Pular para o conteúdo principal

Dois drones com seus respectivos controles em cima de uma mesa.
Foto: Divulgação PBH

Drones vão auxiliar a PBH no mapeamento de áreas de risco

09/04/2019 | 18:10 | atualizado em 10/04/2019 | 14:33
Com o objetivo de dar maior celeridade e eficiência ao trabalho de mapeamento de determinadas áreas, a Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel) adquiriu, neste ano, dois drones. Os equipamentos já estão disponíveis e serão usados nos trabalhos executados pelo setor de Geoprocessamento da Empresa. 

 

A compra dos drones representa um novo tempo para trabalhos importantes de vários setores da Prefeitura de Belo Horizonte como, por exemplo, as secretarias municipais de Fazenda e de Saúde, e, consequentemente, para os cidadãos, que poderão contar, de forma mais ágil, com informações precisas. Dados sobre a atualização cadastral de determinado lote ou terreno, apoio na fiscalização e identificação de famílias que vivem em áreas de risco são alguns exemplos dos serviços que vão utilizar a nova tecnologia.

 

“A Prodabel precisa utilizar as tecnologias mais modernas para prestar um serviço cada vez melhor para o cidadão. No caso dos drones, eles serão extremamente importantes para a área de georreferenciamento, que poderá entregar resultados de maneira rápida e simples e com muita eficiência”, afirmou Leandro Garcia, presidente da Prodabel.

 

Para realizar a compra, a Prefeitura, por meio da Prodabel, elaborou um estudo de viabilidade. Foram realizadas ações com equipamentos particulares de empregados da própria Prodabel e ainda análise das atividades desenvolvidas por outros locais que utilizam o equipamento, como a Polícia Militar.

 

“Mais uma etapa vencida na nossa empreitada para ampliar as possibilidades de produção de informações urbanas georreferenciadas. Temos desafios pela frente, mas demos um passo significativo em busca de uma autonomia na geração de imagens. Temos certeza que vamos oferecer para os nossos parceiros da gestão municipal e para a população serviços ainda melhores”, afirmou Ângelo Rizzo Neto, gerente de Cadastro Territorial Multifinalitário da Prodabel.

 

 

Geoprocessamento

O setor de Geoprocessamento da Prodabel é o responsável por reunir as informações do Cadastro Técnico Municipal (CTM). Por meio do Geoprocessamento, é possível fazer coleta, armazenamento, análise e uso integrado das informações do município. A partir desta base de dados, o cidadão passa a ter um endereço e pode contar com diversos serviços, como o recebimento dos Correios, o cadastro de uma criança em uma creche próxima de casa ou até mesmo ser atendido em um posto de saúde.

 

 

09/04/2019. Drones auxiliam no mapeamento de áreas de risco. Fotos: Prodabel/Divulgação


Últimas Notícias

Equipe de Vôlei sem Limites, acompanhada de dois membros da equipe técnica, em quadra poliesportiva. Equipe de vôlei composta por pessoas com deficiência disputa Campeonato

Campeonato Brasileiro será disputado, em São Paulo, por equipe de vôlei composta por pessoas com deficiência, com apoio da Prefeitura. 

17/09/2019 | 20:22
Rapaz conversa com mulher, ambos sentados, com um computador ao meio, em imagem desfocada. À frente, com foco, carteira de trabaho. Sine Belo Horizonte oferece 53 vagas na quarta-feira, dia 18/9

Estarão disponíveis 34 vagas para pessoas com experiência e 18 pessoas com deficiência. 

17/09/2019 | 18:48