuídos entre 15 Escolas Municipais de Ensino Fundamental, cinco Escolas Municipais de Educação Infantil e 26 creches parceiras. 
 

Obras aprovadas pela comunidade

A Escola Municipal Israel Pinheiro (EMIP), localizada no bairro Alto Vera Cruz, recebeu investimentos superiores a R$ 193 mil para as adequações necessárias. A revitalização da escola foi definida pela comunidade escolar. A direção propôs um debate entre professores, alunos, funcionários e familiares para saber quais eram as prioridades e necessidades dos que frequentam o ambiente, visando facilitar o convívio e melhorar a relação entre comunidade e escola.

Com o intuito de ampliar o atendimento à Educação Infantil, uma das prioridades da escola foi a construção de cinco novas salas, totalizando seis turmas que atendem 100 crianças de 4 e 5 anos de idade, faixa de atendimento obrigatório da etapa. As reformas possibilitaram também o aumento das vagas na Educação de Jovens e Adultos (EJA), com a criação de cinco turmas para essa modalidade de ensino, permitindo o atendimento de estudantes de todas as idades.
 
As intervenções incluíram ainda obras de revitalização de áreas importantes do convívio escolar, como a quadra esportiva, a biblioteca, a sala de reforço escolar, o parquinho e a sala verde, um ambiente aberto utilizado para oficinas. Reformas estruturais necessárias foram realizadas em banheiros, no telhado e nas vias de acesso à Educação Infantil, com instalação de grades de proteção em janelas e corredores.

Ao final das obras, a comunidade local foi convidada a conhecer o novo espaço.  A diretora da escola, Vânia Ferreira, conta que as adequações serviram para melhorar o convívio e a utilização dos espaços, possibilitando maior participação da comunidade nas propostas da escola e de sua manutenção. “A comunidade escolar participou do processo de escolha das obras e reformas, podendo opinar nas prioridades. Isso torna a escola um lugar mais agradável e bonito para crianças, professores, funcionários e comunidade. Esse ambiente harmonioso colabora para um melhor aprendizado”, avalia.
 

Mais conforto e segurança

A Creche Criança Feliz, da Comunidade dos Amigos do bairro Caetano Furquim, foi mais uma instituição que passou por reformas estruturais com o objetivo de garantir mais segurança e conforto para as crianças atendidas. Foram investidos R$ 95 mil nas reformas da quadra, do pátio e pavimentação do entorno da creche. 

As 105 crianças atendidas pela instituição agora podem desfrutar da quadra, a reforma mais comemorada entre as que foram realizadas. De acordo com a coordenadora da creche, Maria de Lourdes, o piso da quadra apresentava danos que impediam a utilização do espaço de forma segura. 

“As obras permitiram retomar o uso da quadra de forma segura, assim como de outras dependências da creche que também foram revitalizadas, como o passeio em frente à escola. Foi uma conquista comemorada por toda a comunidade, com elogios de pais e crianças. Só com um investimento desse porte foi possível fazer as adequações necessárias”, considera. 
 

16/10/2018. Obras da Secretaria de Educação - Leste. Fotos: PBH/Divulgação