Pular para o conteúdo principal

Mulher palestra de pé, à esquerda, homem está sentado à direita, quatro mesas com pessoas à frente e vários telões sobre Belo Horizonte, em sala.
Foto: Divulgação PBH

PBH revela experiências inovadoras na regularização urbana, em encontro no Japão

06/12/2019 | 15:53 | atualizado em 06/12/2019 | 17:47

A convite do Banco Mundial, a Secretaria Municipal de Política Urbana foi convidada a representar o Brasil no encontro Technical Deep Dives para discutir questões como infraestrutura, serviços e meios de subsistência em assentamentos urbanos de baixa renda de Belo Horizonte, no Centro de Aprendizagem para o Desenvolvimento de Tóquio, no Japão.

 

O evento, que termina nesta sexta-feira, dia 6, promove a troca de conhecimento e aprendizado entre profissionais e funcionários de governos locais sobre questões relacionadas a favelas e outras comunidades informais e meios de subsistência para essa população.

 

Coube a Belo Horizonte apresentar o plano de ação da Secretaria de Política Urbana para a região da ocupação Izidora, compreendendo a necessidade de intervenções mais céleres devido à dinâmica e urgência de regularização do território.

 

Além disso, a Prefeitura apresentou a Política de Habitação Popular, por meio da Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel), que promove a regularização através de planejamento integrado e de previsão de urbanização completa. 


 

O evento

O Technical Deep Dives é organizado pelo Grupo de Soluções Globais de Habitação de Baixa Renda e Pobreza Urbana do Banco Mundial em parceria com o Centro de Aprendizagem para o Desenvolvimento do Banco Mundial. Mais de 60 pessoas, incluindo delegados do governo de vários países, participam do evento.

 

O evento busca aprofundar o conhecimento e fornecer ferramentas práticas para o desenho e implementação de intervenções que melhorem as condições de vida e oportunidades para aqueles que vivem em comunidades informais, bem como gerenciar a atividade econômica informal em ambientes urbanos.

 

Além disso, contribui para o progresso do desenvolvimento, inclusive para a consecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, especificamente o Objetivo 11, que é tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis. O objetivo do Banco Mundial é ainda reduzir a pobreza e aumentar o compartilhamento de informações.


Últimas Notícias

Agentes da Defesa Civil em atendimento na Vila Biquinhas Prefeitura atende 474 chamados em razão das chuvas nas últimas 36 horas

Assim como no dia anterior, moradores do Barreiro foram os que mais acionaram a Defesa Civil, totalizando 53 chamados nesta sexta-feira.

24/01/2020 | 19:10
Ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, o procurador-geral de Justiça Antônio Sérgio Tonet e o prefeito Alexandre Kalil Ministra Cármen Lúcia visita gabinete do prefeito no COP

O encontro foi realizado no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), para onde o prefeito transferiu seu gabinete.

24/01/2020 | 14:23