Pular para o conteúdo principal

Mais de vinte pessoas em três fileiras, cada uma delas em frente ao computador; à frente, um painel grande de vídeo em uma parede. No alto os dizeres: Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte.
Foto: Breno Pataro/PBH

COP-BH tem Posto de Comando para Carnaval no sábado, dia 3/2

02/02/2018 | 18:49 | atualizado em 21/03/2018 | 13:24

O Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH) terá sua estrutura reforçada para garantir que os foliões da capital possam curtir o Carnaval com segurança e tranquilidade. Será instalado um Posto de Comando Integrado para gestão do evento, já a partir deste sábado, dia 3 de fevereiro. Esta experiência, que obteve êxito em 2017, volta a ser colocada em prática e será mantida durante todo o período da folia.

 

Tradicionalmente, a rotina do COP-BH já é marcada pelo funcionamento ininterrupto, durante 24 horas por dia, sete dias por semana, de uma engrenagem composta por representantes de Defesa Civil, BHTrans, Guarda Municipal, SAMU, Fiscalização de Política Urbana, SLU, Cemig, Gasmig, Copasa, Polícia Civil, Polícia Militar, BTN (informações de trânsito) e CBMMG (desastres e catástrofes). 

 

No COP-BH o compartilhamento de informações e a soma de esforços entre as instituições, somado à visualização de mais de 1.600 câmeras, permitem que os integrantes monitorem o trânsito e a movimentação de pessoas nos principais espaços públicos da cidade, garantindo agilidade na solução de problemas de mobilidade, segurança, defesa civil e serviços urbanos. 

 

Vinculado à Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção (SMSP), o COP-BH, a partir deste sábado, dia 3, até o dia 14, será reforçado com o funcionamento do Posto de Comando Integrado, composto por autoridades de cada uma das áreas envolvidas na organização do Carnaval de BH, especialmente a Belotur, que possui protagonismo na gestão do evento.

 

Durante o Carnaval 2018, também irão atuar no Posto de Comando, as secretarias municipais de Obras e Infraestrutura; e de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, além do Juizado da Infância e Juventude.

 

 

Planejamento antecipado e integrado

O Carnaval de 2017 atraiu 500 mil turistas para Belo Horizonte (30% a mais do que no ano anterior) e teve 350 blocos e 416 desfiles percorrendo as ruas. Este ano, as projeções indicam que o número de blocos e foliões será ainda maior. O evento adquiriu tamanha proporção e relevância para a cidade, que a atuação dos órgãos públicos precisa ser cada vez mais inteligente e coordenada. Nesse sentido, desde setembro de 2017 , a Prefeitura trabalha no planejamento integrado da atuação dos órgãos para garantir organização da cidade e sucesso do evento de Carnaval.

 

Para a diretora do COP-BH, Geórgia Ribeiro, a experiência de planejamento e atuação integrada no último Carnaval, está sendo aprimorada para o Carnaval de 2018. “Ao longo do tempo, o que vemos é um processo de amadurecimento da integração entre os órgãos dos mais variados setores, cuja atuação é cada vez mais colaborativa e produtiva”.

 

A Belotur traçou os seus trajetos que serão percorridos pelos blocos em um mapa da cidade. A partir destas informações, os órgãos presentes no COP-BH planejaram a distribuição de seus respectivos efetivos e recursos de maneira inteligente e focalizada.

 

A PBH cuidará para que as pessoas tenham acesso fácil a informações como a alteração de pontos de ônibus, os desvios de fluxo de veículos, o funcionamento de feiras, a abertura de parques, etc., seja por meio de faixas, de painéis de aviso ou ligando para o telefone 156.