Pular para o conteúdo principal

JULHO PRETAS: 2020
Foto: Arte PBH

Programação temática marca o dia da mulher negra na Cidadania

23/07/2020 | 16:03 | atualizado em 24/07/2020 | 17:25

Em 25 de julho, Belo Horizonte celebra o Dia Municipal Dona Valdete da Silva Cordeiro, data instituída pela lei 10.969, de 2016. O motivo da celebração também é mundial, com o dia internacional da Mulher Negra Latinoamericana e Caribenha, e no Brasil, com Dia Nacional de Tereza de Benguela. Pelo terceiro ano consecutivo, a Diretoria de Políticas para a Igualdade Racial, órgão ligado à Subsecretaria de Direito e Cidadania da Prefeitura de Belo Horizonte, realiza o Julho Pretas, evento que pretende promover e dar visibilidade à temática e ampliar a discussão sobre as distorções e violações que as mulheres negras vêm sofrendo ao longo da história.

Guiados pelo tema Corporeidade Feminina e Tradição, quatro encontros virtuais serão realizados, no YouTube, no canal da Associação Nacional da Moda Afro Brasileira (ANAMAB). A associação faz parte do Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial de Belo Horizonte (COMPIR) e é parceira da ação.
 
De acordo com a diretora de Políticas para a Igualdade Racial, Makota Kisandembu, as atividades são pensadas para as mulheres ‘invisíveis’ no dia a dia. “As que trabalham com limpeza, as ascensoristas, em quem geralmente não prestamos muita atenção, mas que são mulheres como quaisquer outras. Então, a ideia é discutir os racismos e as violências contra as mulheres”. A diretora explica ainda que a intenção é mostrar a vida que há para além do trabalho como servidores e servidoras.

 

Dona Valdete da Silva Cordeiro

A lei 10.969, que reconhece o dia da mulher negra como Dia Municipal Dona Valdete da Silva Cordeiro, foi sancionada em 13 setembro de 2016. Uma oportunidade de valorizar as mulheres negras e suas lutas para vencer a discriminação. A Lei recebeu o nome de Dona Valdete, líder comunitária do bairro Alto Vera Cruz, ex-coordenadora do grupo cultural “Meninas de Sinhá”, coletivo importante na defesa de direitos e luta pelo protagonismo das mulheres negras.

 

Programação:

As atividades virtuais serão transmitidas no canal da Associação Nacional da Moda Afro Brasileira, no YouTube.

 
Dia 24/07/2020 - 14h às 16h
Tema: Corpo Político, Corpo Poético, Tradição e Racismo
Debatedoras: Conceição Auxiliadora de Oliveira, Poetisa e Makota Kisandembu, Diretora de Políticas Para Igualdade Racial
 
Dia 25/07/2020 - 9h às 10h  
Café com Poesia
Homenagem às ancestrais com as servidoras: Anete dos Anjos, Conceição Auxiliadora de Oliveira, Soraya Roberta, Maria Nazaret, Makota Kisandembu, Lisandra Mara Silva e a  Historiadora Nila Rodrigues (servidora aposentada).

Dia 31/07/2020 – 14 às 16h
Tema: Psicanálise, Saúde e Educação - Representatividade Negra e Patrimônio
Debatedoras: Drª Anete dos Anjos, Advogada, Nila Rodrigues, Historiadora e Lisandra Mara Silva, Arquiteta
 
Dia 07/08/2020- 14 às 16h
Tema: Corporeidade Feminina e Conhecimento Jurídico
Debatedoras: Drª  Soraya Roberta Pereira e convidadas

 


Últimas Notícias

Imagens da região da Comunidade Dandara durantes a urbanização PBH leva urbanização e melhorias na qualidade de vida à Comunidade Dandara

A Comunidade Dandara possui hoje cerca de 1,35 mil famílias morando nas mais de 20 ruas transversais.

12/08/2020 | 16:43
Imagens aérea do centro de Belo Horizonte PBH cria Comitê de Acompanhamento da Implementação da Lei Aldir Blanc

O comitê é composto por 23 integrantes, sendo 11 do executivo municipal e 11 da sociedade civil, além de um representante técnico da UFMG.

12/08/2020 | 16:43