Pular para o conteúdo principal

Profissionais da Limpeza Urbana realizando limpeza de boca de lobo
Foto: Lidiane Sant'Ana/PBH

Limpeza e desobstrução de bocas de lobo evitam inundações

30/10/2018 | 15:52 | atualizado em 30/10/2018 | 16:07
Uma das estratégias fundamentais para evitar inundações no período chuvoso é garantir a vazão da água que corre pelas sarjetas das ruas e avenidas da cidade. Para isso, é fundamental manter as redes de drenagem subterrâneas sem obstruções. Além do acúmulo de terra, levada pela própria enxurrada, toneladas de lixo são retiradas de centenas de bocas de lobo diariamente pela Prefeitura, por meio das gerências regionais de Limpeza Urbana.

O trabalho é permanente e no período chuvoso a Prefeitura prioriza áreas mais propensas à inundação. Pás, enxadas, alavancas, caminhão báscula e caminhão com hidrojato são os recursos utilizados pelas equipes que atuam exclusivamente nesse tipo de limpeza. Após retirar sete carrinhos de mão com terra e lixo de uma única boca de lobo, na Rua Coletora, parte baixa da Vila Pinho, região do Barreiro, a equipe utilizou água em alta pressão para desobstruir a rede. Cerca de dez metros de mangueira foram introduzidos na manilha para fazer a limpeza.

“Muitas pessoas insistem em jogar lixo na rua e a água não acha vazão quando chove”, observa Maria de Lourdes Rosa, moradora da Vila Pinho há 28 anos. De dentro da caixa de cerca de 60 centímetros de profundidade, foram retiradas garrafas pet, calçados, embalagens e sacolas plásticas. “Já achamos cachorro morto e sacos plásticos cheios de gordura jogados por restaurantes. As pessoas acham que tudo o que jogam dentro da boca de lobo a água leva”, conta o encarregado que coordena a equipe, Douglas Júnior da Silva. Diariamente, eles limpam de 80 a 100 caixas.

O serviço de limpeza de boca de lobo pode ser solicitado pelos canais de atendimento presencial, telefônico e virtual da Prefeitura.
 

30/10/2018. Limpeza de bocas de lobo evitam inundações. Fotos: Lidiane Sant'Ana/PBH