Pular para o conteúdo principal

Profissional da PBH realizando poda de uma árvore com motosserra
Foto: Divulgação/PBH

PBH dobra números de podas e supressões de árvores para reduzir acidentes

22/10/2018 | 17:36 | atualizado em 22/10/2018 | 17:36
Com 36 equipes distribuídas pelas nove regionais da cidade, a Prefeitura executou mais 41 mil serviços de podas supressões de árvores neste ano. Esta é uma das ações preventivas para o período chuvoso para aumentar a segurança dos cidadãos. Este ano foi feita força-tarefa para intensificar os trabalhos, sobretudo na retirada das espécies condenadas. A Prefeitura dobrou o investimento em relação ao ano anterior, e estão sendo gastos aproximadamente R$ 8 milhões nesses serviços.

Para que o atendimento possa ser realizado de forma adequada, mantendo os padrões de qualidade e atendendo à Deliberação Normativa Nº 92/2018, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, as solicitações dos serviços são criteriosamente avaliadas pelas Gerências de Infraestrutura Urbana das Regionais (Gerubs). Em relação ao ano passado, o número de atendimento também mais que dobrou, passando de 13.648 serviços executados em 2017 para 41.791 até o momento, sendo que 7.203 foram supressões e 34.588 podas. Atualmente, Belo Horizonte possui aproximadamente 500 mil árvores.

De acordo com o superintendente da Sudecap, Henrique Castilho, as ações têm tido uma repercussão positiva, com reconhecimento e participação efetiva da população através dos canais de atendimento ao cidadão da PBH. As equipes da Gerubs também estão integradas na frequente troca de experiências na identificação de riscos. “Todas as indicações de intervenções em árvores no município passam por avaliação técnica de engenheiro florestal ou agrícola, com emissão de laudo e posterior fiscalização e validação dos serviços executados. O diagnóstico de adoecimento das árvores em diversas situações é dificultado, pois as mesmas podem sofrer ataques de parasitas em suas raízes, apresentando tronco e galhos saudáveis, sendo impossível a identificação visual”, diz Castilho.

As árvores mais velhas podem cair por causa do peso, desequilíbrio da copa e por causa do enfraquecimento natural causado pela idade. Podas clandestinas também causam a queda, assim como acidentes, raios, rompimento de redes subterrâneas, doenças e insetos como cupins ou besouros metálicos.
 

Solicitações

O cidadão deve solicitar os serviços nos canais oficiais de atendimento ao cidadão, que são Sacweb, disponível no endereço www.pbh.gov.br/sac, pelo aplicativo PBH App, no BH Resolve e nas sedes das regionais ou pela Central de Atendimento Telefônico 156. Nas solicitações registradas no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), o munícipe receberá um número de protocolo para acompanhar o andamento da demanda.
 

Balanço por regional

Tabela descrevendo número de podas e supressões realizadas em cada regional

 

 

22/10/18. Podas e supressões de árvores. Fotos: PBH/Divulgação

Ouça este conteúdo

Últimas Notícias

Prato vencedor denominado Trio Ternura, da Faculdade Promove, com três bolinhos de mandioquinha recheados com carne de lata e catupiry, com frango e catupiry e com queijo cremoso. Acompanha molho picante. Belotur apresenta os vencedores do 2º Concurso Prato Junino

A competição foi realizada em parceria com a Abrasel-MG, a Frente da Gastronomia Mineira e quatro faculdades de gastronomia. 

17/06/2019 | 20:34
Mais de quarenta pessoas em fila do Teatro Marília, à noite Prefeitura de Belo Horizonte retoma projeto “Terça da Dança” no Teatro Marília

O projeto será realizado todas as terças de junho e julho, oferecendo espetáculos, intervenções e instalações artísticas de dança.

17/06/2019 | 18:57