Pular para o conteúdo principal

Rede Wi-Fi da Prefeitura de Belo Horizonte será ampliada

18/09/2017 | 19:18 | atualizado em 05/10/2017 | 17:50

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a conexão por Wi-Fi é, atualmente, a principal forma de utilização da internet pelos brasileiros nos aparelhos móveis. Seja com telefone, computador ou tablet, por exemplo, é comum ver pessoas procurando por redes disponíveis, de preferência gratuitas. 
 

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) disponibiliza os chamados Hotspots em 52 pontos na cidade, mas já está em execução o plano de expansão que pretende dobrar este número até o fim do ano que vem. O trabalho de ampliação da rede prevê que 40 novas localidades estejam disponíveis ainda neste ano e outras 20 em 2018, chegando a um total de 112.
 

O foco principal nesta nova etapa são as comunidades de Belo Horizonte. A implantação e a manutenção desse serviço são feitas pela Empresa de Informática e Informação do Município (Prodabel). Atualmente, é possível se conectar de maneira gratuita em praças, pontos turísticos e também em vilas e favelas da capital mineira. Para utilizar o serviço, o usuário deve fazer um cadastro simples e rápido, logo após se conectar na rede “BHDigital_Prefeitura”. 
 

“Nossa prioridade, hoje, não é apenas ampliar o número de locais com acesso, mas também aumentar a capacidade dos pontos já existentes. É muito importante oferecer ao cidadão um serviço com qualidade”, afirma Leandro Garcia, presidente da Prodabel. 
 

O número de acessos, de acordo com o balanço divulgado recentemente pela Prodabel, já ultrapassa a casa dos três milhões por mês. Cerca de 250 mil pessoas que moram ou passam pela capital estão cadastradas e podem usufruir do Wi-Fi gratuito da PBH. É o caso, por exemplo, da estudante Ana Carolina Alves dos Santos, de 23 anos. Para ela, o serviço é essencial. “Utilizo com freqüência e já há algum tempo, principalmente na região central da cidade. Já aconteceu, por exemplo, de ficar sem crédito no telefone e eu precisava utilizar o Whatsapp. Só consegui por causa da rede da Prefeitura.” Ao ser informada sobre o plano de expansão, ela comemora. “Quanto mais, melhor. Quem ganha com isso é a cidade.” 
 

Segurança

Um detalhe fundamental e que gera preocupação para muitos usuários é a questão da segurança. No caso da rede da PBH, quem estiver conectado pode ficar absolutamente tranqüilo. O serviço é 100% seguro. É o que motivou o eletricista Erikssen Junio de Lemos, 31, morador de Pedro Leopoldo, a conhecer a rede. “Venho a trabalho diariamente e, se o serviço não oferece nenhum perigo, é bom. Na era digital, ter oportunidades como esta é muito bom.” 

 36470342224_e9043e60cc_b.jpg

Confira a lista dos locais onde já existe o serviço de Wi-Fi da PBH: 

 
Praças/Parques

- Praça da Liberdade

- Praça Sete

- Parque das Mangabeiras- Avenida José do Patrocínio Pontes

- Parque Ecológico da Pampulha - Avenida Otacílio Negrão de Lima

- Parque Municipal - Avenida Afonso Pena 

- Praça da Savassi 

- Parque Serra do Curral - Avenida José do Patrocínio Pontes, nº 1.951

- Mirante Mangabeiras – Mangabeiras 

- Praça da Estação / Praça Rui Barbosa 

- Praça Raul Soares

- Praça do Papa

- Praça Floriano Peixoto

- Praça da Saúde

- Academia da Cidade / Parque Santa Sofia

- Praça da Bandeira

- Praça Duque de Caxias

- Parque JK

- Praça Dino Barbieri

 

Locais públicos

- Rodoviária- Praça Rio Branco, 100 - Centro

- Centro de Cultura de Belo Horizonte - Rua da Bahia, 1.149 - Centro

- Centro de Referência Audiovisual (CRAV) - Rua Álvares Cabral, 560 - Centro

- Centro de Recondicionamento de Computadores - Rua José Clemente Pereira, 440 - Ipiranga

- Fundação Municipal de Cultura - Rua Sapucaí, 571 - Floresta

- Palácio das Artes - Avenida Afonso Pena 1537- Centro

- Zoológico/ Aquário - Avenida Otacílio Negrão de Lima, 8000 - Bandeirantes

- Arquivo Público - Rua Itambé, 227 - Floresta

- Sede BHTrans - Avenida Engenheiro Carlos Goulart, 900 - Buritis

- Museu de Arte da Pampulha - Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.585 - Pampulha

- BH Resolve - Avenida Santos Dumont, 363 - Centro

- Centro de Apoio Comunitário Alto Vera Cruz - Rua Padre Júlio Maria, 1.550 - Alto Vera Cruz

- Expominas - Avenida Amazonas, 6030 – Gameleira (só em eventos PBH)

- Guarda Municipal BH - Avenida dos Andradas, 881 - Santa Efigênia

- COMDEC - Rua dos Goitacazes, nº 1752 - Centro

- Casa do Baile - Avenida Otacílio Negrão de Lima, 751- Pampulha 

- Museu Histórico Abílio Barreto 

 

Comunidades *

- Morro do Papagaio

- Vila Jaqueline

- Alto Vera Cruz

- Vila Havaí

- Vila Ipiranga

- Vila Taquaril

- Vila Vera Cruz

- Vila Ouro Preto

- Vila Jardim Leblon

- Vila Taquaril

- Vila Laranjeiras

- Vila Itamarati

- Vila Apolônia

- Vila Jardim Felicidade

- Vila São Tomaz

- Vila Aeroporto

- Vila Zilah Sposito

 

* O atual plano de expansão dos Hotspots tem como foco principal ampliar o serviço nas comunidades. Sessenta novos pontos serão criados até o fim de 2018, chegando a 77 vilas e favelas. 


Últimas Notícias

Imagem do viaduto Bolivar, que faz parte da Via 710 Novo viaduto sobre a via 710 é liberado nesta terça-feira

O viaduto Bolivar será uma importante conexão entre os dois bairros União e Fernão Dias.

30/06/2020 | 17:39
Arte feita pela Prefeitura para o FIQ em Casa 2020 FIQ em casa chega à última semana com produção digital e quadrinhos políticos

Iniciado no dia 5 de junho, a versão on-line do FIQ tem programação inédita até esta sexta-feira, dia 3 de julho.

29/06/2020 | 15:42