Pular para o conteúdo principal

Uma essoa em praça com área verde e pinturas
Foto: Divulgação/PBH

Praça situada na avenida Silviano Brandão participa do Programa Adote o Verde

14/06/2018 | 14:30 | atualizado em 14/06/2018 | 14:30
No início do mês de julho, a Praça Filarmônica 1º de Maio será revitalizada pela Gerência de Áreas Verdes da Regional Leste. O espaço, localizado na confluência da avenida Silviano Brandão com as ruas Ismênia Tunes e Marcionília Montigo, no bairro Horto, foi adotado, por meio do Programa Adote o Verde, pelo comerciante Eustachio de Oliveira e ganhará novas cores.
 
De acordo Rafaelle Rossi, da Gerência de Infraestrutura Urbana Leste (GERUBL), o nome Praça Filarmônica 1º de Maio é uma homenagem à tradicional Sociedade Musical do bairro Horto. Em seu paisagismo, a praça possui duas árvores de porte médio, munguba e bauhinia, e com a revitalização receberá novas composições de espécies ornamentais. “Além disso, será revitalizada a pintura dos bancos e cordões do espaço”.
 
Para Eustachio, dono de uma loja de tecidos e aviamentos localizada no entorno, a praça é um local de convivência que permite encontros, lazer e interação da comunidade. “É espaço de recreação gratuita e todos podem aproveitar. Para isso, é necessário manter a preservação do local. Sempre que posso, faço algo para melhorá-la e me sinto realizado podendo ajudar”, afirma.
 
Além de contribuir com o meio ambiente, a praça também se destaca por estar situada em uma das avenidas mais importantes da região Leste: a Silviano Brandão. Com aproximadamente 2.700 metros lineares, e possuindo em toda a sua extensão um canteiro central e cinco praças, a avenida Silviano Brandão passa pelos bairros Sagrada Família, Floresta, Santa Tereza, Horto e da Graça, e liga as regiões Nordeste, Leste e Centro-sul.  
 

Adote o Verde

O Decreto do Adote o Verde é o 14.708, de 14 de dezembro, de 2011. O Programa tem como finalidade estabelecer parcerias entre o poder público e a sociedade para os fins de implantação, reforma ou manutenção de áreas verdes públicas (praças, parques, canteiros, jardins e outras áreas passíveis de ajardinamento).
 
Os convênios delimitam as responsabilidades do adotante e da Prefeitura. Ao adotante cabe manter as áreas verdes bem limpas e cuidadas. À Prefeitura cabe o desenvolvimento dos projetos de implantação ou reforma e de paisagismo, o pagamento de contas de água e luz, apoio técnico e permissão para colocação de placa no local adotado, divulgando a parceria.
 
O controle, cadastro e acompanhamento das áreas adotadas são de responsabilidade da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica e das coordenadorias regionais. Estas mantêm cadastro atualizado das áreas verdes públicas adotadas e disponíveis para cooperação, contendo informações sobre seu estado de conservação, área ou extensão, equipamentos e mobiliários urbanos nelas existentes, bem como sobre as obras.
 
Qualquer cidadão, associação de bairro, escola, estabelecimento bancário, comércio, sindicato, empresa, indústria, órgão público ou ONG pode participar. Todas as pessoas físicas ou jurídicas podem firmar parcerias com a Prefeitura no Adote o Verde. Para adotar uma área é necessário procurar a regional da área pretendida.

14/06/2018. Praça Filarmônica - Adote o verde. Fotos: PBH/Divulgação