Pular para o conteúdo principal

Prefeito de Belo Horizonte em reunião com comerciantes da capital
Foto: Amira Hissa

Prefeito Alexandre Kalil e Comitê se reúnem com comerciantes

02/07/2020 | 19:12 | atualizado em 09/07/2020 | 16:55

Em reunião realizada na tarde desta quinta-feira, dia 2, o prefeito Alexandre Kalil e membros do Comitê de Enfrentamento à Epidemia da Covid-19 ouviram dezenas de comerciantes e lojistas e explicaram as ações da Prefeitura de Belo Horizonte para a diminuição dos casos da doença na capital. Prefeito e comerciantes concordaram que o momento é de manter o comércio na fase de controle, com o funcionamento apenas de atividades essenciais, para que a circulação de pessoas diminua e o avanço do Coronavírus seja limitado.

 

De acordo com o prefeito, a reabertura do comércio deve ter novas fases quando a epidemia for controlada na capital.

 

“Gostaria de me desculpar por tudo o que está acontecendo. Queria dizer aos comerciantes que não estamos e nunca estivemos em lados opostos. Abrir o comércio neste momento é desesperador. Em Belo Horizonte, estamos muito próximos do achatamento da curva de contaminação que, no entanto, vem aumentando loucamente em Minas Gerais. Parece que há uma tentativa de dizer que Belo Horizonte ficou parada no combate ao Coronavírus. Então, vou mostrar os números. De março até hoje, aumentamos o número de leitos de Belo Horizonte em 400%”, afirmou.

 

Segundo o prefeito Alexandre Kalil, os comerciantes serão chamados para conversar sobre “todo e qualquer novo movimento de reabertura”.

 

“Nós vamos sentir o resultado deste fechamento do comércio na próxima semana. Os números estão subindo no restante do estado porque houve flexibilização precoce. Agora é o momento de sentar com os comerciantes e esclarecer que a Prefeitura está assumindo um ônus que não é dela. Estamos agindo como se fôssemos o estado. Mas não somos. Somos a cidade de Belo Horizonte. Mas quero dizer o seguinte: vamos tentar controlar a situação e, quando esses números preocupantes abaixarem, nós vamos abrir o comércio”, disse o prefeito.

 

Participaram da reunião com o prefeito representantes do comércio de óticas, tecidos, vestuários, armarinhos, calçados, livrarias, papelarias, joalherias, supermercados, setores atacadista e varejista, automóveis e acessórios, shoppings, hotéis, restaurantes e bares.

 

Os empresários propuseram ao comitê de enfrentamento à epidemia que a reabertura do comércio aconteça por quatro dias na semana – de terça a sexta-feira –, no horário das 11h às 19h. A proposta será analisada até a próxima quarta-feira, dia 8, data em que outra reunião foi convocada pelo prefeito Alexandre Kalil com os comerciantes da capital.


Últimas Notícias

Realização do evento cultura Sound System Circuito em Casa reúne 20 atrações culturais em uma semana

O Circuito encerra a sua programação de julho e já inicia a de agosto com 20 diferentes atrações.

27/07/2020 | 17:32
Informações sobre a Covid-19 Mais de 3,5 mil pessoas são abordadas desde a lei que obriga o uso de máscaras

Entre os cidadãos abordados, 1.606 estavam devidamente equipados e outros 1.925 estavam em desacordo com a legislação.

21/07/2020 | 14:48