Pular para o conteúdo principal

Três homens e uma mulher trajados com roupa africana em um palco. Um toca um violão, outro toca um tambor e a mulher toca um xilofone. O outro homem dança.
Foto: Luiza Viana

Educação municipal promove diversidade étnico-racial

10/08/2017 | 16:01 | atualizado em 16/08/2017 | 09:03

Na quinta-feira, 10 de agosto, reuniram-se gestores e educadores representantes de todas as regionais de Belo Horizonte para discutirem estratégias para o fortalecimento dos grupos de estudos étnico-raciais existentes na Rede Municipal de Educação. O I Seminário Educando para a Diversidade Étnico-Racial aconteceu na Secretaria Municipal de Educação (Smed - Rua Carangola, 288, Bairro Santo Antônio).
 

De acordo com a coordenação do evento, os grupos de estudo têm se constituído como uma inédita e potente experiência de formação e articulação dos profissionais da educação na implementação das Leis 10.639/03 e 11.645/08, que tratam da educação das relações étnico-raciais. O seminário é de iniciativa da Smed e tem como objetivos a articulação desses coletivos, a formação e a reflexão acerca dos desafios colocados para a educação no que se refere à promoção da igualdade racial e superação do racismo no ambiente escolar.
 

A abertura do evento foi feita pela secretária municipal de Educação, Ângela Dalben, que ressaltou a importância da temática e o compromisso da Secretaria com seu desenvolvimento nas escolas. “A história do nosso país é manchada pela desigualdade, por preconceitos vividos no cotidiano das relações sociais. Embora os últimos tempos apontem avanços quanto ao acesso, ainda se verificam desigualdades. Isso reafirma a necessidade de políticas específicas no que tange a escola e às redes de ensino. A iniciativa de articular esses grupos é fundamental para que desenvolvamos e fortaleçamos boas práticas pedagógicas que contribuam para a promoção da igualdade racial”, refletiu.
 

Pela manhã, o evento teve uma sessão de contos africanos feita dentro do Projeto Ciclo Afro-Brasileiro pelo Circo Teatro Olho da Rua e a apresentação da experiência do grupo de estudos étnico-raciais do Barreiro, criado em 2005, e que se mantém há mais tempo operando na Rede Municipal de Educação. Também houve palestra da professora pós-doutora e ex-ministra-chefe da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Nilma Lino Gomes, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que discutiu os avanços e desafios das práticas pedagógicas de trabalho com relações étnico-raciais na perspectiva da Lei 10.639/03.
 

Na parte da tarde, houve palestra do rofessor Doutor Josiley Francisco de Souza (UFMG), com o tema História e Cultura Indígena: Avanços e desafios na implementação da Lei 11.645/08.

 

I Seminário Educando para a diversidade Étnico-Racial

Data: 10/08/17

Horário: 7h 30 min às 17h 30 min

Local: Secretaria Municipal de Educação (R.Carangola, 288, Santo Antônio, Auditório Paulo Freire , 8 andar)