Pular para o conteúdo principal

Dois homens apresentam informações para profissionais da comunicação em entrevista coletiva
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

Prefeitura anuncia desconto de 5% para quem antecipar pagamento do IPTU 2020

27/12/2019 | 15:15 | atualizado em 13/01/2020 | 18:09

Contribuintes que optarem pelo pagamento integral do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) 2020 – ou anteciparem pelo menos duas parcelas até 20 de janeiro – terão um desconto de 5% no valor. Há ainda a opção de efetuar o pagamento em até 11 parcelas, de fevereiro a dezembro de 2020, com vencimento no dia 15 de cada mês. O IPTU deverá render para os cofres da Prefeitura em torno de R$ 1,67 bilhão até o final de 2020. A capital tem hoje 831 mil imóveis no cadastro imobiliário, dos quais 740 mil são tributados.

 

O IPTU é um tributo que, em Belo Horizonte, responde por parte significativa da receita tributária. Em 2019, por exemplo, foram arrecadados R$ 1,595 bilhão, o correspondente a 11,64% da receita da Prefeitura no ano. Os recursos arrecadados com o IPTU são indispensáveis à manutenção da cidade, pois ajudam a custear os serviços prestados pela Prefeitura de Belo Horizonte, bem como os investimentos em obras e equipamentos públicos que beneficiam toda a coletividade. 
    
    

Reajuste 
 

Para 2020, o imposto será reajustado em 3,91% – índice acumulado do IPCA-E do período de janeiro a dezembro de 2019, divulgado pelo IBGE em 20 de dezembro. O percentual será aplicado sobre o valor do imóvel constante no IPTU/2019. O diretor de Lançamentos e Desonerações Tributárias, Ervio de Almeida, explica que o reajuste segue o que diz a legislação municipal. 

 

A Lei 5.641/89 determina que, nos anos em que não for aprovada lei específica atualizando os valores do IPTU de acordo com o mercado imobiliário, estes valores serão atualizados por meio da aplicação de índices oficiais de correção monetária divulgados pelo Governo Federal. Já a Lei 8.147/2000 estabelece a utilização do IPCA-E do IBGE para este fim.
    

 

Conforme previsão legal, a Secretaria Municipal da Fazenda publicou no Diário Oficial do Município desta sexta-feira, dia 27, a Portaria SMFA 082/2019, que dá publicidade aos valores atualizados relativos ao IPTU/2020, tais como intervalos de valores venais dos imóveis correspondentes às alíquotas, valores limites de isenção e valores das taxas e da contribuição cobrados em conjunto com o IPTU.
    

 

A Prefeitura ressalta que, como resultado do Programa de Autorregularização das Informações do Cadastro Imobiliário Municipal (PACI) efetuado durante o ano de 2019, aproximadamente 19 mil imóveis terão o valor do imóvel corrigido em percentual superior ao IPCA-E de 3,91%, uma vez que a área construída desses imóveis foi acertada, o que provocou variações acima daquele índice.
    

 

De acordo com Ervio de Almeida, o valor de IPTU lançado em 2020 (cerca de R$ 2 bilhões) está 7% acima do montante de 2019, em razão do recadastramento dos imóveis. Segundo ele, 23 mil proprietários de imóveis foram notificados pela Prefeitura para informar a nova área construída. “Do total, 4 mil declararam a mesma área e estão sujeitos a uma nova vistoria da Prefeitura”, afirmou. 
 
 

Emissão de guias
    

As guias do IPTU/2020 começam a ser entregues pelos Correios em 6 de janeiro. A partir de 31/12, as guias poderão ser emitidas via Internet, no Portal da Prefeitura ou pelo aplicativo PBH APP, disponível para sistemas operacionais IOS (Apple Store) e Android (Google Play). 
    

 

Uma novidade deste ano é a redução do número de guias. Todos os contribuintes receberão a primeira guia em janeiro, quando poderão optar pelo pagamento integral (até o dia 20) ou o parcelamento. Nesse caso, uma nova guia será enviada em fevereiro (com as parcelas de fevereiro a junho) e outra em julho (com as parcelas de julho a dezembro). 
    

 

Como resultado de recente parceria firmada entre a Prefeitura e os Correios, a partir de 02/01 também será possível emitir a guia do IPTU/2020, por meio do Balcão do Cidadão, em 28 agências dos Correios na capital e Região Metropolitana. A previsão é de que no decorrer do mês de janeiro o serviço seja estendido a 69 agências. 
  

 

Os pedidos de esclarecimento e as reclamações poderão ser apresentados presencialmente no posto de atendimento da Secretaria Municipal da Fazenda do BH Resolve, no período de 2 de janeiro a 3 de fevereiro de 2020 das 8h às 17h. Para maior rapidez e comodidade, o contribuinte deve agendar o atendimento previamente.
    


Solicitações de reconhecimento de imunidade tributária, de redução de alíquota devido a obra regular em andamento e de aplicação das isenções previstas na legislação municipal poderão ser apresentados via Internet, após cadastramento prévio.


Últimas Notícias

Agentes da Defesa Civil em atendimento na Vila Biquinhas Prefeitura atende 474 chamados em razão das chuvas nas últimas 36 horas

Assim como no dia anterior, moradores do Barreiro foram os que mais acionaram a Defesa Civil, totalizando 53 chamados nesta sexta-feira.

24/01/2020 | 19:10
Ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, o procurador-geral de Justiça Antônio Sérgio Tonet e o prefeito Alexandre Kalil Ministra Cármen Lúcia visita gabinete do prefeito no COP

O encontro foi realizado no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), para onde o prefeito transferiu seu gabinete.

24/01/2020 | 14:23