Pular para o conteúdo principal

Porta da entrada do do terreiro de camdomblé Ilê Axé Afonjá Oxeguiri.
Foto: Divulgação

Prefeitura conclui obras de reforma em casa religiosa

13/03/2018 | 14:26 | atualizado em 13/03/2018 | 14:34

A Prefeitura concluiu, no último mês, as obras de recuperação do espaço Ilê Axé Afonjá Oxeguiri, na Rua Antônio Gentil, 300, no bairro Concórdia.

 

A casa onde funciona um tradicional Terreiro de Candomblé de BH estava fechada desde o início de 2016, em função de danos ocorridos pelo rompimento da rede pluvial no quarteirão onde o imóvel se localiza.

 

As obras realizadas compreenderam a reforma e pintura de edificações e muros, construção da rede de drenagem, além de execução de projetos e instalação de padrões de energia.

 

Para a realização das intervenções, um imóvel vizinho precisou ser desapropriado e dois outros moradores das imediações tiveram de deixar, provisoriamente, as suas casas. Durante esse período, a Prefeitura concedeu o benefício Bolsa Moradia para esses moradores.

 

As intervenções realizadas no espaço fazem parte de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado em 2016 e reeditado em 2017. De acordo com o Termo, além das obras, o Município de Belo Horizonte se comprometeu a realizar uma celebração pública para marcar a reabertura do espaço à comunidade, além do mapeamento e reconhecimento patrimonial dos Terreiros existentes no bairro. Toda a negociação em torno das intervenções que foram executadas pela Sudecap teve o acompanhamento da Diretoria de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial (DPIR).

 

O TAC prevê também ações de publicidade e divulgação com o objetivo de promover a liberdade religiosa, com foco no enfrentamento da intolerância a religiões de matriz africana que serão realizadas ao longo do ano de 2018, pela DPIR.