Pular para o conteúdo principal

Projeto da PBH que ensina programação à mulheres concorre a prêmio internacional

07/11/2019 | 16:34 | atualizado em 13/11/2019 | 18:20

A Prefeitura de Belo Horizonte apresentou na quinta-feira, dia 7 de novembro, o projeto Programando Sonho Delas, voltado para a formação de mulheres em situação de vulnerabilidade social em programação de informática. O projeto foi desenvolvido por meio da Empresa de Informática do Município (Prodabel) e da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e é finalista de um prêmio internacional na categoria “Cidades Inclusivas e Compartilhadoras”. 

 

Na abertura de entrevista coletiva concedida à imprensa, o prefeito Alexandre Kalil destacou o papel inclusivo do projeto. "Vim para abrir a apresentação, que é muito importante para a Prefeitura. O projeto Programando Sonhos Delas é fruto do ótimo trabalho que é feito pela administração municipal. É um trabalho de inclusão social feito pela secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico e a Prodabel. Estamos trilhando um caminho inclusivo e do futuro", afirmou.

 

O curso, oferecido pela Prodabel, tem mais de 1.200 inscrições e cerca de 100 alunas já iniciaram as aulas. Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Cláudio Beato, o projeto vem suprir uma demanda na área de Tecnologia da Informação. Segundo ele, das 500 mil pessoas empregadas no Brasil na área de TI, menos de 20% são mulheres.

 

“Esse programa tem essa importância particular de ser a maneira que a prefeitura encontrou de tentar minimizar essas consequências perversas dessa área de desenvolvimento tecnológico. Visa suprir de um lado esse vão que a gente tem em relação ao gênero, mas também procurando contribuir para a gente ter mais pessoas qualificadas empregadas e trabalhando nisso”, disse.

 

O presidente da Prodabel, Leandro Garcia, idealizador do curso, disse que seu maior desejo é formar jovens programadoras e inseri-las no mercado de trabalho. “O mundo da tecnologia é ainda muito masculino, existe uma demanda grande por inserção da mulher. A gente está falando de criação, de inovação, o que demanda diversidade de forma incontestável, então a participação dessa mulher nesse cenário é muito importante”.

 

O Programando Sonhos Delas é finalista de um prêmio internacional na categoria “Cidades Inclusivas e Compartilhadoras”. Belo Horizonte concorre com Buenos Aires, na Argentina, e com Kiev, na Ucrânia. O resultado será divulgado entre os dias 19 e 21 de novembro, em Barcelona, na Espanha. “Eu acredito muito que é um projeto capaz de mudar o mundo, talvez literalmente, do ponto de vista do desenvolvimento econômico. Estarei lá acreditando que vou trazer o prêmio pra Belo Horizonte”, afirmou Leandro Garcia.


Últimas Notícias

Agentes da Defesa Civil em atendimento na Vila Biquinhas Prefeitura atende 474 chamados em razão das chuvas nas últimas 36 horas

Assim como no dia anterior, moradores do Barreiro foram os que mais acionaram a Defesa Civil, totalizando 53 chamados nesta sexta-feira.

24/01/2020 | 19:10
Ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, o procurador-geral de Justiça Antônio Sérgio Tonet e o prefeito Alexandre Kalil Ministra Cármen Lúcia visita gabinete do prefeito no COP

O encontro foi realizado no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), para onde o prefeito transferiu seu gabinete.

24/01/2020 | 14:23