Pular para o conteúdo principal

Quatro alunos da Rede Municipal de Educação, com camisetas laranja, brincam em brinquedos de uma praça, durante o dia.
Foto: Melissa Reis/PBH

Projeto oferece atividades de educação ambiental a alunos da rede municipal

12/06/2019 | 18:42 | atualizado em 17/06/2019 | 09:16

A Prefeitura, por meio da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU) e da Secretaria Municipal de Educação, está levando a educação ambiental aos alunos das escolas municipais de Belo Horizonte. Implantado em 2018, o projeto Percursos Ambientais apresenta aos estudantes temas como logística reversa, responsabilidade compartilhada e destinação ambientalmente adequada de resíduos em atividades realizadas às quintas-feiras, com a participação de cerca de 80 alunos a cada semana.

 

O projeto conta ainda com o apoio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Os encontros são realizados no Centro de Educação Ambiental Centro-Sul, situado dentro do Parque Municipal Professor Amílcar Vianna Martins, no bairro Cruzeiro. De acordo com a chefe do Departamento de Políticas Sociais e Mobilização da SLU, Ana Paula da Costa Assunção, são utilizados recursos lúdicos, artísticos, jogos pedagógicos, observação e percepção ambiental, incluindo tecnologia com o uso de aplicativos.

 

Atualmente a maioria das escolas participantes são as municipais de ensino fundamental, mas, eventualmente, podem ser atendidas turmas da educação infantil, da Educação de Jovens e Adultos ou de unidades estaduais e particulares. “Nosso objetivo é cooperar para formar cidadãos ambientalmente educados, a partir da realização de atividades educativas processuais”, explica o sociólogo e técnico de Mobilização Social Antônio Marcos Martins.

 

 

Participação

A principal mensagem deixada para crianças e jovens, segundo Marcos, é que a limpeza da cidade e a preservação ambiental exigem a participação de todos. “Cada setor da sociedade tem sua parcela de responsabilidade”, afirma.  A iniciativa contempla estudantes de 5 a 15 anos de idade.

 

Essas atividades, de acordo com a chefe do Departamento de Políticas Sociais e Mobilização, começaram em 2018 e já beneficiaram aproximadamente 500 alunos de escolas municipais como a Aires da Mata Machado, no Barreiro; a Senador Levindo Coelho, na Centro-Sul; a Hugo Werneck, na Oeste; a Professora Ondina Nobre e a Padre Marzano Matias, em Venda Nova, além da Emei Juliana, na mesma região. No primeiro semestre de 2019 serão atendidas 21 escolas municipais. Os agendamentos para o restante do ano ainda estão sendo definidos pela Secretaria Municipal de Educação.

 

 

12/06/2019. SLU NAS ESCOLAS. Fotos: Melissa Reis/SLU

Últimas Notícias

Vista aérea do Parque Juscelino Kubistchek, durante o dia. Parque Juscelino Kubistchek vai receber obras para maior conforto dos visitantes
Mais conhecido como Praça JK, o parque terá sua quadra de futebol de areia, muito procurada pelas comunidades, completamente reformada. 
14/08/2019 | 21:09
Mais de trinta pessoas passeando no BH é da Gente - Savassi, durante o dia. Shows de jazz, bossa e samba são atrações do BH é da Gente de domingo, dia 18/8

BH é da Gente tem ‘boliche ecológico’, ação contra Leishmaniose e shows de jazz, bossa e samba, neste domingo, dia 18/8.

14/08/2019 | 21:02