Pular para o conteúdo principal

Membros da Delegação Russa visitam Aglomerado da Serra com técnicos da Urbel
Foto: Urbel

Delegação Russa visita obras do Aglomerado Morro das Pedras

31/05/2017 | 18:24 | atualizado em 15/01/2018 | 09:47

No início desta semana, a Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel) recebeu, no Aglomerado Morro das Pedras, região Oeste da capital, a visita de uma delegação da Rússia composta por representantes do Banco Mundial, do Governo e pesquisadores. O objetivo dos visitantes era conhecer os mecanismos de engajamento dos cidadãos em projetos de infraestrutura e ver de perto os efeitos desse envolvimento.

 

“Estamos implantando um Orçamento Participativo Nacional na Rússia e queríamos conhecer as melhores práticas. Fomos aconselhados por especialistas no assunto a visitar Belo Horizonte. Aqui existe uma gama de ações participativas que, para nós do Banco Mundial, representam o verdadeiro desenvolvimento comunitário”, contou Ivan Evgenavich, Chefe do Programa de Apoio às Iniciativas Locais do Banco Mundial na Rússia.

 

Para recebê-los no canteiro de obras, a Prefeitura reuniu o Diretor de Obras e Projetos da Urbel, Aluísio Rocha; os técnicos responsáveis pelas obras e pelo trabalho social no Morro das Pedras; e o Coordenador de Administração Regional Municipal Oeste, Gelson Leite. Após a apresentação da metodologia de participação da comunidade nas intervenções em vilas e aglomerados da cidade, os visitantes ouviram o depoimento de representantes da Comforça e do Grupo de Referência do Programa Vila Viva.

 

Orgulhosos pela visita dos russos ao Aglomerado, os membros da Comforça e do Grupo de Referência falaram sobre a importância do envolvimento de todos para ajudar a desenvolver o lugar onde vivem e a própria cidade. “Estamos muito felizes de estar aqui hoje e saber que nosso trabalho está dando frutos e podendo ajudar pessoas que vêm de tão longe", ressaltou Aparecida Bayão. 

A delegação também conheceu duas obras conquistadas através do Orçamento Participativo e incorporadas ao Vila Viva no Aglomerado Morro das Pedras: a rua 24 de agosto e a Vila Olímpica. Segundo o diretor Aluísio Rocha, ambas são obras muito importantes para a comunidade. “A Vila Olímpica é um complexo esportivo cujo projeto foi potencializado com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal e está sendo construída no local do antigo lixão. O local será um importante espaço de lazer para a comunidade. Já a Rua 24 de Agosto vai permitir uma articulação viária entre a rua Fundo de Vale e a 4 de Maio, que faz a ligação com a avenida Raja Gabaglia”, explicou.

 

Práticas participativas

A impressão que a delegação teve de todo o processo foi muito positiva. Segundo Ivan Evgenavich, isso não é típico em países como a Rússia e muitos outros no mundo. “Muitas vezes a comunidade e o Governo são separados um do outro. Estamos impressionados em ver os vários mecanismos que vocês têm para trabalhar em parceria com eles. Conseguimos sentir o entusiasmo de todos em trabalhar junto com a Prefeitura para trazer melhorias para a comunidade”.

 

Para Vladimir Vladimirovich, Chefe do Centro de Orçamento de Iniciativas do Ministério das Finanças da Federação Russa, apesar da diferença do tipo de problema a ser resolvido na Rússia, as práticas serão as mesmas do Orçamento Participativo, porém com votações digitais. “Desde que começamos a pesquisar sobre o assunto, vimos que Belo Horizonte é uma lenda para quem se interessa por práticas participativas. Confirmamos essa visão a partir do contato com essas pessoas da Comforça e Grupo de Referência, que conseguem se organizar e tomar decisões para resolver os próprios problemas”, explicou Vladimir.

 

O coordenador de Administração da Regional Municipal Oeste, Gelson Leite, manifestou sua honra em receber os visitantes: “Ficamos muito felizes em receber a delegação russa. Estaremos sempre de portas abertas, disponíveis para receber e dispostos a contribuir para a expansão dos processos de democracia participativa para outros governos”, pontuou.