Pular para o conteúdo principal

Mosquito aedes aegypti

Prefeitura de Belo Horizonte intensifica ações contra o Aedes aegypti

29/11/2018 | 08:27 | atualizado em 09/04/2019 | 09:55

Para reforçar as ações de combate ao mosquito transmissor da Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, instituiu o Grupo Executivo para Intensificação de Combate ao Aedes Aegypti, conforme decreto 17.021, publicado hoje no Diário Oficial do Município.
 

Esse grupo irá coordenar ações de vários órgãos da Prefeitura de Belo Horizonte com objetivo de intensificar ações de prevenção e controle do Aedes aegypt. O grupo também tem a missão de articular atividades conjuntas com os municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte, com a Secretaria de Estado de Saúde e com outros órgãos do Estado de Minas Gerais.
 

De acordo com o decreto, o grupo será coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde e será composto também pelas secretarias municipais de Assuntos Institucionais e Comunicação Social, Obras e Infraestrutura, Educação, Políticas Urbanas, Defesa Civil e a Superintendência de Limpeza Urbana.
 

Além de instituir o grupo, o decreto torna possível, quando for essencial para contenção dos focos de reprodução do vetor (mosquito), a entrada forçada dos agentes de saúde em imóveis públicos e particulares, tais como lotes vagos ou casas abandonadas. Os procedimentos para esses casos serão objeto de Portaria específica da Secretaria Municipal de Saúde.