Pular para o conteúdo principal

Praça Coronel Assis Duarte, com instrumentos de ginástica para o público e muito verde.
Foto: Divulgação PBH

Praça Coronel Assis Duarte recebe melhorias

22/02/2018 | 15:55 | atualizado em 23/04/2018 | 16:23

Antônio Valentino de Souza, empresário do ramo infantil e morador do bairro Santa Inês, região Leste de Belo Horizonte, adotou há cinco meses a Praça Coronel Assis Duarte, localizada no mesmo bairro, por meio do Programa Adote o Verde. “Nosso objetivo é cuidar da Praça e torná-la mais atrativa, mais verde, e criar um espaço direcionado só para as crianças, colocando alguns brinquedos”, disse.

 

Segundo ele, para a compra dos brinquedos, a ideia é arrecadar fundos com latinhas recicláveis. “Eu quero que a comunidade participe, porque, assim, quando as crianças e os adultos chegarem à praça, vão poder ver o que juntos fizemos; não vai ser só a minha empresa Saporeco, vai ser uma ação englobando toda a comunidade”, afirma.

 

Para Antônio, a Praça é como o quintal de sua casa, e é por isso que ele gostaria de ver seus filhos e os filhos dos vizinhos usufruindo melhor desse espaço. “Já utilizei muito a Praça como lazer; jogava bola quando criança. Hoje, junto com a comunidade, queremos proporcionar uma praça melhor para todos, além de trazer mais conscientização para programas como esse”, afirma.

 

Coordenado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, o Adote o Verde tem como finalidade estabelecer parcerias entre a administração municipal e a sociedade civil para viabilizar a implantação, reforma ou manutenção de áreas verdes públicas, como praças, parques, canteiros, jardins e outras passíveis de ajardinamento.

 

Responsável pelo Programa na Região Leste da Cidade, Valjean Lopes da Silva, afirma que por meio do Adote o Verde, o cidadão e a PBH têm um relacionamento próximo. Segundo ele, é responsabilidade do adotante a limpeza diária e a irrigação do espaço. Já a varrição de toda a Praça e o recolhimento do lixo é função da Superintendência de Limpeza Urbana (SLU).

 

Além disso, são responsabilidades da Prefeitura: a manutenção das plantas, a elaboração de projetos, a realização das reformas necessárias e o pagamento das contas de água e luz. De acordo com Valjean, um dos objetivos do Programa Adote o Verde é “trabalhar na conscientização da população a cerca da importância da conservação das áreas verdes e no equilíbrio ambiental do meio urbano”.

 

Para Antônio, o programa é importante, pois oferece oportunidade para a população contribuir com a melhoria dos espaços públicos. “Nós não podemos depender só do poder público, temos que fazer alguma coisa; se cada um fizer algum projeto com o verde, trará benefícios para toda a comunidade”.

 

Sirlene Coelho, frequentadora da Praça Coronel Assis Duarte, vem gostando do que está sendo feito nela, mas entende que ainda há coisas para serem feitas. “Nossa praça é bem cuidada, mas queremos vê-la com mais verde, mais flores, mais vida, e finalizado o projeto para as crianças”.

 

O Programa

O Programa Adote o Verde é aberto para a participação de qualquer cidadão, associação, empresa, órgão público ou ONG. No caso de pessoa jurídica, a Prefeitura permite a colocação de uma placa, divulgando o nome da empresa. Para mais informações o interessado deve ligar no 156 ou se dirigir à Regional em que pretende atuar com os documentos necessários.

 

De acordo com o secretário Municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck, existe um cadastro atualizado das áreas verdes públicas adotadas e disponíveis para cooperação, contendo informações sobre seu estado de conservação, área ou extensão, equipamentos e mobiliários urbanos nelas existentes e sobre as obras e serviços a serem prestados pelos adotantes. “O objetivo deste Programa é a manutenção das áreas verdes em bom estado de conservação e atraente para toda Belo Horizonte”.