Pular para o conteúdo principal

Seis atores, cada um vestido de uma das cores: roxo, amarelo, azul, verde, laranja e vermelho, dançam à frente de fundo colorido.
Foto: Divulgação

Espetáculo utiliza as cores para abordar individualismo

15/09/2017 | 16:25 | atualizado em 28/09/2017 | 20:05

Teatro Marília apresenta, de 16 de setembro a 1º de outubro, aos sábados e aos domingos às 16h30, o espetáculo “Quem Roubou o Branco do Mundo?”. A peça infantil do grupo Aldeia Comunicação e Arte propõe ao público uma reflexão sobre o individualismo. Os ingressos poderão ser adquiridos 2 horas antes da sessão por R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia).

 

Carlinhos e Duda estavam achando o mundo muito sem graça e estranho após notarem a ausência da cor branca. Curiosos, os meninos vão a uma fábrica de tinta para ver se encontram o branco perdido. Mas ao chegar lá deparam-se com um ambiente de disputa de ego entre as cores, e, nessa competição, elas sequer têm notícias do branco, que afinal é uma cor desinteressante.

 

Ainda que a busca de Carlinhos e Duda não comova o restante das cores, eles não desistem. E em uma história cheia de reviravoltas, os meninos acabam descobrindo que o branco só pode existir se houver a fusão de todas as cores. Ou seja, sem união e espírito de coletividade a cor branca não sobrevive.

 

Escrito em 1982, o texto original de Luciano Luppi é atemporal e, portanto, suas lições ainda são pertinentes nos dias de hoje. “Quem Roubou o Branco do Mundo?” aproveita-se do significado das cores para transmitir sua mensagem de aceitação e propor, de forma lúdica, uma reflexão a respeito do individualismo.

 

Quem Roubou o Branco do Mundo?

De 16 de setembro a 1º de outubro | sábado e domingo às 16h30

Teatro Marília | Avenida Professor Alfredo Balena, 586 – Santa Efigênia

Ingressos: R$30,00 (inteira), R$15,00 (meia)

Informações para o público: (31) 3277-4697