Pular para o conteúdo principal

Lago e área verde no Parque das águas
Foto: Lidiane Sant' Ana/PBH

Parque das águas: um recanto com muito verde e água corrente ao pé da serra

06/09/2018 | 16:55 | atualizado em 06/09/2018 | 16:55
Para quem gosta de natureza, este lugar é imperdível. Contemplar belos jardins, lavar as mãos e molhar os pés na água corrente, fazer piquenique sob a sombra de um pergolado com cachos de jade azul, ouvir o som da água jorrando na fonte, apreciar o canto dos pássaros, ver garças, quatis e micos, assistir a espetáculos culturais, percorrer trilhas, correr, deitar na grama, fazer belas fotos, são algumas das possibilidades oferecidas a quem visita o Parque Ecológico Roberto Burle Marx. O Parque das Águas, como é conhecido, fica na rua Ximango, 809, bairro Flávio Marques Lisboa, aos pés do Parque Estadual da Serra do Rola Moça, região do Barreiro.

Incrustado em uma região de muitas nascentes, o Parque tem corredeiras que compõem diversos atrativos. Um riacho com uma pequena ponte, canaletas de água que serpenteiam em meio ao gramado, fontes, lago, poços e pequenas quedas d’água atraem muitos visitantes. Sentado ao lado do lago, lendo seu jornal tranquilamente, Eustáquio Azevedo, vai ao parque com frequência. “Venho sempre aqui desfrutar dessa tranquilidade”, revela. Já Aloizio Cirilo, adverte baixinho: “Estou gravando”, ao lado de uma pequena queda d’água. “Amo esse lugar. Adoro contemplar o bailar da natureza com o vento e ouvir a água caindo nas pedras. Relembro a minha infância”, confessa, enquanto desliga o pequeno gravador. “Vou ouvir à noite”, explica.

Recentemente o parque ganhou novos jardins, revitalização paisagística, troca de iluminação e pintura dos vestiários, além de uma nova guarita. “Eu fazia caminhada em outro lugar, mas há cinco semanas comecei aqui e me encantei com o lugar”, conta Renato Alves, que caminha no parque todas as manhãs. “Percorrer a pista de caminhada sob a sombra das árvores, ouvindo os pássaros cantando é muito bom. Já chamei os meus amigos para virem também”, afirma.

A movimentação é contínua. Durante a semana são oferecidas aulas do programa Academia da Cidade e de Lian Gong e muitas turmas de estudantes também visitam o local. Aos fins de semana, o lugar fica cheiro de famílias e casais. “Recebemos mais de mil pessoas por dia aos finais de semana”, calcula a gerente Joseane de Jesus.

O Parque das Águas funciona de terça a domingo, das 7 às 18 horas. O acesso é feito por duas portarias. A portaria principal fica na rua Ximango, 809, bairro Flávio Marques Lisboa e a portaria que dá acesso direto às quadras e pista de caminhada, fica na rua José do Monte, sem número.
 

06/09/2018. Parque das Águas, no Barreiro. Foto: Lidiane Sant'Ana/PBH


Últimas Notícias

Imagens da região da Comunidade Dandara durantes a urbanização PBH leva urbanização e melhorias na qualidade de vida à Comunidade Dandara

A Comunidade Dandara possui hoje cerca de 1,35 mil famílias morando nas mais de 20 ruas transversais.

12/08/2020 | 16:43
Imagens aérea do centro de Belo Horizonte PBH cria Comitê de Acompanhamento da Implementação da Lei Aldir Blanc

O comitê é composto por 23 integrantes, sendo 11 do executivo municipal e 11 da sociedade civil, além de um representante técnico da UFMG.

12/08/2020 | 16:43