Pular para o conteúdo principal

Artistas sentados e de pé
Foto: Gilberto Goulart

Espaço Cênico Yoshifumi Yagi/Teatro Raul Belém Machado recebe Festival Acessa BH

criado em 19/10/2022 - atualizado em 19/10/2022 | 15:41

O Espaço Cênico Yoshifumi Yagi/Teatro Raul Belém Machado recebe neste final de semana, de 21 a 23 de outubro, três espetáculos do Festival Acessa BH 2022, evento que pretende dar protagonismo às pessoas com deficiência. Serão apresentados um espetáculo de dança contemporânea, uma peça de teatro, além de um projeto híbrido, que envolve dança e teatro. A entrada é gratuita e os ingressos podem ser retirados antecipadamente no site www.diskingressos.com.br ou na bilheteria do teatro, duas horas antes da apresentação. A programação completa dos teatros municipais pode ser acessada no Portal Belo Horizonte – www.portalbelohorizonte.com.br.

 

Nesta sexta-feira (21), às 20h, o Núcleo de Criação e Pesquisa Sapos e Afogados apresenta o espetáculo “Caixa Preta”, dirigido por Juliana Barreto. A peça é uma abertura para a compreensão e transformação da realidade. Lança questionamentos sobre a loucura, a realidade, o escuro e o claro e até mesmo sobre a arte do teatro. Com o intuito de ressignificar o lugar da arte e investigar o papel da loucura na produção cultural, o trabalho do Sapos e Afogados promove a inserção social da pessoa com sofrimento mental.

 

No sábado (22), às 10h e às 16h, a Ananda Cia de Dança Contemporânea apresenta o espetáculo “Lágrimas da Floresta”, com direção de Anamaria Fernandes. Trata-se de um espetáculo infantil inspirado em contos indígenas, no qual o público é convidado a vivenciar, de olhos vendados, uma missão: salvar uma floresta devastada. Na história, as crianças são convidadas a se juntarem aos guardiões da floresta que tentam encontrar um meio de salvar a mata que foi degradada pelos homens. Com muita dança, música e seres encantados, essa história propõe uma trama emocionante e repleta de aventuras. A criação também oferece a experiência de uma criação sem uso da visão, potencializando assim todos os outros sentidos e sensações.

 

Já no domingo (23), às 19h, a Ananda Cia de Dança Contemporânea e o Núcleo de Criação e Pesquisa Sapos Afogados apresentam o espetáculo “Ave”, um projeto híbrido entre a dança e o teatro desenvolvido a partir do encontro destes dois coletivos de Belo Horizonte. Livremente inspirado em questões provocadas pela comédia “As Aves”, de Aristófanes, o espetáculo investiga jornadas individuais e coletivas na fundação de novas lógicas sociais, novas relações e uma nova realidade. Mergulhando no universo de cores, sons e movimentos dos pássaros, o trabalho explora linguagens diversas como o cabaré, a dança contemporânea e a comédia popular.

 

O Festival

 

O Festival Acessa BH 2022 tem o intuito de dar protagonismo às pessoas com deficiência, tanto nos palcos como no centro dos debates, e trazer o assunto da inclusão e da acessibilidade para a pauta e prática cotidiana. A programação teve início em 1º de setembro e será encerrada no dia 31 de outubro. Já foram realizados seminários, debates e apresentações, mas ainda haverá ações até o final do mês, além dos espetáculos do Espaço Cênico Yoshifumi Yagi/Teatro Raul Belém Machado. A programação completa do festival pode ser consultada no site www.acessabh.com.br. O “Festival Acessa BH” é realizado por Lais Vitral e Vitral Bureau Cultural, com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

 

Serviço

Festival Acessa BH 2022 – Espetáculos

Dia 21, sexta, às 20h - Caixa Preta (55 minutos, classificação livre) – Núcleo de Criação e Pesquisa Sapos e Afogados.

Dia 22, sábado, 10h e 16h - Lágrimas da Floresta (70 minutos, classificação livre) – Ananda Cia de Dança Contemporânea.

Dia 23, domingo, 19h - Ave (50 minutos, classificação livre) – Ananda Cia de Dança Contemporânea e Núcleo de Criação e Pesquisa Sapos Afogados.

Entrada gratuita

Ingressos: - www.diskingressos.com.br e bilheteria do teatro (2 horas de antecedência)